Sei que estava errada

Sei que aqui não ira me redimir de meus pecados e nem vai me absolver dos mesmo. Porem, talvez o ato de “confessar” faça com que me sinta não menos culpada, mas consciente de meus atos.
Pode parecer loucura, mas fiz quatro abortos. Dois de um namorado e outros dois de meu ultimo namorado. Ambos me agrediram fisicamente, mas este ultimo me batia a ponto de deixar hematomas, e talvez por fraqueza de minha parte e ate mesmo o medo de com isso criar um vinculo com eles optei por abortar. Muitos devem falar que sou uma descarrada e vagabunda por ter feito o que fiz, mas só que passa por situaçoes de espancamento sabe o que é o desespero e o medo. O ultimo que fiz, foi quase por desespero pois meu ex namorado havia acabado de sair da cadeia ( lei maria da penha) e eu que havia denunciado pois ele havia me batido e deixado um baita corte na minha testa. Peço a Deus que me perdoe e o que mais quero hoje é recomeçar minha vida do zero.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

2 Comentários

  • O aborto é sim uma grande violência. Isso é fato. Mas hoje você se arrepende deste ato contra a vida certo? Disse que estás afastada da Igreja, então VOLTE. Procure um sacerdote, confesse seus pecados, e não oculte nada a Ele. O que falta em sua vida é esse perdão divino pelo ato que cometeste. Esses sentimentos ruins que tem é uma coisa que se chama opressão demoníaca, onde o demônio fica martelando na sua cabeça a todo momento te fazendo sentir culpada.

    É assim também com quem costuma ir a uma confissão. Comigo é no momento que termino a confissão e saio da Igreja vem tentações fortíssimas em mim. É obra ruim isso e somente na Confissão, Comunhão e Oração que conseguiremos vencer sobre o mal.

    Ofereça suas orações em reparação dos seus pecados e de todas as mães que cometem ou cometerão aborto. Tenha certeza de que sua oração ao subir não descerá dos Céus sem resposta. Ore com fé ok? Não se esqueça de procurar uma confissão com o sacerdote.

    Peça a Deus um namorado DIGNO e que seja um HOMEM de verdade para sua vida e se afaste desses tipos de homens e (vem muito forte isso em mim) AMIZADES. Sim, AMIZADES que tu sabe quem são e que não te são boas. ok?

    Coragem.

  • Você abortou quatro vezes só porque não queria vínculo? Isso é um absurdo! Só sou à favor em casos onde a gestação seja inviável, onde seja certo que o bebê não poderá sobreviver (anincefalia por exemplo).

    Em caso de estupro, o mais certo seria a mulher ter o filho e entrega-lo à adoção, mas sinceramente não consigo condenar quem opte pelo aborto num caso destes.

    No seu caso, bastava apenas entregar para adoção e pronto. Isso é perfeitamente legal e garante a vida e o futuro do bebê, pois a fila de casais em busca de um bebê recem-nascido para adotar é enorme, e estou falando de casais que já foram analisados e aprovados pela justiça.

    Isso sim é um direito da mulher. Assassinar não.