Peço perdão pelas faltas

Tenho 20 anos, e desde que me conheço por gente, sempre senti atração por homens, tive uma experiencia sexual ainda cedo e foi então que tive certeza de que sou gay. Contudo como fui criado em família cristã e tendo total e absoluta fé em Cristo me senti errado, deixei de fazer sexo, mas depois de muito tempo voltei a cair… o mais dificil foi que conheci uma pessoa maravilhosa e me apaixonei… namoramos por um tempo, mas como estava seguindo à Deus, disse que não fariamos nada, e foi isso… até que ele rompeu comigo… Me sentia mal por não poder dizer nada à ninguém e ter de viver uma vida de mentiras. Não estou namorando niguém, mas tenho tido uma vida bem conturbada, me masturbando, assistindo filmes pornográficos… cada vez que isso acontece me sinto mal, sujo e pior CONDENADO! Decidi que não irei mais (Com a ajuda do Senhor) realizar tais praticas, contudo o que eu realmente sinto sempre estará dentro de mim, peço perdão dos meus erros…
e peço a Deus que Ele me ajude a entender o porque desta situação, o porque de eu sentir essa atração…
Se me aceito como fui criado, ou se vivo uma vida renúnciada…

Grato, pela confissão…

Grande abraço, fiquem todos com Deus

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • Kra, Deus é amor. Ele te ama e te aceita do jeito é, pois é, vc nasceu assim e não tem nada de errado. Homossexual não vive em prostituição e promiscuidade como dito acima, é um ser humano acima de tudo. Não tenha medo de se entregar a um verdadeiro amor. Espero que Deus guie seu caminho.

  • Isso é conselho que se dê? aff

  • Sei o que você está passando, acredite. Da pornografia, se a gente não tiver cuidado e auxílio espiritual, mesmo de grupos de ajuda; pode-se descer até os encontros numerosos, frequentes e anônimos (promiscuidade, pegação); correndo o risco de aí sim, encontrarmos doenças e o tão temido “castigo”. Na verdade há um equívoco em quase a maioria das pessoas homossexuais (não por culpa delas, mas da repressão, inclusive da religião); que é sentirem como peso, fonte de angústia e culpa, a homossexualidade E NÃO A PRÓPRIA DESONESTIDADE. Eu estou fazendo terapia agora, depois que cheguei à conclusão que SÓ oração e confissão não resolvem…É preciso consciência, equilíbrio e coerência. Senão a cabeça “afunda” sob o peso da mentira, da vida dupla. Rezar é muito bom, mas uma vida de dissimulação e ocultamento vale a pena? Não seria melhor repensar esta autocondenação e trocar por uma vida de aceitação própria, RELAÇÕES AUTÊNTICAS e desenvolver a AFETIVIDADE, em vez da crua sexualidade? Porque chega um ponto, em que mesmo heterossexuais, têm que escolher entre a prostituição e promiscuidade, e UMA PESSOA SÓ, COM AMOR E PRAZER. Ore ao Espírito Santo para que lhe mostre A Verdade. E peça à Maria Santíssima seu auxílio poderoso contra as tentações. Boa Sorte!