Sem Noção

desde o ano pasado eu gosto de um modo especial de um padre. tenho trinta anos e ele tem cinquenta. Apesar dele ter feito votos de castidade, sei que ele não os cumpre. Tudo isso começou devido a uma missa, no momento em que ele estava preparando a eucaristia. Eu observava atentamente, passo a passo tudo o que ele fazia. Dai ele percebeu e ficou intrigado. Não parava de me olhar, e nessa brincadeira de encarar ele na hora da missa nos fomos trocando olhares e acabei me apaixonando por ele. Eu ia fazer minha primeira comunhão e tinha obrigação de me confessar um dia antes e estava torcendo para que não fosse ele o padre do dia. Mas foi. Me confessei e por fim disse que havia pecado contra ele, esperando, é claro sua repreensão. Porém ele abriu aquele sorriso e perguntou se eu era solteira, me deu a penitência, leve por sinal e fui cumpri-la. Depois desse dia gamei de vez nele. Ha pouco tempo escrevi uma carta pra ele pedindo seu perdão e dizendo o quanto eu estava apaixonada por ele e ele não me puniu, me aceitou nas pastorais e etc. Porém nos não temos contato algum, só nos olhamos muito. Principalmente ele pra mim. Não consigo tirar ele do meu pensamento, até sonho com ele, já tentei outra comunidade, paroquia, mas não resolveu nada. SOU LOUCA POR ELE..

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

2 Comentários

  • A experiência e a história demonstram que padres, militares e homens casados, pelo simples fato de pela farda, ou pela autoridade ou proibição, despertam em pessoas imaturas o fetiche da sedução; homens que em geral NÃO TÊM NADA DE SEDUTORES, mas a carga simbólica potencializa o desejo. A mesma vivência de incontáveis testemunhos, que poderiam se traduzir em estatística, atesta que depois de se desimpedirem do casamento, do celibato ou da autoridade; deixam de exercer esse fascinio, tornando-se “homens comuns”. Se este homem não fosse padre, não fosse “proibido”, não despertaria tanto desejo. O fato é que a história e a experiência também comprovam que geralmente nem a mulher é feliz, nem o padre, depois que consumam a paixão. Um homem que chegou aos 50 anos tem sua vida consolidada nos hábitos eclesiásticos, não vai mais optar por ser marido e pai…Uma mulher que realiza sua fantasia com um homem mais velho depois busca satisfazer-se com homens mais jovens, o que é absolutamente natural. A própria busca por um homem mais velho demonstra imaturidade, insegurança, características de crianças amadurecidas cedo demais pelo sofrimento. Mas como toda paixão, passa. Tomara.

  • Min.Cura e Libertação

    Queria irmã em Cristo,
    Em suas orações clame o Espírito Santo, peça a Jesus para Ele derramar seu Santissimo Sangue Sagrado sobre sua vida e tire toda confusão de sentimentos da sua vida.
    Tenha disciplina nas suas orações, n deixe de fazer sua oração pessoal e de rezar o terço. Procure se confessar com outro Padre
    e peça aconselhamentos para o mesmo.
    Evite troca de olhares.
    Deus te abençoe