Praticamento violo todos os mandamentos e cometo quase todos os pecados capitais

Hoje não amo a Deus sobre todas as coisas porque não sou feliz fianceiramente e acho que essa felicidade está em ser rico (e quero pisar nos outros) . Invoco o nome de Deus para me ajudar em algumas mentiras (aliás, minto muito). Tenho preguiça de ir à missa e as coisas de Deus. Não honra meu pai e minha mãe não dando o valor devido (mesmo ligado a razões da infância). Ainda não matei (fisicamente), mais já matei com palavras minha esposa. Meu maior pecado é contra a castidade (nunca traí fisicamente minha esposa, mais tenho desejo sexual com outras mulheres) vendo pornografia e me masturbando. Já roubei quando criança e já tive muitos pensamentos de roubo depois de adulto. Já julguei e caluniei muitas pessoas (falo muito da vida dos outros). Desejar a mulher do próximo? Sempre. Basta achá-la atraente (principalmente minha cunhada que fico espiando pela janela do banheiro quando toma banho). Cobiçar as coisas dos outros? Sempre. Quando quero algo que alguém consegue adiquirir primeiro, sinto desânimo, raiva, tristeza, frustação, inveja. Sou guloso, quero comer mais do que posso pra impressionar. Sou avarento pois acho que o dinheiro resolve tudo e quero ter casas, apartamentos, fazendas, carros, empresas…Tenho sempre pensamentos sexuais com tudo e todos. Fico nervoso com coisas à toa. Tudo isso me destrói a cada dia porque sei que está errado, mais eu quero o perdão de Deus para que eu possa recomeçar denovo. A partir desta Páscoa, quero mudar de vida. Deus sempre me abençoa mesmo eu sendo assim tão pecador. Mais não me sinto bem, quero mudar, isso está me destruíndo e eu sei onde será meu sepulcro, mais não quero que seja lá…

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • O primeiro dever e a única saída para o pecador arrependido libertar-se, é o desejo sincero de arrepender-se por amor de Deus, por ter sentimento de ter ofendido um Deus tão bom, que ama você, mesmo com esses pecados e que te aceita, e jamais te castiga. (Senão já estarias morto, hehehe, brincadeira!). Este arrependimento verdadeiro, por amor de Deus, é uma Graça e um Dom do Céu, cujo nome é Jesus Cristo. Vai a ele no sacramento da confissão. Aquele padre ali é o próprio Filho de Deus, que continua na terre a missão de reconciliar conSigo os pecadores , teus irmãos. Se confessares, não voltes a pecar. Já sabes que são ilusões, e perda de tempo. Consagra-te a algum serviço, trabalho religioso e recupera tua vocação. Pode ser leigo, engajado, religioso, ou simplesmente um cristão mais fiel. Quanto À NECESSIDADE ABSOLUTA de oração e sacramentos, é vital. Não deixes mais a Igreja, a Sagrada Comunhão. É tua vida. Se não consegues rezar, porque não tens o hábito, desenvolve-o automaticamente. Compra alguns CDs com a reza do Terço Mariano, o Ofício de Nossa Senhora Cantado e enche tua alma com estas bênçãos. Não tens esforço nem trabalho a não ser o de ouvir. Quanto teu subconsciente estiver impregnado dessas imagens auditivas, verás teus pensamentos mudarem para pensamentos de pureza, de honestidade, de amor a Deus. Assiste sempre filmes e vídeos com histórias da Bíblia, da Vida de Nosso Senhor e dos Santos. Quando toda tua mente consciente e subconsciente INSPIRAR E EXPIRAR DEUS, tua alma toda será o paraíso. Boa Sorte!