Meus pecados

tenho todos os defeitos que um ser humano possui, as vezes inveja, odio, nojo, miseria, vicios de alcool dos quais ja me escedi pra sustentar hj me encontro livre disso graças a deus, ja desfiz de pessoas achando q sou melhor do q elas, ja tem uns 20 anos ou mais que nao confesso e o pior de todos, ja expulsei uma vida de dentro de mim.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • eu não perdoaria se fosse Deus

  • pelo que deu para entender vc aborto uma criança
    mais isto deus perdoara se des perdoou quem guspio na cara dele perdoara vc fica em paz

  • O verdadeiro arrependimento é uma graça, um dom. Deves pedi-lo sempre. Jesus deixou bem claro que É ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIO ARREPENDERMO-NOS, se quisermos entrar no Reino De Deus. Chama-se novo nascimento, justa mente porque morremos para o passado, e vivemos uma vida nova. A doutrina da nossa santa religião, entretanto, fiel à verdade que nos ensinou Jesus Cristo, ao dizer VAI E NÃO PEQUES MAIS; e à doutrina do Apóstolo que diz MORTIFICAI O HOMEM VELHO COM SUAS PAIXÕES; ensina-nos a apressarmos essa morte do homem velho, da nossa velha natureza pecaminosa e pecadora, com a renúncia, a oração, a prática de boas e santas ações (obras)e para isso, temos o sacramento da confissão e os demais sacramentos. É impossível não salvarmo-nos com tantos MEIOS DIVINOS E EFICAZES, mas nós infelizmente não confiamos mais neles e não os usamos. Vou ensinar-te uma prática eficaz. Se não consegues orar, compra alguns CDs contendo a reza do Terço Mariano, o Ofício de Nossa Senhora cantado, e vai ouvindo-os amiúde, até adquirires o hábito de oração. Temos agora aqueles aparelhinhos mp3, enche-os com palestras, audios, orações, cânticos e não deixa que os pensamentos divaguem em coisas ilusórias, inúteis, firma-te em Deus. Quando tua mente estiver cheia de Deus, tua alma renascerá e viverás aqui mesmo no céu, como vive todo Filho de Deus. Boa Sorte! Não deixes mais a confissão e a oração, nem a Sagrada Comunhão!