Meu passado. Uma dor profunda!

Tenho uma dúvida muito grande em relação a um pecado meu! Eu sou homem, e já tive relação com outro homem, mais graças a Deus não ouve penetração, somente o toque com as mãos, nem sei se isto chega a ser uma relação, mais me machuca de mais este meu pecado… Peço caso alguem que sentiu alguma semelhança nisto me ajude, pois esta me machucando muito! Comente com sugestões.. fazem uns 3 anos que isso aconteceu e nunca se repetiu!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • Olha amigo, tenho um material no word que se chama ‘Exame de consciência’, que é muito bom ler antes de fazer a confissão. Vou postar algo apenas no que diz respeito ao pecado contra a castidade, já que vc perguntou. Espero que vc possa procurar um sacerdote o mais rápido possível, pois às vezes a gente fica com vergonha de confessar, mas não teve vergonha de fazer. É melhor, sobretudo, ter a consciência tranquila e passar a odiar o pecado pelo resto da vida.

    ***Sexto e Nono Mandamentos: Não cometerás adultério. Não cobiçarás a mulher do próximo.
    1. Neguei ao meu cônjuge os seus direitos matrimoniais?
    2. Pratiquei o controlo de natalidade (com pílulas, dispositivos, interrupção)?
    3. Abusei dos meus direitos matrimoniais de algum outro modo?
    4. Cometi adultério ou fornicação (sexo pré-marital)?
    5. Cometi algum pecado impuro contra a natureza (homossexualidade ou lesbianismo, etc.)?
    6. Toquei ou abracei outra pessoa de forma impura?
    7. Troquei beijos prolongados ou apaixonados?
    8. Pratiquei a troca prolongada de carícias?
    9. Pequei impuramente contra mim próprio (masturbação)?
    10. Consenti em pensamentos impuros, ou tive prazer neles?
    11. Consenti em desejos impuros para com alguém, ou desejei conscientemente ver ou fazer alguma coisa impura?
    12. Entreguei-me conscientemente a prazeres sexuais, completos ou incompletos?
    13. Fui ocasião de pecado para os outros, por usar roupa justa, reveladora ou imodesta?
    14. Fiz alguma coisa, deliberadamente ou por descuido, que provocasse pensamentos ou desejos impuros noutra pessoa?
    15. Li livros indecentes ou vi figuras obscenas?
    16. Vi filmes ou programas de televisão sugestivos, ou pornografia na Internet, ou permiti que os meus filhos os vissem?
    17. Usei linguagem indecente ou contei histórias indecentes?
    18. Ouvi tais histórias de boa vontade?
    19. Gabei-me dos meus pecados, ou deleitei-me em recordar pecados antigos?
    20. Estive com companhias indecentes?
    21. Consenti em olhares impuros?
    22. Deixei de controlar a minha imaginação?
    23. Rezei imediatamente, para afastar maus pensamentos e tentações?
    24. Evitei a preguiça, a gula, a ociosidade, e as ocasiões de impureza?
    25. Fui a bailes imodestos ou peças de teatro indecentes?
    26. Fiquei sozinho sem necessidade na companhia de alguém do sexo oposto?
    Note bem: Não tenha receio de confessar ao sacerdote qualquer pecado impuro que tenha cometido. Não esconda ou tente disfarçá-lo. O sacerdote está ali para ajudá-lo e perdoar. Nada do que possa dizer o escandalizará; por isso, não tenha medo, por mais envergonhado que esteja.