Perdida após praticar ménage

Entrei na faculdade quando tinha 17 anos e lá conheci aquele que foi meu namorado durante três anos e com quem perdi minha virgindade. No começo tudo era flores, mas depois passei a viver em um relacionamento de constante desnível. Eu estava sempre mais entregue e apaixonada que ele. Pouco antes de completarmos um ano, ele terminou comigo e eu sofri muito. Um mês depois nós nos reencontramos e acabamos retomando nosso namoro. Ficamos juntos por mais dez meses, terminamos e voltamos novamente. Dessa vez resolvemos fazer o possível para dar certo, mas vivíamos em constantes brigas por tudo que já havia acontecido e pelo constante desnível amoroso, ele nunca me tratou da forma que eu queria. Certo dia, meu namorado veio me falar do desejo de fazermos sexo a três, colocarmos outra mulher na relação, depois de uma boa garrafa de vinho eu concordei e chamamos uma amiga dele que era bissexual, que vou chamar de um nome fictício, Tereza. Nós duas nos demos bem, ela era divertida, carinhosa e acabamos por sentir que a presença dela ajudava o nosso relacionamento. Comecei a conversar com ela pela internet e ela sempre me elogiava, era carinhosa, amiga , tudo que eu não tinha com meu namorado e nós duas começamos a achar que estávamos nos apaixonando. Passamos algumas semanas assim, saindo os três, batendo papo, indo comer pizza… Até que um dia, comecei a desconfiar de que meu ex tinha outra pessoa e, através do face da Tereza, descobri que ele sempre buscava sexo em outras pessoas e não em mim, então terminei meu namoro com ele. Mas Tereza e eu continuamos sendo amigas, prometendo que seríamos amigas pra sempre. Ela me ouviu em muitos problemas, em casa e com relação mesmo ao meu término, e eu ajudei na relação com a mãe, a estimulei a começar a escrever a monografia e a se vestir com roupas mais femininas. Também a estimulava sempre a se valorizar perante os homens… Mas Tereza sempre demonstrava ciúmes com relação aos homens que se aproximavam de mim. Até eu conhecer meu atual namorado, a família dele é amiga dos meus pais, eu o amo e ele me trata como uma princesa. Nosso namoro parece um presente de Deus e eu, que sempre fui evangélica, comecei a me sentir cada vez mais torturada por ter cometido todos esses pecados, contei a ele que tive relações com outra mulher, ele não concorda, mas diz que me ama e que vamos superar isso. Mas tem sido muito difícil, a Tereza continua querendo ser minha amiga, mas eu não consigo, sei que ela tem ciúmes do meu namorado, fora isso, nós duas vivemos em mundos diferentes, ela bebe muito, vive uma vida desregrada e descobri que usava drogas antes de me conhecer, além disso, a presença dela perturbaria a mim e a meu namorado. Eu tenho medo de outras pessoas descobrirem o que se passou, tenho vergonha, me preocupo com minha família e ao mesmo tempo me sinto errada por ser prometido ser amiga da Tereza e agora precisar me afastar, embora ainda pela a Deus pela vida dela. Já pedi perdão a Deus, me arrependo todos os dias do que fiz, não sei mais o que fazer, ME AJUDEM, POR FAVOR!

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • Ola,rapaz,que situação hen?
    Olha só, não fique se culpando, VC errou en ter contando a seu namorado, oque VC fez no passado de errado não era pra ser revelado, só faz atrapalhar…Mais já que contou tudo bem,vamos lá, VC cometeu erro quando fez sexo a trez, mesmo q algumas pessoas achem isso muto excitante, mais VC tem que entender uma simples coisa,VC se arrependeu verdadeiramente? Então fique tranquilha, n se martilize, siga em frente,foi uma bobagem da adolescência, dobre seu joelho no chão se humilhe a Deus ,pessoa perdão com verdade,e sera perdoada.E em relação a sua amiga,chame ela pra um papo,explique o porque não vai poder continuar a amizade, diga a ela que ia ficar chato porque seu namorado sabe oque aconteceu e ia ser chato pra vcs,mais não a abandone totalmente, sempre que poder ligue,dê uma atenção, mostre q não esta se afastando por mau,mais é porque vai ser melhor.Deus vai estar com VC..qualquer coisa fala no meu email, caso queira conversar ouvir um conselho,sou bom nessas coisas.

  • Foi somente uma curiosidade da sua juventude, nao se sinta uma criminosa por isso.

  • Realmente é uma situação complicada. Mas, deve ser honesta consigo própria. Não ama a Tereza, mas sim, seu namorado? Se tem certeza disso, já deu um ótimo passo, que é conversar com seu namorado. As relações terminam. Acredito que tenha medo de terminar com ela e acabar sendo “desmascarada” para sua família. Você tem diversas opções: se envolver na situação e acabar perdendo seu namorado; ser esperta o suficiente para enganar ele e também lidar com isso; conversar com a Tereza e dar um fim ao seu relacionamento, correndo o risco das pessoas ficarem sabendo; se a Tereza for uma pessoa de bem, e gostar de você, terminar com ela e ficar tudo bem. Enfim, a vida é assim, feita de escolhas; você pode negar para sua família o envolvimento com a Tereza e deixá-la sofrendo. O problema principal é que a vida é feita de escolhas e, em todas as nossas escolhas, temos ganhos e perdas. Não dá para ficar com tudo. Quando escolhemos a opção Y, perdemos aquilo que estava presente na X. Veja o que te faz menos mal. Boa sorte!