Meu pecado sexual – Minha libertação

Olá. Muito bom encontrar um espaço como este. Quero aqui expor meu caso. Sou um jovem solteiro de 29 anos. Sou Evangélico desde os 12 anos, e durante minha adolescência passei por vários conflitos relacionados a minha vida sexual. Iniciei a prática da masturbação e ainda aos 12 anos tive minha primeira relação sexual com uma garota. Nos relacionamos outras vezes ainda. Isso aconteceu por não compreender naquela época a questão da vida sexual destinada ao casamento. A partir do momento que passei a compreender a questão do sexo para o casamento, decidi me abster da prática. Os anos se seguiram, mas devido ao desejo natural que há no ser humano, me refugiei na prática da masturbação.
Há dois anos conheci uma mulher de outro país. Começamos um namoro, e acabamos nos envolvendo sexualmente. Foi uma experiência muito boa.
Por outro lado, comecei a despertar o desejo sexual pela pessoa do mesmo sexo. Mas tinha, como até hoje tenho, a compreensão de que tal prática é reprovada por Deus. Então de toda forma lutei contra esse impulso. No entanto, há algumas semanas conheci um rapaz pela rede social. Conversamos pela rede e trocamos algumas mensagens. Então decidimos nos encontrar.
Durante o encontro nos beijamos, abraçamos, ficamos nus, mas não consumamos o ato sexual (graças a Deus).
Após esse momento, senti um grande arrependimento, um nojo de tudo aquilo. E percebi que esse tipo de relação não é a que eu quero para minha vida.
Confessei meu pecado a Deus. Senti um profundo arrependimento. Confio no Seu perdão, mas sinto também a necessidade de desabafar o que sentia e o que sinto agora.
Meu desejo, é encontrar uma mulher que me ame, que esteja disposta a formar uma família e a servir a Deus.
Hoje compreendo que o real plano familiar de Deus para o ser humano se constitui na formação de casais de sexos diferentes.
Gostaria de receber uma palavra diante do fato exposto.
Uma coisa que hoje eu sei… Não tenho prazer nem desejo em me relacionar sexualmente com homens.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • Porque acha que isso seja um pecado agora? Se você chego quase a comentar algo a mais… Não se culpe por isso,acho pior q fazer e casar e se envolver com uma pessoa se ao menos saber o que realmente gosta. E se enganar e enganar outro alguém!