Me arrependo por ter perdido minha virgindade

Gente estou tao mal de uns dias pra cá, perdi minha virgindade quando eu tinha 17 anos, com um garoto que eu namorava fazia uns tres meses, foi horrivel, eu havia acabado de sair da minha formatura e a gente foi num barzinho com meus amigos. Quando saimos de lá chovia muito, entao resolvemos parar e ficar ali escondidos da chuva, de repente começou a rolar uns beijos e foi esquentando, quando eu vi ja era, a sorte era que estava de vestido e nao fiquei pelada na rua ! Mas eu morro de vergonha por isso, tenho medo de que meus pais descubram eles nao iriam me perdoar nunca, isso já faz uns tres anos e ate hoje eu me culpo por isso, Hoje namoro a 2 anos com outro cara que sabe tudo, eu amo ele demais e nao me arrependo de nada que faço com ele.
Mas sobre a minha primeira vez se eu pudesse voltar no tempo com certeza eu voltaria, e nada disso teria acontecido! Já pedi perdao pra Deus, mas ainda tenho muito medo, nao sei o que sera de mim se meus pais descobrirem isso!!

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

4 Comentários

  • Não existe isso de pedir perdão para Deus… afinal, ele nos deu o livre árbitrio, ou seja, nessa parte ai é você quem tinha consciência dos seus atos, então pergunte a si mesma… perdoaria ele por ter tirado sua virgindade? Eu sei que também não tem nada ver mas… uma mãe perdoaria um criminoso por ter extuprado sua filha? Se você perdoaria não tens amor próprio, vou lhe dizer algo, para erros existe perdão e arrependimento, pois era algo que não sabíamos que ia ter consequências desastrosas…, por que quando cometemos um erro, nem sabemos que cometemos ele ‘-‘, apenas acontece… sem nós sabermos, ai Deus nos perdoa, mas quando é o livre arbítrio, ou seja, você escolheu ter tido relações com ele, não foi um erro…, por que quando acontece o erros, não temos a chance de escolher em comete-lo ou não, já a escolha, temos sim chance de escolher faze-la ou não.. pode ser certa ou errada essa escolha, dependendo se você é cabeça fraca ou forte, mesmo tendo idéia das consequências, O arbitrio é seu, as consequências são suas, se Deus pudesse ter impedido ele impediria, mas ele fez isso de teste para você ‘-‘, por que ele não pode controlar nosso arbítrio, ou seja, já diz o ditado: ”Traição não é um erro, é uma escolha, não se perdoa uma traição…”, pois é pessoal… sinto que existem algumas pessoas nesse site esse mesmo ditado e depois se contradizem e dizem que existe arrependimento para ”escolhas”, pensem melhor..

  • Aconteceu de maneira muito parecida comigo, o número de meses, a chuva…Me arrependo muito também, sinto que poderia ter esperado, para que fosse com alguém que realmente valesse a pena. Meu namorado logo enjoou de mim, morava em outra cidade e passou a não vim mais aos finais de semana. Me senti usada. Sempre disse que minha primeira vez seria algo bem pensado e com alguém que me amasse muito, não foi o que aconteceu. Meu atual namorado é um príncipe, contei a ele também, que ficou muito decepcionado porque é virgem e queria que tirássemos a virgindade juntos. Fico muito triste e desolada, pois penso como poderia ter sido perfeito. Me arrependo muito, se eu tivesse como voltar atrás, voltaria sem pensar 2 vezes. Me sinto melhor em saber que outras pessoas compartilharam dessa mesma experiência, vamos erguer a cabeça, tentar não dar tanta importância a isso e seguir em frente!

  • Fazer sexo é tão bom e você arrependida??? Há duas coisas que são essencial: fazer sexo e se masturbar.

  • Passou… acabou.. o ja foi ja foi .. vc pediu perdão a Deus , vc precisa crer qe Ele perdoou, se vc se arrependeu de verdade Ele perdoou e pronto ! Fez bem em contar pro seu namorado atual, dele vc não poderá esconder essas coisas .. Relacionamento saudavel tenq ser verdadeiro.. Só conte a seus pais se vc se sentir se sentir segura e sentir qe é pra contar e se vc sabe qe eles vão entender e não vão aumentar a culpa. Mas não esqente mais, supere, isso ja foi, é passado deixe no passado.