Tristeza no coração

Tenho 36 anos, sou casada e estou passando hoje por um momento muito triste. Há exatos 6 anos trabalhava numa loja e conheci um garoto na padaria em frente, eu então passando por sérios problemas no relacionamento, comecei a me apaixonar pelo garoto, que então tinha 21 anos, pelo fato de conversar todo dia e ele ver que eu estava triste e me dar um pouco de atenção.
O sentimento foi crescendo e resolvi me separar, mas meu marido não quis a separação. A minha maior mágoa de meu marido é que ele sempre me humilhou muito perante família e amigos, e dizia que casar de verdade comigo, só se estivesse ficando louco, quando na verdade já tínhamos 14 anos juntos, 6 de namoro e 8 morando juntos, mas eu sempre quis me casar porque acho que devia essa obediência a Deus primeiramente e depois aos meu pai e avó que me criaram, mas ele nunca quis saber, e quando me apaixonei fiquei tão louca que depois de muita pressão dele resolvi contar e o mundo dele desabou.
E eu que continuava apaixonada pelo garoto, comecei a não saber o que fazer, se me separava realmente ou se ficava com o rapaz, que era o maior medo da minha família. Eles alegavam que ele era muito jovem pra mim (o que eu tb temia). E nós loucos de paixão, vivemos a nossa história, proibida por 4 anos e parecia que era um sonho, ele era evangélico e eu vivia no mundo, e ele me tirou de lá e ensinou muito sobre coisas que nunca imaginei a respeito da vida espiritual, mas como também somos carne, um dia não resistimos a paixão e nos entregamos um ao outro literalmente.

Foi um momento único na minha vida, ainda mais quando descobri que estava sendo a primeira mulher dele na cama, confesso que fiquei enlouquecida, porque vi realmente que demorou muito pra ele se entregar, eu é que forçava a barra mas ele nunca sedia, até o dia em que perdemos a cabeça e fizemos amor perdidamente pela primeira vez e ai… nunca mais se apagou aquele momento. Prometíamos intensamente que iríamos ser pra sempre, mas com o tempo, ele foi se demonstrando sem humildade e mentindo pra mim, falava um monte de besteiras, e vi que poderia estar correndo um risco ficando com ele.

E ai… a palavra da minha avó-mãe foi mais forte, e como ela já estava nos seus últimos dias de vida,não quis faze-la sofrer mais… e eu andava descobrindo algumas conversinhas do garoto na net com as primas dele, eu resolvi me acertar com o meu marido, ficar firme na igreja que esta pessoa me apresentou, hoje sou batizada, a família toda dele tb, e a do meu marido também.

E parecia que a vida ia seguindo seu curso normalmente, até agora meu marido começar a me tratar de qualquer jeito novamente e me deixar muito sozinha pra correr atrás da família dele, isso me fez voltar as boas lembranças dessa pessoa e o pior, além de eu estar casada, o que me arrasa neste exato momento é que enquanto eu estou aqui escrevendo e chorando ele está lá se casando com a sua atual noiva e eu nem se quer o esqueci, não consigo tirar do meu coração, não faço outra coisa a não ser pedir pra Deus arrancar esse sentimento do meu coração, porque também tive ótimos momentos com meu marido nessa vida, e eu juro, queria amá-lo como antes, e esquecer essa paixão que acabou com meus sonhos de um lar perfeito e sem manchas, mas como está sendo difícil!!!

Quero muito ser uma serva de Deus irrepreensível, queria que Deus arrancasse isso de mim com raiz e tudo, lembranças e tudo mais, mas parece que quanto mais eu peço, mais fico desesperada e mais pessoas vem me dar notícias dele. Tá muito difícil, estou me sentindo derrotada por um sentimento que me consome! É muita dor, de um lado um casamento que não foi o meu ideal, e do outro uma paixão mal resolvida, e como temo muito a Deus, sinto que estou errada com tudo isso que pra mim não tem mais solução! Me ajudem por favor!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • Desculpe….traição não tem desculpa e ainda mais com essa modinha de mulher mais velha com garotão.Vocês se iludem pois acham que podem voltar a ter 18 anos.Falta de caráter não tem desculpa.E ainda vem alar de Deus????