Solidão

Eu sempre senti uma solidão muito forte, principalmente logo após voltar de festas ou lugares em que estava rodeada de muitas pessoas.
Toda vez que meu aniversário e o fim de ano chegam, vai batendo uma tristeza.
Não sei explicar, amo o clima do natal: as decorações, as cidades ficam mais bonitas. No entanto, para mim é uma tristeza sem fim. E agora que estamos em Novembro, isso está voltando. Me sinto desesperada, sem forças, sem vontade de fazer nada! É como se eu quisesse sumir ou que os últimos 3 anos voltassem, Não que tenha acontecido algo de importante há 3 anos atrás, mas apenas para eu ter mais 3 anos para tentar mudar alguma coisa na minha vida, fazer algo diferente, pois sinto que não posso. Me sinto sozinha, sem ninguém que realmente se importe.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • Salve Maria,

    Irmão, a solidão é algo cada vez mais comum em nosso mundo. A velocidade de nosso tempo e de nossas vidas, o medo da violência e o individualismo tem nos colocado para dentro de nós mesmos não da forma que Cristo nos ensinou (através da qual buscamos a Sua luz), mas tem nos transformado em um cárcere vivo do qual não saímos.

    Procuramos pessoas lá fora enquanto nos trancamos dentro de nós e isto nos leva a um ciclo eterno de sofrimento e tristeza. Mas isto pode ser quebrado! Não busqueis aqueles não te procuram.

    Procure aqueles que precisam de ti! Faça caridade constante, visite orfanatos e asilos. Vá até aqueles que precisam da sua presença e ali você encontrará verdadeiros amigos.

    Pois foi assim que o Cristo nos ensinou:

    “Dizia igualmente ao que o tinha convidado: Quando deres alguma ceia, não convides os teus amigos, nem teus irmãos, nem os parentes, nem os vizinhos ricos. Porque, por sua vez, eles te convidarão e assim te retribuirão. Mas, quando deres uma ceia, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos. Serás feliz porque eles não têm com que te retribuir, mas ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos.”

    Vá e faça o que você achou que nunca poderia fazer. Ore e trabalhe em si para ganhar forças e continuar lutando. Vá àqueles que precisam de você e, além destes amigos que não terão como lhe retribuir, você encontrará outros porque finalmente terá encontrado a luz dentro de você.

    Que nosso senhor Jesus Cristo, vos garanta a paz eterna e vos abençoe em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!