Ainda transo com minha irmã

O que irei relatar agora é real. Hoje tenho 44 anos, tenho uma filha e sou divorciado. Minha irmã tem 41 anos, é casada, 1,70 de altura e um corpo de dar inveja a muita garotinha de 18. Nossa história começou quando eu tinha 14 e ela 11 anos. No início eu entrava a noite no quarto dela e ficava olhando ela dormindo só de calcinha. As vezes conseguia chegar a calcinha pro lado e colocava o dedinho lá, mas quando ela se mexia eu saia para meu quarto e me acabava na masturbação. Um dia a noite, quando ela já estava deitada, lá fui eu entrar no quarto dela e quando tentei toca-la, ela abriu os olhos e me olhou sem falar nada. Caraca, fiquei sem ação! Não sabia o que dizer. Saí e fui para meu quarto e pensei que ela fosse falar alguma coisa para nossos pais. Os dias passaram e ela não disse nada. O que começou a acontecer é que ela passou a me olhar diferente, passou a tomar banho e trocar de roupa com a porta aberta e aquilo me deixava louco! Eu não toquei mais no assunto e deixei aquilo pra lá. Quando ela estava com 13 anos, chequei em casa da escola mais tarde pois havia ficado no colégio jogando bola, nessa época eu tinha 16 anos. Nossa mãe era professora e dava aula a tarde e sempre ficávamos sozinhos até umas 18h30. Cheguei e fui direto pro banho. Quando fui para meu quarto e passei pelo quarto dela, vi ela deitada na cama com uma blusa branca e uma calcinha azul pequena bem cavada. Aquela visão me deixou louco, mas não tentei nada. Fui pro meu quarto deitei enrolado na toalha e fiquei pensando nela… Comecei a me masturbar e de repente quando olho pra porta do quarto vejo ela de pé com uma cara de safada me olhando… Eu levei um susto e ela disse: Não para mano…. quero ver …. confesso que fiquei meio sem graça mas com tesão…. disse pra ela sair e foi então que ela falou do dia que me viu no quarto dela a noite e que sempre estava acordada em todas as vezes que eu fui lá. Fiquei estarrecido com o que ela falou e então ela chegou perto de mim, pegou em mim e começou a me masturbar meio sem jeito. Pedi mais, no que fui atendido de imediato. Ela então tirou a calcinha e disse que eu tinha que fazer o mesmo com ela. Nossa, que tarde deliciosa passamos juntos, não houve penetração, mas gozei gostoso e ela também. Sempre que tínhamos oportunidade fazíamos sexo oral… toda noite antes de dormir, eu ia no quarto dela… isso durou uns 4 ou 5 anos. Quando completei 21 anos, meu pai fez um churrascão lá em casa. Tomei um porre daqueles e fiquei ruim. No dia seguinte acordei numa ressaca daquelas. Levantei e fui pro banheiro tomar um banho. Mudei de roupa e fui tomar meu café. Achei a casa silenciosa e apenas minha irmã estava na sala assistindo TV e perguntei a ela onde estavam nossos pais e ela me disse com uma carinha de safada que eles haviam saído cedo e que disseram que só voltariam no final da tarde. Fui na cozinha tomei um gole de café e quando voltei pra sala, minha irmã falou que ela queria me dar o meu presente. Então ela se levantou e tirou a camisola ficando só de calcinha e disse: Vem… sou tua…. Cheguei perto dela, dei-lhe um gostoso beijo na boca, apertei com carinho os bicos de seus seios e deitei ela no sofá…. … tirei sua calcinha e comecei como sempre no oral do jeitinho que ela gostava…. quando ela estava quase gozando ela me empurrou e disse: hoje eu quero você dentro de mim…. cara, fiquei surpreso com o que ela me pediu, pois eu sabia que ela era virgem. Questionei ela sobre a virgindade e ela disse que queria que eu fosse o primeiro e que esse era o meu presente. Fiquei com um tesão louco por aquilo. Então aconteceu… senti que ela estava completamente feliz por ter feito aquilo… comecei então um vai e vem primeiro lento e depois mais rápido… senti que ela ia gozar pois a respiração dela ficou mais ofegante e ela pedia para que eu fizesse com mais rapidez e força………. não resisti… que loucura…. eu havia acabado de desvirginar minha irmã e gozado dentro dela… me bateu um misto de sentimentos mas o tesão foi muito maior…. Eu nunca gozei tão gostoso quanto gozo com ela. Sempre que tínhamos oportunidade transávamos loucamente…. a primeira vez que fizemos anal foi uma loucura…. fizemos na garagem de casa após chegarmos de uma festa….. ela não curtiu muito, mas….. Fizemos anal poucas vezes, somente quando ela pedia…. Pois é…. hoje eu com 44 anos e ela com 41 ainda transamos. com menor frequência claro, pois ela é casada, mas ainda sim transamos com a mesma volúpia e tesão da adolescência e sem nenhum tipo de arrependimento. Tudo o que escrevi aqui é real. Nós mantemos uma relação sexual sem grilos. Somos amigos, irmãos e amantes e sei que não somos os únicos que vivem bem com isso.

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

28 Comentários