Algo errado em gostar de transar?

Iniciei minha vida sexual ativa aos 16 anos e no primeiro ano tive uns 5 parceiros mais ou menos, gostava muito de transar, com qualquer que fosse o namorado do momento, aos 25 anos fazendo uma lista descobri que havia passado dos 50 caras com quem havia transado e resolvi dá um basta e comecei um relacionamento sério. Nunca me achei puta, apenas transava com quem me dava vontade, outros apenas rolou sexo oral e/ou masturbação, poucos ficaram só nos beijos. Fico excitada fácil, por isso aproveitava cada me minutinho para sentir prazer com quem quisesse me dá prazer, dessa forma acabei variando muito porque muitas vezes eu queria só sexo e nada mais, quando o cara não me excitava muito, era só aquela vez e acabou. Evitava transar com carinhas que se conhecessem e com meus amigos, para não haver comentários nos grupos de amizades que frequentava. Sempre uma aluna aplicada e trabalho desde cedo, além disso tinha preferência por homens mais velhos, isso mantinha minha imagem conservadora. Apesar de gostar muito de sexo, nunca me sentir puta nem ninfomaníaca, apenas faço porque gosto.

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

6 Comentários

  • Oi! Primeiro não tem nada a ver com “Falta de sí mesmo do que qqer coisa”
    è normal gostar de sexo, ainda mais quando é bem feito e tem a pessoa que desejava, nem que fosse só para aquele dia!Eu também já contei, em um ano fiquei com 70 pessoas diferentes, sempre se prevenindo, mas não me assustei e nem pretendo bater tal record, gosto de sexo,a única coisa boa que me aconteceu foi encontrar um emprego que me toma muito de meu tempo, assim os encontro diminuíram muito, e com 27 anos agora penso em sossegar e encontrar um amor, quem sabe! rs Beijos e não se preocupe e sim se cuide! Beijos

    • Acho que é falta de si no sentido de nao se completar sozinho, como disse sou um cara rezervado, nao gosto de cruzar com alguem na rua e pensar. “nossa lembro de eu socando essa de quatro”, e depois cumprimentar como se nada tivesse acontecido, sou muito tarado, mas prefiro fazer minhas taradisses com poucas parceiras. Pois se um dia ficar sozinho, nao ficarei naquela “depre”, pois confio no meu taco.

    • Márcia, nunca me arrependi de ter me entregado tanto ao prazer sexual, por outro lado sei que fui promiscua, mas já passei essa fase, Graças a Deus. No meu caso trabalho desde os 14 anos e sempre mantive maior parte do tempo estudando e trabalhando, entrei na faculdade com 18 anos e sempre fui muito precoce em tudo, por isso também não me apeguei a ninguém. Outra coisa, sobre o que o Dukebh falou, se mil pessoas ler minha confissão, todas as mil terão um pensamento diferente. Hoje em dia sou tão reservada que ás vezes tenho dúvida das experiências que tive, pois foram muitas situações eróticas e exóticas e hoje sou tão feijão com arroz, hehe, que nem me reconheço.

  • Sinceramente nada contra, so vejo o quanto sou pra tras, por falta de iniciativa mesmo. Tenho 29 anos e so tive duas parceiras. Mas todas falavam que eu transo muito bem. Se eu nao fosse tao fechado com certeza teria tido mais parceiras, mas ao mesmo tempo vejo que sou um cara muito rezervado e nao gosto de sair pegando todo mundo. Acho que isso é mais falta de si mesmo do q qqer coisa. Mas quem sou eu pra te julgar. Vc nao fez mal a ninguem, se gosta vai e faz, desde que nao ferre ninguem.

    • Valeu Duke, acho que as pessoas devem viver cada momento de sua vida como achar mais coveniente para si, não falo só sexualmente, digo de todos os prazeres que existem na vida. No meu caso, escolhi experimentar a transa com diferentes carinhas porque não queria nada sério com ninguém, preferi viver minhas aventuras e não tenho nada contra a quem só teve um ou dois parceiros (as), como o seu caso. Gostei de sua compreensão.