Passado e brincadeiras sexuais

Sou menina, adolescente e tenho uma confissão. Quando eu tinha uns 8 anos eu e uma amiguinha minha brincávamos de sexo… tirávamos as calças, “nos beijávamos” entre aspas pois nem sabíamos o que era um beijo rs… e ficávamos trocando caricias e beijos pelo corpo, ate chegar nas partes mais baixas. e depois disso tudo ficávamos fazendo movimentos de “vai e vem” como se uma de nós fosse homem. Depois disso orávamos e pedíamos perdão, mas concordávamos que não era totalmente pecado, pois éramos crianças e estávamos brincando. Nunca mais falei com essa menina e evito falar também rs . não sinto atração por mulheres nem nada assim, mas isso me atormenta… na época eu contei para minha mãe que nós falávamos sobre sexo mas nunca cheguei a contar a verdade… Eu também falava sobre sexo com minhas amiguinhas nessa época… E houve uma época da minha vida que eu assistia pornôs (quando criança mesmo) e um dia saí do computador e minha mãe viu, inventei uma desculpa mas óbvio que ela não acreditou.. fiquei muito nervosa e desde então nunca mais pesquisei nada relacionado a sexo…
Hoje tento pesquisar as vezes por curiosidade mas apago todas as informações das minhas pesquisas. É só um desabafo mesmo… nunca contei pra ninguém.. Qual a opinião de vocês sobre isso? Ainda me sinto meio mal!

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • Olá!

    Sabe, tudo que disse já ouvi de outra pessoa, no caso dela aconteceu com uma prima e foi intenso que o seu. Acabei por saber disso quando namorávamos e tínhamos muita intimidade. Ela estava com isso engasgado porque não havia contado a ninguém. Mesmo não tendo necessariamente uma atração por mulheres ela acabou percebendo que isso é normal no inicio da vida adulta de todos, e que poderia até voltar a ter contato com outras mulheres novamente, como acabou acontecendo. Ter desejos, fantasias, relações sexuais com pessoas do mesmo sexo ou até mais de uma pessoa é mais comum que se imagina, depende da maturidade mental da pessoa. Pra mulheres vejo isso mais natural ainda, pois são mais sensíveis e tem no sexo não só aquela necessidade de gozar, mas também de carinho, contato. Se realmente tem vontade de se conhecer e saber se o que sentiu o poderá vir a sentir é realmente, desencana com o que já passou, pois não há como voltar, e também ninguém se feriu. Deixa a vida acontecer sem tabus, apenas não desrespeite os sentimentos de ninguém muito menos os seus e seja feliz.

    Abraços e tudo de bom, se quiser fala mais estamos ai. :)

  • Ser criança é a melhor coisa da vida, as curiosidades, as fantasias, tudo isso é muito natural, somos seres humanos e estamos em constante evolução e conhecendo nossos próprios corpos, não tenha vergonha e nem culpa, foi algo natural e que de forma alguma muda a sua sexualidade,

  • E qual sua idade hj? Pode parecer que não, mas só o fato de vcs 2 terem se aventurado assim, mesmo que sem saber o que faziam, isso tem um peso grande sobre sua vida de lesbianismo. Pode ver ao seu redor, a mulherada tá caindo em massa nas garras do inimigo. A tentação feminina é tanta no mundo, é tanta sensualidade dessas mulheres, que nem elas mesmas aguentam e são seduzidas pelo lindo corpo feminino. Mas não importa, vc sabe que tudo isso é uma estratégia do diabo pra enganar o maior numero possível. A pornografia e masturbação hj está generalizada, e as mulheres estão cada vez mais se entregando a esses desejos. É normal se interessar por sexo, e todos que tem acesso, acabam mesmo vendo esse lixo de pornografia, mas o verdadeiro cristão procura lutar de todas as formas, se cair, apenas se arrependa e volte com força dobrada pra não cair mais. Eu tb luto contra isso todo dia, e ás vezes caio tb, acabo vendo mulher pelada, mas luto contra isso, e não me entrego.
    Querida, se quiser vencer isso, se possível mesmo, fique longe de Tv e da porcaria de Internet. E repreenda e não aceite esses pensamentos homossexuais que o diabo tentou pôr na sua cabeça.E Deus nos ajude a todos nós.