Casamento: uma cruz que devo carregar?

Casei com minha primeira e única namorada. Decidi que iria me casar com ela com menos de um mês de namoro e cometi vários erros decorrentes disso: abri conta conjunta com só seis meses de namoro, perdoei várias traições que descobri com o ex-namorado, fiz trabalhos da faculdade para que ela se formasse… Aceitei tudo de maneira passiva demais. Acreditava estar provando meu amor imenso e eterno por ela. No casamento a nossa relação se esfriou muito. Sexo, que já não era muito, tornou-se raro e mecânico, e só quando eu forçava. Ela gastava cerca de três mil reais por mês só com coisas para ela, como salão de beleza e sapato. Decidiu parar de trabalhar para se dedicar a um projeto próprio que, passados quase dois anos, só me deu despesa. Nunca aceitou conversas, sugestões, críticas, por mais carinhosas que fossem, e as rebatia sempre com muito nervosismo e ignorância, “com quatro pedras na mão”, como diz sua própria mãe. Fui ficando cada vez mais infeliz com a situação, mas achava que era a cruz que eu devia carregar… Até que comecei a me envolver com uma moça do trabalho. Me impressionava como nós pensávamos parecido, como tínhamos gostos semelhantes e como gostávamos de conversar um com outro. Papeávamos o dia inteiro, quase todos os dias, sobre tudo. Ela é noiva, mas eu não acreditava realmente que ela iria se interessar por mim além da amizade. Mas a coisa foi indo, indo, e a nossa extrema carência fez darmos um passo adiante. O sexo com ela é excelente, muito melhor que com minha esposa. Ela diz o mesmo sobre seu noivo. Já me disse que só meu casamento nos mantém separados. De uns tempos para cá, minha esposa mudou, está mais calma, carinhosa, solícita… Chorou muito quando disse que estava pensando em separação… Eu casei para ficar junto, sonhava em ter uma família feliz, me dediquei muito por isso… Mas os anos de rejeição somados à afinidade com essa moça nova acabaram com meu amor por ela. Estou extremamente triste. Não sei o que fazer. Ainda não tenho coragem de me separar, mas não quero abrir mão do convívio com a moça. Já me confessei, conversei com um sacerdote, chorei e choro muito pensando numa solução. Estou cansado de sofrer. Aos 8 anos, vi meu pai morrer e minha mãe agonizar. Aos 10, vi as famílias de pai e mãe brigarem e me forçarem a escolher de qual das duas eu gostava mais. Aos 24, vi minha família toda ficar contra mim porque decidi entrar numa instituição religiosa, de que saí três anos depois para começar a namorar minha esposa… Por favor, rezem por mim.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

21 Comentários

  • Hoje talvez ele nem vai ler este comentário, mas as mulheres têm tendência a amar homens bonzinhos que fazem tudo o que elas querem, mas só dão valor aqueles que se mostram indisponíveis para suas vontades, ou seja, ela só vai saber valorizar o homem que se valoriza, pois afinal, se ele mesmo não o faz ela tampouco o fará! Falo isso porque hoje tenho um namorado que me dá muito valor, e o mesmo eu faço com ele. Nos respeitamos, não falamos coisas que magoam, e ambos sabem valorizar as qualidades e até os defeitos. Infelizmente o ser humano só se sente atraído por pessoas superiores a ela, pois assim tende a ser uma pessoa melhor para assim agradá-la. O seu maior erro foi ter aceitado sua mulher na época da traição, foi quando ela teve a certeza que nunca ia te perder, e começou a te desvalorizar. O segredo é só este, se ame, a ponto de não deixar ninguém pisar em você, só assim as mulheres vão te valorizar!

  • Resumidamente, fala-se em Deus, mas uma coisa importante está sendo esquecida. A moça esta traindo o seu noivo e esse anônimo tentando agir de acordo com as normas de Deus, pelo jeito acha natural a moça trair o noivo. Você acha que não será traído de novo? Claro que sim….. Cada vez que eu leio o que os religiosos falam mais eu me distancio das igrejas.

  • Olá, Diego! Minha opinião, como cristã, é quase parecida com a do “cristão”, mas nesse caso, eu diria que se separasse sim, já que ela não está disposta a uma restauração no casamento. Mas olhe, vai por mim, a moça do trabalho, sem sombra de dúvidas, não é a pessoa certa p/ vc! Parece coisa de fanático religioso o que o ” cristão ” falou, mas é a pura verdade! Ela está sendo usada pelo mal! Olha, vc não pode dizer pois sua experiência de casamento já começou errado, e muito errado! Mas até os melhores casamentos passam por crises terríveis! Não vá pensando que será um mar de rosas com essa moça, porque não vai (escreva isso!). A única saída que há p/ vc, é a pior de todas, se quiser fazer a vontade de Deus, que é não se separar! Mas que tudo pode mudar p/ melhor, se vc estiver disposto a dar uma chance… Mas realmente, no seu lugar eu não sei se conseguiria manter esse casamento, não… Sua situação é complicada, ainda mais porque se envolveu com outra pessoa, e só daí já vai comprometer e muito sua vida daqui p/ frente… De acordo com a Bíblia, o assunto é mais complexo e bem mais duro de se ouvir do que o que já foi exposto aqui, mas não sei qual o seu grau de intimidade com Deus e o quanto quer obedecê-lo, então só posso lhe dizer que busque a orientação de Deus, se quer fazer a vontade dele, do contrário, nem preciso dar sugestão pois vc já sabe o que quer fazer… Deus seja contigo!

  • Desculpem-me pela demora, pessoal. Muito obrigado pelas respostas. Ainda estou pensando em que fazer, mas estou propenso a ficar um pouco fora de casa, para pensar melhor.

  • Se ela não age com sinceridade com você haja com ela, ou então apenas se separe, motivos para isso você tem de sobra,tome coragem e vá ser feliz

  • Colega vc tá ferrado, tem uma mulher que só pensa em abusar de vc e não vai querer largar o osso, isso não justifica a traição o que passa não justifica trair o que vc optou foi pela falta de coragem afinal é mais fácil ter uma amante do que se separar. Mas teu futuro não me parece bom, ou vc fica com a megera ou então larga e assume o relacionamento com uma mulher que não vê problema em trair enquanto está em um relacionamento. Vai trocar os maus tratos por chifres. Acredito que deveria deixar as 2 e seguir com sua vida procurando uma mulher que se comporte da maneira que vc acha que merece.

    • A verdade! Bem lembrado, olho por olho e dente por dente já não é aceito pela bíblia, embora esteja na lei de Moisés. Jesus aboliu no novo testamento
      Você e a mulher que está saindo podem até ficarem juntos, ela pode até ser pra você, desde que realmente Deus confirme isso, e os dois se arrependam do adultério, porque Jesus morreu por nós, e se realmente nos arrependermos de coração estaremos limpos e purificados de qualquer pecado.
      abração

  • Olá, amigo…
    Bem, resumindo o que eu quero dizer, pra não ficar muito extenso, em alguns casos específicos casamento não é pra vida inteira, como no caso de traição, segundo a bíblia.
    Então nesse caso, por tudo que você relatou o melhor realmente é a separação imediatamente!
    Se liberte desse casamento e seja feliz, irmão, Deus é muito misericordioso e o único que realmente nos conhece, e sabe do nosso coração.
    Ah, e me convide para o seu verdadeiro casamento, de muitas felicidades que o SENHOR Deus prepara pra ti!
    abração

  • Cara seja feliz… Essa é minha opinião. Olhando a situação por fora eu separaria, sou como vc.. melódico e moralista. Mas vou falar porque discordo do cristão que postou que casamento pode ser restaurado. Você entrou nesse casamento de pura frustração e pelo que parece ela te usou totalmente, MINHA OPINIAO. Provavelmente ela viu o ex sair fora e quis afogar as magoas com vc, topou se casar pois pelo que parece sua condição financeira é favoravel. Voce entrou nessa por fobia… primeira namorada.. medo do términio… eu entendo voce cara. Casamento tem sim restauração, mas meu amigo o que voce tem nunca foi um casamento.

    • Ah e so avisando! Cavalo selado passa uma vez só! Ja perdi oportunidades de ser realmente feliz com garotas, por medo de arriscar. A vida é sua … mas por na balança. Acho q sua esposa nunca te amou… se esta mais carinhosa agora é pq provavelmente nao esta te traindo.

  • Como não sabe o que fazer? Oras, essa dúvida nem sequer deveria existir né! Com quem vc se casou, a quem vc prometeu amar e respeitar até o fim? Quem vc carregou no colo? Casamento é coisa séria diante de Deus, embora não seja nada para o mundo. Muitos virão aqui te dizer que tem que trair mesmo e blablabla, eles podem falar o que quiserem, mas vc sabe muito bem o que Deus deseja certo! Sim, vc errou e muito, foi precipitado em se casar sem conhecer a pessoa, mas agora casou tá casado e “diante de Deus” (só a morte separa). Os 2 estão errados, ela tb precisa de mais juízo, e ter a consciência que não pode relaxar no sexo, ela precisa fornecer mais sexo de qualidade, enfim amigo, os 2 tem muito o que aprender em toda a relação do casal e aqui não haveria espaço pra eu te dizer tudo. Compre bons livros cristãos sobre vida conjugal e restauração de casamentos que vão te dar uma boa ajuda, mas leiam os 2 como se fosse um curso mesmo, tem muita coisa útil. Casamento também é aprendizado e por pior que estejam as coisas, Casamento pode e deve ser Restaurado
    Sobre essa outra mulher, é apenas mais um fantoche que o diabo lançou, ele sempre faz isso, se não fosse ela, seria outra, elas sempre vêm de todos os lados nesse momento, como se fosse uma flecha lançada, o objetivo como sempre, é a destruição de mais um casamento, nada mais que isso.

    • Obrigado pelos comentários, Cristão! Só não me separei até agora justamente porque acredito na sacralidade do matrimônio. Mas, cara, que vida ruim eu tenho tido! É o título da confissão: tem que ser essa cruz mesmo?

      Minha esposa não foi criada em lar cristão. O pai é comunista “praticante”, ela só foi batizada mas nunca teve educação religiosa. Quando a conheci, eu era bastante frequente nos sacramentos. Queria casar virgem, para se ter uma ideia, e só não consegui porque ela, com uns dois meses de namoro, me disse que se a gente não fizesse ela iria procurar outro para matar o desejo.

      Depois ela frequentou a missa aos domingos comigo, mas nunca com vontade. Ela nunca ia quando eu não podia. Comungou e crismou-se para se casar por influência minha, mas nunca quis saber muito sobre as coisas de Deus. Ela não gosta de ler e acha bobagem qualquer tipo de ajuda externa para melhorar o casamento. Para ela, o que precisa é viajar e se divertir. Mas, para mim, isso só é legal quando você realmente quer estar com a outra pessoa. Fora que é uma fuga: a realidade do casamento é o dia-a-dia em casa. O casamento afunda se eu não conseguir sair todo final de semana?

      Com relação ao sexo, apesar do fogo que tinha bem nos primeiros meses de namoro, ela me disse que nunca gostou muito. Todos os namorados anteriores reclamavam da sua pouca disposição para a coisa. E ela chegou a me dizer certa vez, ainda no namoro, que a gente “não tinha tanta química”.

      Para completar, algo que não foi citado: eu sempre quis ter filhos, pensava nuns 5, acho que meu salário me permitiria isso, desde que minha companheira se sujeitasse a não ter tudo do melhor… Ela desde o princípio falou de ter apenas um, mas o tempo foi passando e ela foi adiando. Ela tem certeza que um filho vai atrapalhar sua vida profissional, e eu acho que ela está certa: ela é muito detalhista e preguiçosa – mesmo sem trabalhar fora, nossa casa só fica arrumada quando temos empregada ou quando minha sogra nos visita. Além disso, pensamos diferente sobre como deve ser a educação das crianças: ela quer seres extremamente saudáveis, que não tomem refrigerante nem comam frituras; já eu acho que devem-se incentivar a formação de virtudes antes de qualquer coisa.

      Sobre a moça ser fantoche do diabo, não sei… O entendimento com ela é de outro nível. Pode ser que ela mude muito, vai saber, mas eu não vejo como uma relação com ela possa ser pior que a minha atual. Fora que vejo tanta gente feliz em segundas núpcias…

    • Olha amigo, como cristão, não posso te dar outro conselho, os evangélicos até consideram um 2º casamento, mas como evangélico que sou, penso mais como a Ig. Católica que não aceita o divórcio, pelo simples fato que foi o próprio Jesus quem disse que Deus odeia o divórcio e o único caso talvez permitido fosse por traição, mas o padrão de Deus é sempre a reconciliação, e o apóstolo Paulo chega a dizer que: se separarem, que fique sem casar. Eu acho que ela é assim, pois não conhece a Jesus, se ela conhecesse, ela ia mudar muito das suas atitudes e esses livros são realmente ótimos, a gente aprende muita coisa mesmo sobre todo o relacionamento e sexo. O conjuge quando casa, tb se compromete a suprir o sexo para o outro. Vc precisa explicar pra ela essa tentativa de salvar o casamento, procurar a Jesus e ler livros bons que vão ajudar e muito vcs 2, não tem essa que não gosta de ler ou ela vai se esforçar ou prefere o divórcio né. Tem que haver vontade dos 2, ou não dá certo.
      Na boa, se uma namorada minha diz: quero sexo ou vou procurar outro… eu já mandava ela passear na hora (isso no namoro), depois de casado é outra história. E vc ainda se casou com ela sem conhecê-la direito…Desculpa, acho que minha resposta é a que menos te agrada né, as outras opiniões podem parecer bem mais lógicas, gostosas e atraentes, mas biblicamente não sei não, eu que não arrisco minha salvação com essas coisas. O mundo diz que não tem nada demais, mas importa mais obedecer a Deus que aos homens. Também já vi muitos casamentos restaurados. Veja isso aqui: http://goo.gl/8HgZwr

      • Não tem essa de resposta que menos agrada, cara. Preciso ouvir opiniões sinceras e acredito na sua. Não tomei decisão ainda e quero ler e ouvir o máximo possível. Mais uma vez, muito obrigado!

  • Moço, vou te dizer uma coisa: Você não está errado nessa história, então relaxe. Você se esforçou para construir uma relação com sua esposa, mas parece que esse esforço não veio da parte dela, o que te deixou frustrado e gerou uma instabilidade, assim como uma carência, que você conseguiu suprir com essa moça do trabalho. Às vezes, o que tinha que dar já deu.
    Caso você ainda ame sua esposa (por mais que ache que não a ama, será que o amor acabou mesmo?) e pretende tentar salvar o seu casamento, converse com ela francamente sobre o que ambos poderiam fazer para tornar a relação mais agradável, para que vocês realmente se sintam como marido e mulher, diga a ela que algumas coisas que ela diz não são fáceis de ouvir, etc. (Falando normalmente, com calma, sem “jogar na cara”). Talvez você até sinta que essa moça do trabalho foi só a projeção temporária de um desejo de afeto e carinho, e que se tornou intensa devido à infelicidade de ambos.
    Mas, se você sente que o amor realmente acabou, está na hora de dar um ponto final. Por mais que doa, pense que viver infeliz ao lado de alguém que não ama é a pior cruz que alguém pode carregar. Lembre-se que por mais que sua esposa esteja carinhosa com você nos últimos tempos, isso talvez não seja permanente. Aposto que ela também foi assim com você no inicio do namoro, certo? Não significa que vá mudar o jeito dela pra sempre. Depois que vocês conseguirem uma “estabilidade”, ela pode voltar a ser como era antes. Então é algo muito importante para se ponderar.
    Você se casou com a primeira namorada, portanto não teve muito tempo de adquirir mais experiências e parâmetros, e se você se dá bem com essa moça do trabalho, por que não tentar algo com ela? Pense: Você está infeliz, conheceu alguém que te faz bem e corre o risco de voltar à vida cansativa de antes caso não se separe. É algo muito difícil, admito. Mas pense com carinho, analise todas as possibilidades, estou torcendo por vc… Um beijo!

    • Muito obrigado pelos conselhos e pela torcida, Nina! Eu já tentei dezenas de vezes conversar com a minha esposa, mostrar que eu não estava satisfeito. Dezenas de vezes. Mas ela detesta discutir relação. A conversa sempre virava um monólogo meu, que sempre tentei buscar palavras leves, sem gritos, para me expressar. No final ela sempre reagia da mesma forma: ou perguntava o que eu queria que ela dissesse, ou dizia ironicamente que era a pior pessoa do mundo e rebatia que eu também tinha defeitos (e dificilmente me apontava um, mesmo que eu insistisse em saber) ou, na melhor das hipóteses, dizia “vou melhorar” (mas nunca sabia como).

      O que mais me dói é perceber que o amor, que achava imenso e eterno, acabou sim. O que mais sinto por ela hoje é responsabilidade. Devido à segurança que eu a dei, ela relaxou muito. Largou um emprego tranquilo, relativamente estável e com um salário razoável para se dedicar muito de leve a uma profissão que consome muito dinheiro em cursos e equipamentos (já passei dos 70 mil reais gastos), mas cujo retorno é zero até agora. Ela é muito mole para se dedicar, vê sempre muita dificuldade nas coisas e é bastante restritiva com relação aos clientes que quer ter.

      Eu tentei ajudá-la nisso também. Arrumei cliente entre colegas do trabalho, mas ela brigou com ele… Tentei fazer um cronograma de atividades, para ajudar na organização, mas ela chutou o prazo logo da primeira. Tento dar sugestões de trabalhos, mas ela sempre acha bobagem, diz que eu não entendo, que “as coisas não são tão simples” (sua fase preferida).

      Sobre mudanças, ela já tem 35 anos. Tem um gênio extremamente parecido com o do pai, com a diferença que ele é bem mais laborioso. Os pais dela são casados há mais de 30 anos, mas vivem uma relação fria, distante, sem carinho. Sei porque vejo e porque minha sogra, uma pessoa excelente, conversa muito comigo. Ela mesma só aguentou a relação até agora – palavras dela – por causa das filhas, principalmente da minha cunhada, que conversa bastante com ela (minha esposa nunca a considerou uma amiga com quem desabafar – aliás, não tem nenhuma amiga assim). Fosse minha esposa um pouco mais parecida com a mãe e eu quase certamente nem estaria aqui.

  • É o que sempre digo, homem bonzinho, respeitoso, amoroso, verdadeiro pai de família etc e tal sempre se ferra. Toda mulher sonha com um homem assim mas quando encontra não é suficiente, experiencia própria, sou um homem que tive basicamente as mesmas frustações que vc cara. Com o tempo aprendi a dar valor na minha pessoa e saber o que mereço. Cara, vc é do bem, de paz, homem de verdade. Ache seu caminho e aprenda a entender vc e saber o que vc merece numa relação. Seu futuro está nas suas mãos, não se rebaixe sabendo que vc é o lado certo da situação. Procure encontrar o seu destino a partir do ponto que vc faz pelo outro, ex: só vc fazer pela sua parceira vai sempre se ferrar. O segredo de uma relação é cumplicidade e dedicação, de ambas as partes. Sucesso pra ti e a disposição sempre que precisar!

    • Obrigado, Isomar! Você tem plena razão. Eu aprendi isso tarde demais.O pior é que tive um amigo que me falou isso com um ano de namoro, quando descobri as traições dela. Acabei não seguindo o conselho dele de dar um tempo, pois achava que amar era antes de tudo desviver pelo outro… Acho que isso pode até funcionar na relação de pais e filhos, mas entre homem e mulher, não.

    • Isomar falou tudo, penso assim tambem… mas somos bondosos e vc esta com pena dela agora.. Olhando pelo lado de fora da situação… METE O PÉ E VAI SER FELIZ! SUA MULHER SO TE USOU… No minimo o ex parou de querer comer.. desculpe a sinceridade, sou como voce… Minha indole conta muito… mas pra nao ficar com sua indole pra baixo.. termina cara.