Amor Perdido

Meu nome é Brunhilda, meus pais sempre gostaram de mitologia nórdica, por isso o nome diferente. Tenho 25 anos, atualmente vivo em Alfenas, MG. Bom, eu me descobri lésbica aos 16 anos quando me apaixonei pela minha primeira namorada, minha família nunca aceitou isso e sempre interferiu de alguma forma para impedir o relacionamento e mudar minha condição sexual, tantas aconteceram que o relacionamento acabou, mas nada me fez mudar minhas convicções. Com o passar do tempo me descobri perdidamente apaixonada por uma grande amiga, a qual já havia confessado seu amor por mim, e tudo parecia que iria se ajeitar, porém havia um problema, eu estava em um compromisso e não tinha como terminar no momento. O tempo foi passando e devido a minha covardia em terminar, perdi a minha amiga, que a pessoa pela qual nutro um amor imenso, e hoje vivo amargurando o arrependimento. Sei que ela nunca saberá disso, ou se souber, não irá acreditar, mas quis desabafar porque isso está me sufocando. Sempre te amarei.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • Legal, eu morava numa cidade ai por perto e ia ai no Barranco Alto, na represa de Furnas. Faz anos que não vou mais!
    Desculpe, mas você errou em não desmanchar o tal compromisso para ficar com o AMOR de sua vida! Isso acontece por achar que com mulheres dá para fazer igual se faz com Homens! Não é assim não! Aprenda essa lição e de preferência, não se apaixone enquanto tiver um compromisso!

    • Verdade, eu errei. Mas não foi algo proposital, nunca havia passado pela minha cabeça a possibilidade de trair alguém, mas tudo aconteceu de forma tão diferente, era como se fosse uma realidade paralela. Enfim, aprendi com a situação sim, não cometerei o mesmo erro novamente, obrigada pela atenção.