Homossexualidade desde a juventude

Creio que sou um viciado em sexo. Quando criança, fiz algumas brincadeiras erradas com outros meninos. Na adolescência tinha desejos tanto por meninos quanto por meninas. Masturbava umas quatro ou cinco vezes por dia.
Aos 15 anos tive relação com um homossexual e fui somente ativo. Depois do sexo, fiquei com remorso e vergonha daquilo. Dois meses depois tive a minha primeira relação sexual com mulher. Ela tinha 34 anos e estava se separando. Ficamos “namorando escondido” por quase um ano, até ela voltar para a casa dos pais em outro Estado. Com esta mulher experiente, também fiquei bastante avançadinho e depois viciei em revistas pornôs hétero e gay.
Casei aos 22 anos e sempre fui responsável. Estou casado há 30 anos (estou com 52). Sempre amei minha esposa, mas ela nunca correspondeu em matéria de sexo. No máximo 1 vez por semana. Quando grávida, cessava as relações. Eu aliviava nas masturbações.
A primeira vez que a traí foi com uma moça de 17 anos que morou em nossa casa. Ela me espionava e comecei a agarrá-la. Ela era virgem e ficávamos nos beijos e sexo oral.
Quando eu estava com 27 anos, viajei para um curso (sou professor) e acabei transando com meu colega de quarto na terceira noite. Foi bastante voluptuoso, com beijos e outras carícias. Eu fui ativo e quando acabei ele quis fazer em mim, mas recusei e nem consegui dormir de tanta vergonha. Voltei para casa mais cedo.
Aos 33 anos desenvolvi um romance com uma professora colega de escola e quase joguei meu casamento no lixo. Era para ser uma aventura, mas a fulana quis algo mais sério e fazia ameaças. Passei a ter problemas de impotência. Foram três anos de sofrimento e angústia até que acabou.
Depois disso, mudei para uma cidade maior para os filhos estudarem e conheci primeiro o cinema pornô, onde curtia ver homens se relacionando e algumas vezes cheguei a fazer e receber sexo oral. Depois conheci uma sauna, onde acabei sendo passivo também. Gostava na hora, depois batia arrependimento e depois voltava a fazer. Parei com isso e estou há 6 anos sem ir nesses lugares. Mas continuo tendo desejos tanto por homens quanto por mulheres e tenho um pênis artificial escondido que brinco com ele quando estou só.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

15 Comentários

  • É pra ver, que ter mais idade, não se resolve nada! Mesmo problema do conto com esse título: “Sou homem e cometi incesto com meu irmão” mesma coisa, mesmo ele sendo bem novinho!
    Só posso dizer é -Parabéns

  • Leia um livro de amor e sexo que fala de sexo e biblia de maneira inusitada,eu li e gostei,se chama AMAR AINDA VALE A PENA -da escritora Cleide Regina Scarmelotto

  • Transar com mulheres e homens é muito gostoso. Tomando as devidas precauções com a saúde, fica melhor ainda. Tenho 55 anos e aos 13 tive relações com um colega, aos 16 experimentei mulher e gostei dos dois. Casei aos 28 mas nunca parei. É uma forma de prazer e não vejo nada de mais. Igreja só serve para inculcar coisas nas pessoas e deixá-las infelizes.
    Conheci esse site hoje e vejo os conselhos: “… vá numa igreja evangélica…” Isso é apenas e tão somente fanatismo. Matar, roubar, trapacear… isso sim é errado. Sentir prazer não é crime e nem pecado.

    • Pra vc ver o quanto Deus é bom até com vc, pois vivendo assim em orgias, vc já teria contraído Aids e talvez já estivesse debaixo da terra há uns 20 anos, mas não…Diga apenas “Eu não creio” será mais honesto e bonito que tentar taxar de fanatismo ou louco quem tem sua religião, temos esse direito garantido pela Constituição. Os estupradores tb acham que não é pecado nenhum em sentir prazer…E se sua mulher te trair direto, e se sua filha for estuprada ou quiser sair pelada na rua, ou sair dando pra todo mundo da escola, depois engravidam, fazem aborto, morrem aos 20 anos de Aids, pegam DSTs, etc, é normal tb? E se vc for contaminado de propósito pelos seus parceiros, como a reportagem do carimbo da Globo…. Depois não vá chorar, afinal temos que viver as paixões desenfreadas, certo?
      O pior não é nada disso, o pior é morrer e ver que realmente aqueles chatonildos tinham razão, quando verem o destino final dos pecadores, mas aí já será tarde demais…

      • Vejo o quanto vocês que se dizem religiosos adoram imaginar e desejar coisas ruins para os outros. Vocês sim, vivem infelizes. Depois dizem que amam Deus. Amam? Em poucas linhas você desejou que eu tivesse um monte de doença, que minha filha fosse estuprada… Deus é isso? Só maldade? Já parou para pensar que tudo isso pode ocorrer contigo? Para teu governo, frequentei uma igreja crentista de 2009 a 2011. Sabe o que vi lá? Falsidade, mentiras, falsos milagres e traições, muitas traições. Vivem num mundo de fantasias e mentiras. Religião é isso: acreditar e tentar fazer os outros crerem também, nem que seja na marra. Eu creio num outro tipo Deus: da bondade, do amor, da misericórdia e este, Amigo, não se encontra em igrejas e nem no coração daqueles que vivem falando de caos.

      • Tudo é questão de crer ou não, quem crer e for batizado será salvo, e simplesmente quem não crer já está condenado! Vc não quer crer tudo bem, ninguém é obrigado a crer. Quem não deve não teme, certo! Foi vc quem disse que sentir prazer não é pecado, eu só quis dizer com tudo isto acima, que tudo isto é por prazer, tá vendo como é pecado sim, não é ruim, o pecado sempre trás consequencias, nem que demore 30 anos, mas elas vêm! Aqui e/ou na eternidade (que vc não crê). Ah bom, vc frequentou uma “igreja crentista”, o dia que vc parar de olhar pras pessoas que falham e olhar somente pra Jesus e pra sua palavra, nunca mais vai se afastar de Deus por causa dos homens imperfeitos!
        Vc crer ou não crer não muda o fato que Ele é real e todos seremos julgados eu e vc tb, quer creia ou não, queira ou não. Esse é o verdadeiro amor, avisar aos queridos pecadores que há tubarões na praia, e eles serão estraçalhados… mas se não querem ouvir, Ok, fizemos nossa parte e Adeus. Outros ouvirão e se salvarão.

        • Li o que o cara disse e vi também os comentários. Não sou gay, não tenho desejos por homens, mas também não condeno quem os sente. Vi no comentário do “anônimo” bastante sinceridade. Pois até hoje não vi um evangélico praticando caridade para ninguém. Só pensa em si próprios. Dizem que creem e que são batizados mas pisam nos outros. Tenho uma vizinha que tem um irmão muito gente boa: bem empregado, sem vícios, amigo de todos…, mas ela o vê como uma aberração por ele ser gay. Ela diz que não pode aceitar o irmão, que é sangue do mesmo sangue, por ela ser evangélica. “Deus não gosta disso…” Será que ele gosta de ver um ser humano ser desprezado? Afinal, homossexualidade não é opção, não é doença, é apenas e tão somente uma orientação motivada por questões biológicas. A ciência já provou isso. O fanatismo está arruinando o mundo.

        • Ah, mais um que não crê! Nós apenas convidamos, não obrigamos ninguém a acreditar. Os terroristas e jihadistas tb são bastante sinceros na sua fé e tb ajudam os pobres que eles querem, antes de sairem matando todo mundo…Não pisamos em ninguém, mas tb não podemos (não somos obrigados) aceitar os costumes mundanos que sabemos pela palavra de Deus, que todos que praticam a iniquidade estão longe de Deus e temos que falar a verdade da inferno, não podemos ficar calados, assim como um guarda vidas se ele ficar calado e não avisar as pessoas que há tubarões no mar, as pessoas vão morrer, mas depois o tal será responsabilizado, agora, se o guarda vidas avisar e as pessoas dizerem: Cala a boca cara, somos pessoas “sinceras” e queremos nossa diversão e vamos entrar sim…. Problema de quem não deu ouvidos, mas o guarda vida nao terá culpa alguma. A ciência não provou nada, são apenas achismos e ativismo gay, estamos esperando que ela comprove o tal gene gay, cadê os estudos…..? Deus é amor, e a mensagem está sendo pregada, quem crer e for batizado será salvo e quem não crer…. simplesmente já está condenado. Ele não apenas mata como lança no inferno todos os rebeldes que se recusaram a crer no seu Evangelho de amor. Tudo continua sendo uma questão de se crer ou não…..

          • Fanatismo… puro fanatismo. Jihadistas e evangélicos têm pensamentos parecidos, apenas em religiões diferentes. Ambos acham que todo mundo deve concordar com suas ideias e suas crenças. O cristianismo é religião do ódio: evangélicos odeiam católicos e vice-versa apesar de ambos crerem em Jesus. Desejam o mal (vai pro inferno, terás doenças, cairás em desgraça) e o fazem em nome de Deus. Sou mais daquela opinião: VIDA – CADA UM CUIDA DA SUA.

    • Você disse tudo ” Matar, roubar, trapacear… isso sim é errado”. Não é da natureza do ser humano ser um marginal. Ninguem nasceu ladrão, assassino ou trapaceiro as pessoas se tornam marginais devido ao ambiente que foram criadas e a eventos ( experiencias ) que passaram ou por algum problema mental. O ser humano nasce heterossexual e é levado para o homossexualismo pelo ambiente ou por algum evento anormal. Quando você disse “Tenho 55 anos e aos 13 tive relações com um colega” fica claro que o seu ambiente e tinha problemas que levou você a ser bi e isso é errado, e assumir que ser gay é noormal mostra que você é mau informado, com falta esclarecimentos, desculpe, ignorante. A regra é clara o ser humano é hetero e ser homossexual é exceção ou abusar de crianças não é a regra mas a exceção, ser assassino ñão é regra é exceção e por ai vai. Quem acha ou assume que exceção deve ser visto como uma normalidade ou é omissso ou medrosos ou ignorante. Assim como os fanáticos religiosas não ajudam em nada e atrapalham muito os aceitadores de que a exceção é normal também não ajudam em nada e atrapalham muito .

  • será mesmo que temos que ser infelizes em alguns pontos para conseguir a salvação de Deus? voce como bissexual, um dia bem e o outro pelos cantos. se Deus é amor, se Deus é a paz porque que uns tem que sofrer para se dizer que está de bem com o nosso Deus. ? eu nunca li a biblia, mas se deus nos ama a todas de todas as formas porque ser infeliz. nao deixe de buscar a deus, louvar o senhor, exaltar o mesmo.

    • Vc que está dizendo que “somos infelizes” Leia a bíblia, vc pode ler tantos livros, porque não pode ler pelo menos um livro da bíblia? Eu já li 5X completa. Leia o livro de Marcos do Novo Testamento e vai aprender quem foi Jesus, qual sua mensagem, sendo que Ele morreu por mim e por vc para nos dar a salvação eterna, pois todos estávamos condenados por nossa desobediência, mas Ele salva todos os que crerem. Nós somos é o povo mais feliz da Terra, quem está sofrendo é quem está no mundo, no homossexualismo, sendo discriminado por todos, nas orgias, mas vão contrair Aids e doenças, na bebedeira e vão ser pessoas insuportáveis, nas drogas, etc, sofrem enganados a vida toda e no fim da vida, quando pensam que vão descansar, morrem e vão viver eternamente num lugar longe de Deus e terrível, pois não obedeceram e não creram na bondade de Deus.

  • Faça o seguinte: Vá À Uma igreja evengelica e aceite a jesus na sua vida, e verás que o demônio vai sair…
    Se ele não sair, suba em um predio bem alto e se jogue…

  • Desde que nascemos, Deus nos conhece muito bem, conhece onde somos fortes e onde somos fracos, só que o diabo também conhece, e desde a infância somos testados a todo instante nas situações da vida. Desde seu 1º consentimento com aquelas brincadeiras da infância, o diabo já sabia que vc seria uma “presa fácil”, quem cai 1 vez, cai 2; 3; 4; 1000… Por isso não acredito nesse negócio de fase de adolescência, quem consente e se envolve com isso, dificilmente “se liberta”. E vc sabe muito bem que são desejos perversos, já que tua própria consciência te acusa sempre, logo após os atos. A boa notícia, é que Jesus veio pra pecadores, como eu e vc, procure uma igreja evangélica e procure por Jesus e teu caminho será bem melhor aqui e te garante a vida eterna no céu. Abç.