Tenho até medo de me confessar

Esta é minha primeira confissão, sempre tive medo de me confessar, sou católica e isso é uma coisa ruim pq o verdadeiro católico deve se confessar. Casei virgem, porém meu esposo já foi casado na igreja, ele é mais velho e casou novo pois engravidou uma moça cedo, e eu me sinto fraca sem poder tomar a comunhão, sinto não ser um pecado, somos casados, nos respeitamos, vivemos um casamento santo e estamos sempre a serviço na igreja, antes de casarmos no civil, pedimos a bênção do padre no qual fez o primeiro casamento dele, poderia ser anulado mas demora mais de 12 anos, hoje estou grávida de quase dois meses e eu sinto muito desejo de comungar, choro cada vez que o cálice é levantado, gostaria de saber se posso, as vezes penso em coisas que não convém, pensamentos não agradáveis a Deus, porém quando me comunguei, pois é algo que renova e aumenta minha fé, não me senti impura de receber que poderia servir de algo de condenação.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

8 Comentários

  • Quem errou foi vc ?
    Não !
    Pq por um erro de outras 2 pessoas vc tem que pagar ?
    Qdo o PAPA mudar essa regra, os mesmos que te condenam darão uma de João sem braço.
    Isso e uma regra inventada pelos homens.
    Vc acha que irmão e irmã de padre não separa ?
    Cara amiga, eles põem essas leis duras, certo ?! E pq eles não casam.
    Isso aí e dois peso e duas medidas.
    Tem muita gente que consegue a anulação do casamento rapidinho. 12 anos e muito tempo, não acha ?

    Se vc não questionar certas coisas de todas as religiões, vc será usado por eles pra ganhar grana na suas costas.

    E o dízimo seu e do seu marido o padre aceita ?
    A oferta o padre aceita ?

    Tem que questionar pra não ser enganada.

  • Resolva sua situação com um Padre. Ele pode te perdoar (ou não). Busque anular os casamentos antigos.

  • O catecismo diz que não podemos comungar se estivermos em pecado grave; tem os pecados leves(pecados veniais) e os pecados graves; se estiver em pecado grave não pode comungar, te que se confessar primeiro. Muita gente não sabe disso e não se confessa com frequencia e comunga mesmo assim; é errado mas se você não sabia, não configura um pecado pois para ser pecado você tem que ter consciência de que é errado. Procure um padre e se confesse; quando estou em pecado grave não comungo, apenas faço uma reflexão e peço perdão a Deus por ter vindo à missa em pecado grave e não poder participar da Eucaristia.
    Não tenha medo de se confessar, a confissão é um ato de humildade; não precisa ter medo, o padre é um homem preparado e com certeza já ouviu todo tipo de confissão de todo tipo de pecado que você possa imaginar

  • Mas confissão legítima mesmo é aquela que vem sempre junto com arrependimento e mudança de atitudes e comportamento, não apenas de palavras e a confissão que vale mesmo é a que é feita a Deus, os homens são meros coadjuvantes, tão pecadores quanto qlq um. Se não, vira apenas um conto, como muitos que vêm aqui contar um conto erótico e ainda se vangloriar dos seus pecados.
    Não conheço muito, mas me parece que a ICAR é totalmente contra divórcio e 2º casamento (e nisso eu concordo muito com eles), e não entendo porque quase todo mundo acha que pode ir se casando assim de qlq jeito, sendo que o próprio Jesus deu instruções claras, dizendo que todo aquele que se casar com divorciado(a), adultera, a única exceção seria no caso do esposa(a) ter sido infiel, então só a parte inocente (em tese) poderia se casar novamente. Já o apóstolo Paulo ordena que se quiserem se divorciar, que fiquem sem se casar (de novo)…Então não entendo o que esse povo pensa. Só sei de uma coisa, estou aqui aos 46 anos, virgem ainda, tenho muita vontade de me casar sim, mas se aparecer divorciada pra mim, pode ser a mais linda, a mais rica, a mais gostosa, a mais tudo, etc. eu não quero de jeito nenhum, eu que não arrisco minha salvação por divorciada de jeito nenhum, tá louco, eu hein…

    • Você tem consciência que vai morrer virgem, né?

      • Não, nem um pouco. Aliás, se “eu me visse” como um fracassado, eu já teria desistido da vida a muito tempo e seria apenas mais um deprimido como qlq outro ou já teria morrido a muito tempo. É pra isso que serve a FÉ, se eu creio num Deus que pode mudar minha vida, então vivo uma vida de esperanças, sabendo que mais cedo ou mais tarde, tempos melhores virão, por isso vivo “feliz” pois creio de todo meu coração em um Deus de amor, que cuida de mim e supre Todas as necessidades e certamente minha hora ainda vai chegar de me casar também!
        Essa é uma grande diferença daquele que serve e de quem não serve a Deus.

      • kkk Ele acredita que vai casar um dia! kk

        • Hihihihi, mas é claro que vou, e porque não bocó? Certamente e com uma mulher linda, gostosíssima, maravilhosa e uma pessoa de Deus, já vc não vai casar JAMAIS pois é depravada demais e só presta pra dar pra todo mundo, deve estar cheia de DSTs e Aids….está longe de Deus e se não se arrepender depressa… de verdade, sinto muita pena mesmo.