Máquina Quebrada

Tenho que admitir que quando descobri esse site, ontem à noite, jamais imaginei que procuraria expor meus pensamentos nele. Lá vai, tenho 19 anos de bagagem vazia, estou desempregada, não consigo um emprego, nunca trabalhei, a situação financeira da minha família é alarmante e, ao que me parece, contraí um amor incorrespondido e febril pela minha melhor amiga. Tá, esse site está repleto das mesmas angústias. Nunca tive um namorado, não sou da noite, mas eu estou convicta da minha beleza, sem arrogância, eu sou ajeitada. Também nasci com um talento ingrato de escrever, escrever é a única coisa que eu sei fazer.
Eu queria ter amigos. Os meus estão me deixando. Eu queria esquecê-la. Ela já me deixou, nunca quis isso, está com um cara que tem cara de babaca. Eu sou poetisa, quem gosta disso? Ninguém ganha dinheiro escrevendo e eu dediquei à ela dezenove dos meus melhores poemas. Me digam o que mais eu posso fazer? Já fui exposta a tantas humilhações, já chorei na rua pra ninguém de casa perceber, já implorei pro Deus tão misericordioso que minha família inteira confia cegamente me ouvir e me libertar desse castigo injusto, mas nada acontece. É o mesmo caos a se repetir: amor, ressentimento e abandono.
Gostaria de ser da noite, de adorar o círculo social, de ter sede somente por homens, de ter meu próprio dinheiro e, se possível, ser a criatura mais fútil e extrovertida da cidade. Esse tipo de pessoa chata que fala gritando e adora ouvir sertanejo universitário parece se contentar com tão pouco! Eu as invejo, e é isso meus amigos: a felicidade é mecânica, ignorante e fútil. Sejam meus amigos, eu sou legal!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • Sei como sentes o frio quando a noite vem,
    está aí dentro, uivando em desdém
    Já vivi amargura e amor, também
    só peço a ti que mire um pouco além.

    Os poetas, os loucos e cães de sarjeta
    coçam sua ferida exposta na mesa
    como quem já entrega as cartas
    mas o jogo está estacionado na mesma.

    Sim, eu sei de toda esta agonia
    mas nunca se esqueça tua natureza
    vazia de ti, mostra a beleza
    e é a dor que faz a poesia.

  • Minha cara, vc não esta errada. O mundo é medíocre. As pessoas são medíocres. A verdade dói sim e as pessoas não gostam de ouvir a verdade. Ouvir sertanejo? não, não inveje isso. Faz parte de um mundo. E esse não é o seu. Todos temos nosso mundo particular, gosto e desejos particulares. Amizade? O que é na verdade? Mas concordo contigo. Queremos esse contato, essa conversa.
    Se quiser um amigo, mesmo que seja virtual, só me enviar email!
    Fique bem!

  • Afinal, por que ainda não se matou?