Me sinto um zero a esquerda

Oi, Sou homem, meu nome é B****, tenho 20 anos. Sempre fui uma pessoa super tímida, e com poucos amigos. Vou confessar a vocês que nunca namorei e nem beijei. Depois que terminei o ensino médio me tranquei dentro de casa (2 anos, 2013 a 2014) e não saia para lugar algum. Em 2015 já comecei a sair mais, porém, nada mudou em minha vida. Também ainda nunca trabalhei e me sinto um zero a esquerda. As vezes isso dói muito, pois viver sozinho, sem expectativas de futuro, é a pior coisa do mundo. Eu nem sou um cara tão feio, mas a minha timidez me prejudicou muito. Nunca fui amado, nunca senti um carinho, sou uma pessoa sensível. Eu sempre fui um “cara” ativo na escola, jogava futsal e era um dos melhores jogadores. Nunca me achei arrogante, sempre fui uma pessoa calma e justa. Espero que vocês comentem essa postagem e expressem suas opiniões. Obrigado!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

7 Comentários

  • Puts cara, tenho 20 anos tbm, depois do ensino medio em 2012, tentei um pre vestibular, mas eram muitas pessoas na sala, acabei saindo e ficando um ano e pouco dentro de casa paradao. Em 2014 fui no psiquiatra, fiquei um ano tomando sertralina e depois parei. Agora em 2015 ja ando de bike na rua, vou no mercado com minha mae, e principalmente, estou estudando, pois ajuda a manter a mente sa. Procure aprender a jogar xadrez tambem, e muito bom. Assista no youtube videos do professor pierluigi, que vao ser uma baita motivacao.
    Abraco e forca ae amigo.

  • Primeiro, é importante saber que muita, muita gente sente-se da mesma forma, inclusive eu, que sou bem mais velho que você (37). A vida sempre tem essas incertezas, medos, e a única coisa que posso dizer, por experiência pessoal, é que o tempo passa e as coisas vão se encaixando, de forma mais lenta ou rápida.

    Tive momentos, perto dessa faixa etária sua, ou até depois, de me sentir um inútil no mundo, me perguntava “por que nasci, pra quê”? Vi coisas acontecendo comigo e com pessoas próximas que me desanimavam, duraram anos, mas de repente você conhece alguém, arruma um emprego e aí fica aquela sensação “caramba, aquilo era horrível e durou tanto tempo, agora já acabou faz tanto tempo que nem parece que foi real”. E mesmo hoje tenho medo e incerteza sobre N outras coisas.

    Resumindo: viva cada dia com tranquilidade, sem se apegar ao que outras pessoas pensam, cobram ou falam de você. Só você sabe suas razões e sentimentos, então ignore padrões alheios ou sociais, e siga em frente, daqui alguns anos tudo será diferente. Abraço e boa sorte!

  • é amigão posso ser sincero? tu sabe que as pessoas sao enteresseiras ne, o que tu tem pra oferecer a elas? nada? procure subir na vida, procure ter dinheiro que chove mulher na tua horta !! tem até um ditado que diz ” carra atraz de dinheiro que as mulheres correrao atraz de vc” e esse ditado é verdadeiro. tu é um cara boa pinta? se é, sorte tua, suas chances aumentarao se nao é, ai vc tem que ser rico, pra compensar a feiura. ha, e as mulheres preferem um feio rico do que um bonito liso viu. há, tu é o tipo do cara ” bonzinho”?, se é, ta fudido pq as mulheres gostam é dos cafajestes, a maioria !! vc pode ate nao concordar comigo, mas é a pura realidade.

    • Que comentário mais infeliz. Coisa de perdedor.
      Dinheiro não é tudo. Se matar trabalhando em algo que não te faz feliz não é coisa de vencedor. Detonar a saúde em função de “sucesso” financeiro não é a solução.

      Nem todas as mulheres são interesseiras. Muitas não são.

      Cara, vai a luta, faz uma academia, faz cursos na área que tu gosta, chega nas mulheres que te chamem a atenção. Vai sem medo. Vai levar não direto, mas vai ganhar muitos “sim” também. Tentativa e erro. É a lógica.

      Não seja cagão e vá viver a vida.

  • Olá querido tudo bem? Espero que sim. Então eu entendo que vc está passando, afinal eu também só comecei a trabalhar de carteira assinada depois dos 20 e ainda tenho dificuldade de me relacionar com as pessoas sejam elas do trabalho, familiares ou amigos. Cheguei a ir em um psiquiatra e tomar medicação, mas parei.

    Sei como é difícil se sentir sozinho, frustrado com vontade de sair da bolha, nas não conseguir. Eu não tenho conselho que possa te ajudar, até pq se tivesse eu já tinha mudado de vida.

    Mas seria interessante vc tentar conseguir algum estágio ou trabalho pq o isolamento, ficar devaneando sobre o que vc queria ser e a vida que queria ter e dormir o dia só leva a depressão. Te falo isso por experiência própria, eu comecei a ser mais sociável depois que comecei a trabalhar e como eu trabalho com o público, ficou mais fácil interagir com as pessoas. Sem contar que é mais fácil vc encontrar um possível interesse amoroso.

    Desculpe não ajudar muito, mas só queria dizer que vc não está só é que espero que vc consiga sair dessa.

  • Relaxa cara! Cursa algo que você curta e procura pensar em outras coisas! Vai para uma Igreja Católica em um grupo de Jovens e você terá sua vida mudada!
    Tenha fé em Deus e muda de atitude!

  • Relaxa cara! Começa a um curso e procura pensar em outras coisas! Vai para uma Igreja Católica em um grupo de Jovens e você terá sua vida mudada!
    Tenha fé em Deus e muda de atitude!