Arrependimento, solidão e igreja

Não estou me sentindo muito bem nos últimos meses com o padre da minha paroquia, estamos passando por muitas coisas com ele, ele está sendo arrogante, não quer que realiza encontro na igreja e com tudo isso não estou me sentindo de coração puro ao olhar pra ele. Muitas vezes me sinto solitária aqui em casa por problemas pessoais, trato mal meus pais as vezes, respondo mal, sou as vezes um pouco arrogante, muitas vezes sinto medo das coisas da vida de falar o que sinto, nos últimos meses, desde abril, estou gostando de uma pessoa porém não sou correspondida, os meus sentimentos não são reconhecidos por ele, me sinto tão aflita por isso, duvido até das minhas orações, porque rezo tanto pra ele perceber que o que sinto por ele é verdadeiro, mas nada.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

4 Comentários

  • Se você vai depender do humor do padre (ou de quem quer que seja) para sentir-se bem, então está é bem da lascada, perdoe a franqueza. O padre não é o centro do universo e nem tem estrutura para ser perfeito sempre (é um ser humano), tampouco deve estar sempre ‘à altura’ das suas expectativas.
    Irrita-se com os seus pais e deprime-se pelo afeto não correspondido. Eu pergunto: está resolvendo? Não?? Otimo. Seria absurdo se resolvesse. Pois mude as suas ações, seja menos impulsiva, seja mais respeitosa, aceite que as pessoas podem ou não ser responsivas ao seu ‘gostar’, e tudo ficará mais leve.

  • um padre deve ser sempre aquele que esta lá para aconselhar compreender, ele pode não ser como devia mas, pra que se aborrecer com isso? é sempre bom gostar de alguém, fale pra ele o que sente, sai um pouco se conheçam veja o que acontece, a vida nós quarda muitas surpresas ele pode não ser o certo mas que sabe se algo maior lhe espera?

  • Moça, procura um rapaz que gosta de vc. Para de perder tempo acendendo vela pra defunto.
    Se ele não gosta de vc o que Deus pode fazer.
    Qto ao padre e melhor escrever ao bispo e reclamar ou então muda de paróquia.

  • Tenta marcar reunião com o núcleo da igreja e digam ao padre a insatisfação