Meu casamento está por um fio

Sou casada, tenho 22 anos, meu esposo é o único homem por quem tive interesse, namorei com ele durante 6 anos sem sexo e aos 19 anos casei com ele já que para as nossas famílias sexo só depois do casamento, sempre soube que a família dele “odiava” a minha, tendo em vista que a família dele é de origem pobre, a minha também só que meus pais conseguiram crescer na vida, no entanto eu nunca vi ninguém da minha família humilhando os outros, muito pelo contrario, meus pais são muito caridosos, eu já não sou assim, tenho uma personalidade muito difícil e dei muito trabalho aos meus pais, no entanto, graças a Deus eu me tornei melhor, eu acho, pelo menos é o que todos me dizem, na minha opinião eu sempre fui e continuo sendo uma pessoa que era pra viver só, mas meu esposo aparentemente não pensava isso. Casamos, passamos por muitas dificuldades financeiras, só ele trabalha e eu recebo ajuda dos meus pais, terminei minha faculdade em enfermagem e ainda não consegui emprego, ele é uma pessoa muito boa o problema dele é a mãe, que é uma pessoa dissimulada, mentirosa e muito, muito, mas muito falsa, digo isso pq eu vi com os meus próprios olhos e é daquelas mães que se o filho não tiver “perfeito” o problema sou eu que não ajeitei ele, já o meu problema é que eu odeio fazer serviço de casa, não tenho problema nenhum em trabalhar, tô louca pra conseguir emprego pois eu sempre gostei da minha profissão, amo ser enfermeira e estudo muito pra isso, não vejo a hora de passar em um concurso ou conseguir um emprego, só que eu nunca gostei de fazer serviço de casa, mesmo na casa da minha mãe, existe muita confusão entre nós dois pq eu sei que ele trabalha muito e não quero que ele faça nada, só que eu também odeio serviço de casa, sem contar que tivemos muitas brigas por causa da mãe dele, ele nunca me apoiou em nada, eu me sinto uma pessoa totalmente desamparada e isso faz com que eu só vá pegando raiva dele, amo fazer sexo com ele mas ultimamente eu nem tenho coragem nem de olhar pra ele quanto mais me entregar pra ele, sei que ele é uma pessoa que vale a pena mas eu prefiro ficar longe disso do que me sentir forçada a fazer o que eu odeio fazer, me entendam eu não tenho preguiça de trabalhar eu tenho pavor de serviço de casa, eu queria muiiiittoooo trabalhar, é um sonho meu. Agora sei que ele é um frustrado com o nosso casamento pq ele achava que eu era outra coisa e ele casou com uma pessoa diferente, ele quer que eu seja submissa, como eu me pergunto ???? se a moral e dignidade que eu adquiri foi graças a mim mesmo???? nunca ele me defendeu em nada??? eu posso estar errada do jeito que for quero alguém ao meu lado pra me defender!! ele que que eu seja uma dona de casa, como eu me pergunto, vou fazer uma coisa que eu odeio??? ele quer que eu goste da mão dele, como eu me pergunto???? se tudo que ele fala eu acho que é mentira e tudo que ele quer é o bem do filho dela, então ela faz tudo pra alcançar esse objetivo, sem contar as inúmeras vezes que ela ofendeu quem eu amo??? e se ela me pedir desculpas eu sei acho que é mentira, pelas vezes que eu a vi mentir em benefício próprio e dos filho! ele quer que eu seja tudo que eu não sou, preciso criar coragem pra sair da vida dele…

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

7 Comentários

  • Você é uma porca, suja e desleixada. Quem odeia arrumar seu próprio lar não merece respeito algum. O lugar onde você passa os momentos mais íntimos de sua vida, local onde você se recolhe para descansar. Você nem ama seu marido, está fazendo pirraça para a mãe dele… Caso contrário ou iria manter seu lar limpo para quando seu marido se sentir bem quando chegasse do trabalho ou iria arrumar um emprego para fazer algo de útil da vida (mesmo que fosse fora da enfermagem enquanto não passasse num concurso).

  • Converse com seu marido se depois disso não ter melhora em seu casmento pessa a separação a não ser que goste de sofrer

  • Lendo o seu relato, viu um pouco da minha cunhada em vc, com uma diferença, a minha mãe é uma ótima sogra, e uma boba, que vive limpando a sujeira dela e dos filhos e do meu irmão tb, se eu fosse vc, nem arrumava filho desse jeito, pq a minha cunhada além de tudo, tem dois filhos q nem cuida, larga lá com a minha mãe, e ainda foi engravidar de novo, estou com tanta raiva daquela vagabunda, q a criança q vai nascer nem tem culpa e eu já estou com implicância, minha mãe, coitada, está aposentada, mas está pele e osso de tanto ser escrava daquela vagabunda.
    e a mãe dela, gozando lá de saúde.

  • Oi coracao…. Posso ate tentar entender….mas Num posso dizer o q vc ta passando….mas reflita bem a situacao……..coloca na balanca…os pros e os contras. …vc num pode gostar dele ,mais q vc……se coloque de forma q vc e valorizada………vc e mulher.e linda….vc tem valores..principios….orgulho…e ninguem e insubstituivel…….sempre havera melhores……mas acima de tudo….se ame viu……e me conheca tbm…….prazer. Fabiano prado de valadares…… MEU zap …,fui. Bjs

  • olha minha amiga, voces precisam convesar, e ver o que é necessario ser feito para salvar o casamento, e quanto a familia, cada uma conversa com a sua. ele chamar atenção da mae e vc coloca os seus no devido lugar, um casal tem que ser cumplice e falar a verdade um olho do outro e depois fazer amor se nao pode pagar voces devem fazerem os serviços domestico e vc pode aprender. vida a dois é sacrificio, boa sorte!!

  • Vamos lá, na geração anterior os Pais pensavam assim, “vou colocar meu filho para trabalhar cedo assim ele vai ser alguém na vida”, ade modo que em todo lugar tinha um jovem aprendiz, serviços de domestica, babá, comercio, ajudante de pedreiro e mecânicos eram ocupados basicamente por jovens, o problema e que estes jovens cresceram e viraram pais como os seus e os de seu marido, mas cresceram com a ideia de que os seus filhos seriam criados de forma diferente, ou seja, eles não servem para os pequenos serviços como os do lar, vão estudar e virar médicos, advogado, engenheiros e etc. com isso a grande maioria das pessoas desta geração odeia os serviços domésticos e tudo quanto e serviço menor, acreditam que só podem trabalhar com aquilo que escolheu e pronto o resto não é para elas, isso explica o fato de que você não gosta de serviços domésticos, tudo culpa de sua mãe ela devia ter te dito que não fazemos sempre o que queremos, mas na vida fazemos o que precisamos, de forma que muito provavelmente sua sogra não aguenta ver o filho dela trabalhando enquanto você fica em casa sem nenhuma atividade, pois se não faz o serviço de casa o que faz? Não estou aqui defendendo a velha, pois sogra e que nem carne de bunda, não presta, mas acredito que se você ama o seu marido comece a ser alguém na vida, pois com esta crise um casal onde só um trabalha e o outro assiste a vida passar não vai para frente mesmo.

  • com essa idade vai ganha bastante dinheira e vai fazer muito sexo me procure.