Já pequei muito, hoje me arrependo

Tenho 17 anos, estudo fora e vejo meus pais somente aos finais de semana, eles fazem tudo por mim, pagam minhas contas, aluguel, tudo, tudo mesmo, fico só por estudar e mesmo assim não estudo, fico bebendo em bares, casa de amigos ou até mesmo em casa, chego para aula quase sempre de ressaca, me relaciono com muitos homens até na parte sexual e já perdi as contas, não consigo ter um relacionamento sério com ninguém, já tentei suicídio e por diversas vezes me encontro deprimida, vivo constantemente em mentira para poder me tornar mais próxima das pessoas. Hoje chorei ao ver que tenho tudo e sinto como se não tivesse nada, tanto esforço dos meus pais, dando o sangue para me sustentar e eu jogando tudo no lixo. Deus me perdoe, eu sou instrumento seu, quero consertar tudo, perdão senhor, não aguento mais viver nessa vida de mentira, quero mudar, sou uma nova pessoa de hoje em diante. Preciso de bons conselhos, amem!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

5 Comentários

  • Vá devagar. Vc ainda é muito nova. Dê um passo de cada vez, a vida se faz lentamente, inclusive o crescimento, o desenvolvimento. Se vc achar na religião um caminho, que seja feliz. Não se martirize e sem se culpe tanto. Tente mudar, um dia após o outro. E seja paciente. Eu ja passei por momentos ruins, mais de uma vez. E sou bem mais velho do que vc. Seja paciente, conserve bons pensamentos e se aproxime de seus pais.

  • Bons conselhos com certeza não lhe faltaram, talvez você não fez questão de ouvi-los. Bom, ao menos você percebeu o erro à tempo de repará-lo. Agora resta você se esforçar e sair desta vida, que álias não é vida para ninguém. Onde é que estão suas referências neste momento?? Se auto analise e tente ver você por um outro ângulo; o de fora.

  • Querida, entenda uma coisa. Seus pais são ótimos pais e só fazem de tudo pra te ajudar, para o seu bem e felicidade. Se vc não gosta de estudar, então tá, problema teu então. E que problema hein! Vc não imagina o que vai enfrentar de dificuldades nesta vida. Sem estudo vc não vai conseguir nada na vida, não terá emprego, ou vai trabalhar de babá ou faxineira ganhando salário mínimo e aí? Não vai ter futuro e vai chorar de amargura por não ter se esforçado na época certa! Esse é o momento de vc pegar firme com todas suas forças nos estudos, põe a cara nos livros e procure ser a melhor aluna da escola, sem estudo vc não consegue nada!

    Suponho que vc seja católica (já que evangélicos não aceitam bebida de jeito nenhum) e aí que tá, mais um erro da ICAR, eles “acham” que todos deveriam ter autocontrole com a bebida (só que não né), sempre haverão alguns como vc que não tem controle nenhum e são viciadas (por culpa da ICAR), pois se vc fosse da Ig evangélica jamais teria contato com isso, seria uma pessoa limpa e livre dessa maldição!
    Eu nasci na Ig. Evangélica, até hoje (46 anos) não sei o gosto de uma cerveja (e nem me interesso saber), fui ensinado desde criança que isso não presta, é uma maldição que tem destruído muitas vidas, só não enxerga quem não quer, mas os fatos estão aí, as estatísticas de mortes no trânsito e agressões de todo tipo, realmente há um demônio da bebida que não deixa as pessoas se libertarem (com consentimento e ajudinha da ICAR, claro), pois promovem bingo e bebidas alcoólicas nas suas festas, aí que tá (um dos) resultados.

    • … e excesso de moralismo e a faxina mental usando a igreja imperando neste comentário.

      • Pois é, é assim mesmo, a luz sempre incomoda quem vive nas trevas né! Pra vc ver como somos diferentes, excesso de moralismo (pra vc) em oposição a completa ausência de moralismo, beirando o insano, mundano e pervertido (seu caso) e a “faxina” mental (obrigado pelo elogio) em oposição a completa “imundície mental”, confusão, depravação que faz as pessoas irem ao mais fundo da humilhação e sujeira ao ponto de achar bom transar com alguém do mesmo sexo (Ecahhhh), eu diria melhor, uma verdadeira “lavagem mental”, feita pelos demônios, que ficam aplaudindo (seu caso tb). Acertou no seu comentário.