Traio meu marido por necessidade

Meu patrão me avisou que teria de me dispensar por causa da crise e me ofereceu trabalhar de carteira assinada como empregada na casa dele. De início achei legal, mas aos poucos ele foi revelando seus reais intentos. Ele queria que fosse amante de aluguel. De imediato rejeitei dizendo que era casada e não estava à venda. Só que ele estava mesmo muito decidido a ter o que queria. Ofereceu 3 salários em carteira com plano de saúde, o que nunca pensei que ganharia. Seria a solução para os sérios problemas financeiros que estava enfrentando com duas filhas adolescentes e um marido doente sem poder trabalhar, e eu só teria que ir à casa dele 3 vezes por semana às tardes, fazer o serviço de uma casa pequena e depois a pior parte: ir pra cama com ele. Foi um período em que eu nem dormia de desespero e angústia e passei várias noites chorando. Por um lado me sentia um lixo por ter-me permitido sequer ouvir a proposta dele. Por outro, tinha que pensar no sustento da minha família. Finalmente chegou o dia que me dispensou. Minha aflição e agonia eram imensas. Implorei, supliquei para não levar aquilo adiante e até sugeri que me pagasse menos. Não teve jeito. Ele estava irredutível e me assediava ligando várias vezes ao dia e à noite me pressionando e falando de como seria mais fácil se eu aceitasse.
Finalmente cedi. O primeiro dia foi horrível. Ele me levou à casa dele para mostrar o caminho e no percurso a toda hora eu passava a mão nos olhos para enxugar as lágrimas que o aperto no coração me fazia chorar, mas fingia que estava tudo bem enquanto conversava com ele. Tanta coisa tinha passado pela minha cabeça naqueles últimos dias. Jurei pra mim mesma que minhas filhas jamais saberiam. Meu marido até então tinha sido o único homem da minha vida.
Ao voltar para casa naquela noite me sentia dormente. Agora era nada mais que uma rampeira, uma adúltera indigna, uma mulher vulgar e sem valor algum.
Dez meses já se passaram desde então. Meu patrão parece ter mais desejo por mim a cada encontro. Financeiramente estamos muito confortáveis. Não sei mais se agi certo ou se estou muito errada. Acho que parei de pensar a respeito…

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

23 Comentários

  • Putes isso foi uma puta chinelagem
    Parabéns

  • Querida anônima!
    Não fiquei convencido que se tratava de um único emprego que existe no mundo e que teria que tomar uma decisão que colocaria em risco sua sobrevivência e da sua família.
    Milhares de mulheres perdem seu emprego e conquistam outros devido seu curriculum e talento.
    O que senti, é que esta proposta veio de encontro ao seu anseio e esta briga interior é porque esta se sentindo culpada.
    Culpa traz dor e condenação, aceite que gosta do emprego que te atende as suas necessidades e seja feliz, lembrando que se coisa ficar seria terá que decidir com qual dos dois vai ficar.
    Boa Sorte!

  • Traiu por necessidade? Vamos combinar que isso nao tem cabimento né?. Se traiu foi porque quis. Agora quero ver quando seu marido e seus filhos descobrirem, nossa!. Eles podem até não está vendo o que faz, mas tenha certeza de uma coisa” Deus está ” disse você pode ter certeza. Acredite se você quisesse e tivesse fé conseguiria um emprego digno sem ter que ficar abrindo as pernas pra outro homem. Espero que Deus tenha misericórdia da sua alma.

  • É só uma mera prostituta. Ainda sobraram dois dias livres. Quanto vc cobra?….mande valor no meu email.

  • Já acostumou a dá. Aposto que está até gostando. Aliás, estou precisando de uma empregada com habilidades especiais como vc.

  • Olha moça , eu não sou moralista , se você acha que esse é o caminho vá em frente porém se seu marido descobre dificilmente ele entenderá a situação , além do mais ficara uma situação vergonhosa perante seus filhos e família , sem contar que no dia que você quiser cair fora é bem capaz desse canalha do seu patrão ainda te chantagear ameaçando contar tudo , já pensou nisso ?por que um cara que se aproveita da situação difícil de uma mulher para leva la pra cama é capaz de coisas bem piores .

    Boa sorte .

  • se todas as mulheres que passam por dificuldades fazer isso,ferrou.

    jovem,desculpa mas vc foi puta.
    melhor se separar e viver esse vida q vc teve coragem de fazer.

  • Pelo que vc diz sua familia passava por dificuldades, as pessoas que estão atirando pedras em vc podem não tere o porque de fazer isso, solteiras, bom emprego, funcionários públicos entre outros, voce não deve se julgar ninguém pode se for pecado quem entre nós nunca pecou e muitos ainda o fazem, se for por sua familia faz o que vc axar que deve.

  • você não teve culpa ,pois sua situação estava apertada e não podia ter orgulho pois sua familia precisava desse dinheiro;o seu patrão e que e um aproveitador e se aproveitou que seu marido não tinha como te sustentar, e com isso ele te pagou pra você ir para cama dele.

  • arnaldo lourenço da costa

    Não tenho direito de julgar ninguém, só Nosso Senhor Jesus Cristo; porém o seu procedimento perantea lei de Deus e da santa igreja é de pecado grave e talvez mortal, que pode levar ao inferno. Aconselho-te, como irmão em Cristo, que abandone esta situação terrível de pecado, se confesse verdadeiramente com um sacerdote na igreja.Para quem tem verdadeira fé em Cristo e Maria Santíssima, mesmo no aperto, não lhe falta o necessário para sobreviver, se esta pessoa abandona o pecado e vive na graça.

  • P/ mim vc gosta do que faz, até goza gostoso no pau do seu amante, até mais em comparação ao seu marido. Só não entendo pq diabos escrever isso aq no site!?
    E querer trocar emais com outras pessoas por causa disso. Na boa, se vc preza pela sua vida, sai fora disso antes que dê merda, ou melhor, se gosta do que faz, vira puta de vez, pelo menos no prostíbulo, não envolve emoção e tem segurança p/ te proteger. Bem a vida é sua, faça com ela o que bem entender.

  • A medida de erro e de necessidade vc tira fácil, imagine se fosse ao contrário, seu marido transando com a dona do restaurante para ganhar dinheiro. Se vc aceitaria numa boa então….

  • Sou a autora e quero esclarecer umas coisas que podem não ter ficado bem claras.
    Vejo que a maioria dos que comentaram o meu desabafo são pessoas muito conservadoras.
    Eu trabalhava no restaurante por kilo do meu patrão. Ele servia, até ano passado, cerca de 500 refeições por dia entre mesas e marmitex (cada uma em média a vinte reais). Esse ano caiu para pouco mais da metade. Além de mim uma cozinheira e uma copeira foram dispensadas também.
    Além do restaurante, ele é sócio com os irmãos numa pequena indústria de embalagens. Foi esta empresa que assinou minha carteira. Segundo ele, teria dito aos irmãos que ia contratar uma funcionária, mas que não queria perguntas a respeito e que o salário dela (eu, no caso) sairia da participação dele na empresa.
    O restaurante por kilo fecha às 3h da tarde e às 5 ele vai para casa onde me encontra. Eu chego na casa dele por voltas das 2h da tarde.
    Também perguntei-lhe porque ele não contratava uma prostituta. Ele me respondeu que queria um relacionamento em segredo de longa duração com uma mulher casada em quem sentisse confiança, cumplicidade e afinidade. Para ele eu era a pessoa ideal. Já até lhe questionei a respeito do valor e respondeu que no entender dele era uma oferta justa pelo que estava pedindo em troca e que não queria que instante nenhum eu me sentisse humilhada, comprada ou desvalorizada.
    No início me senti muito mal com a situação, depois acostumei e me adaptei. Não sei se me sinto mais como prostituta. Como escrevi, parei de pensar no assunto.
    Não tenho mais preconceitos sobre isto. Se alguém quer trocar emails sérios sobre esta minha experiência, basta deixá-lo em algum comentário e responderei.

    • Ah bom, agora sim falou a Verdade! Não tem esse papo furado de necessidade. Você quis dar mesmo e gostou da ideia! Tb já “sufocou” sua consciência pra ela não mais te incomodar e vc continuar dando a vontade…
      Pouco importa o que você acha ou faça, em questão de dias, todos vão descobrir quem vc é, suas filhas e seu marido e sua família vão te desmascarar! Apenas mais uma safada qlq da vida, e vai pegar DSTs com certeza…

    • Me chame no email

      Como já comentei antes, vc fez por necessidade, e antes isso, do que passar dificuldades atoa. Me chame no email, quero conversar com vc e saber mais a respeito dessa experiencia. Minha tia passou por algo parecido, e contou ao marido depois de 4 anos, quando já estavam bem, e nada aconteceu, ele entendeu. O que vale é o amor que vc sente. Sexo é apenas sexo….

      Aguardo sua resposta, abraços.

    • Olha, eu conheço um montao de gente que tem caso extra conjugal… vc ta tendo um ainda com a possibilidades do sustento da tua familia; alem de que nao sei se teu marido, doente, te dar o prazer que necessita… uniu o util ao agradavel!
      Eu queria saber mais detalhes de como foram as primeiras vzs

  • Desculpe-me mas sua história não me convenceu.

    Mas enfim, … Os homens costumam ter faro para mulheres disponiveis e se ele te fez tal proposta é porque sentiu que voce aceitaria, como aceitou.

    O valor oferecido não parece crível, pois por muito menos conseguiria prostitutas.
    Alem disso, te pegar 3x por semana a tarde explica o porque a empresa está em crise. Seu patrão não trabalha ?

    Seu conto nos remete ao pensamento mediano do brasileiro de que os patrões são monstros insensíveis e o coitadinho do trabalhador é o explorado e o escravizado.

    Bom, não sei o que dizer para quem estivesse nessa situação. Muitas mulheres lutam com dificuldades iguais ou maiores sem se prostituirem, mas se é esse o caminho que escolheu, talvez ganhe mais colocando anúncio nos jornais para preencher os outros dias livres.

  • Querida, e vc já se esqueceu que quando casou jurou amor eterno, esqueceu que teu marido te carregou no colo? Que prometeu ser fiel até a morte? Não existe Desculpa nenhuma pra traição nenhuma! Que fosse 1.000 salários mínimos por mês, honra e fidelidade não se vende, não têm preço!
    É desse tipo cafajeste que estão em quase toda empresa, que só enxerga um objeto sexual ou um pedaço de carne em cada funcionária! São chefes, gerentes, superiores… eles estão a caça, e vão caçar qlq uma que “der mole”. E, desculpa, mas vc “deu mole” porque quis, não vem com essa de necessidade não. Tenho certeza que vc consegue muito mais do que essa “profissão” de “Rameira”. Vá estudar, tente um concurso, tenha fé, que vc consegue.

    Se ele fez isso com vc, imagina que esse cafajeste quer fazer e faz com todas as mulheres, agora, vai saber se vc já não está com DSTs ou até uma Aids, hein? E o coitado do teu marido, será que merecia isso?
    Só posso dar conselhos cristãos, vc pecou, apenas se arrependa dos seus pecados e se volte pra Jesus, que é poderoso pra perdoar toda iniquidade. Peça logo demissão e se afaste desse cretino que só te enganou, vc pode alcançar muito mais que isso! Pare de ser objeto sexual dele e dê um chute na bunda desse safado! Volte pra Igreja e fique firme Urgente, olha o que está acontecendo no mundo… O Rei já está voltando, não há mais tempo nenhum a perder. Deus te abençoe!

  • Olá, não fique mal por isso… era algo necessário que vc tinha que fazer, acho que inúmeras mulheres e homens no seu lugar( se fosse mmulheres ) fariam o mesmo. Pode passar seu email, ou alguma forma de contato para conversarmos ? vc parece ser uma mulher incrível e que agiu por necessidade.