Obcecado em me exibir nu a minha mãe e várias outras pessoas!

Olá, primeiramente quero deixar claro de que este longo relato tem o propósito de conseguir ajuda, pois ultimamente o “tesão” por me exibir nu vem me afetando emocionalmente. Tenho 26 anos, homem hétero, moro com minha mãe e pai, namoro há 3 e tenho uma vida sexual ativa e normal. Mas antes de contar o hoje, tenho que explicar como foi minha adolescência.

Desde pequeno sempre tive uma sensação boa de ficar pelado em várias situações possíveis (dormir, banho de chuva), mas até então sempre sozinho. Até que no começo de minha adolescência, por volta dos 12/13 anos, percebi que havia alguns problemas congênitos no meu pênis, um tanto torto e com o freio curto, não sabia se era ou não normal, onde eu não conseguia expor a glande, não era fimose, mas me deixava perplexo com o futuro. Até que em um dia, tentando dormir em uma posição que com o pênis duro a pele ficasse retraída ao máximo (barriga pra baixo, pênis pro lado pois é torto) minha mãe entra subitamente no quarto e vê aquela cena. Fingi estar dormindo, não sei se ela acreditou, mas pegou a roupa suja e saiu sem falar nada. Naquele momento, a sensação que eu senti de ser observado nu, com o pênis duro e “sem eu saber” foi uma verdadeira delícia! Não soube como interpretar aquela sensação nova, mas comecei a repetir e forçar essas situações cada vez mais, mas sempre de uma forma que parecesse acidental, por acaso. Mas a sensação de cada vez mais adrenalina é um vicio, então fui subindo de níveis rs, comecei fingir dormir e pelado de porta aberta de bruços só com a cabeça do pênis aparecendo para minha mãe ver, depois de barriga para cima e excitado; desci as escadas e fui “dormir” no sofá depois do banho quando estava sozinho, mas quase no horário de minha mãe chegar e me flagrar “sem querer” com a toalha caída de lado, até que comecei a deixar uma ejaculação falsa aos montes em cima da barriga (creme inodoro branco com saliva), etc.

 Até que um dia aconteceu algo chocante, mas que foi bom para o futuro! Em uma dessas vezes, minha mãe sentou ao meu lado brava, de supetão, me acordando dizendo: ” – Que isso, R*******? Vc é doente mental? Fica dormindo pelado, de pinto duro e ainda cheio disso branco espalhado? Isso tudo é sêmen, pomada, creme?? O que é?.”

Meu coração disparou!! Fingi acordar assustado e expliquei que estava com problemas de gozar (não usei a palavra gozar, não lembro) enquanto dormia e pedi desculpas. Nisso ela até deu uma risada e falou para eu me limpar e me cobrir. Me limpei, mas continuei sentado no sofá, excitado, forçando a glande sair e criando coragem pra chamar ela e mostrar meu problema no freio que era bem real. Até que chamei, ela veio, sentou ao meu lado e eu mostrei o problema ali mesmo na sala. Deixei o máximo duro possível e demonstrei que não conseguia colocar a cabeça pra fora. Ela olhou, fez cara de dúvida e fez o inesperado, colocou a mão e tentou puxar também com as pontas dos dedos(mãe é fo-), nisso ela constatou o problema e iria me levar no médio para dar um “piquezinho” na pelinha que resolveria o problema. Achei incrível a situação e foi assim que eu consegui minha valiosa cirurgia de frenuloplastia.

Mas aí, mesmo depois da cirurgia ter dado certo e aproveitado da situação pra mostrar várias vezes o pênis pra minha mãe, pomada, cicatriz, etc, mantive o hábito de topar com ela pela casa com a barriga ejaculada, e dessa vez era meu sêmen de verdade. Mas ela sempre via e dava risada e nunca saiu disso. Isso me frustrava por não ter mais aquela sensação boa de adrenalina. Foi assim até meus 18/19 anos, me exibindo “sem querer” aqui e ali, na piscina com uma prima, na ducha da academia do clube, onde as tias da limpeza conseguiam ver lá da porta rs, janela do meu quarto e assim por diante. Até que conheci a depilação íntima feita por mulheres, que seria a oportunidade perfeita delas me verem, tocarem, e interagissem comigo nu mas sem uma situação forçada, e sim naturalmente pois era o trabalho delas. Fiquei obcecado em achar algum salão que faria a depilação e achei, fui com o coração quase saindo pela boca, e lá uma mocinha quase da minha idade pediu para que tirasse as calças e cueca, deitasse na maca e me cobrisse com a toalha enquanto ela arrumava as coisas. Fiz isso e a adrenalina era tanta que fique com o pênis flácido assim, ela veio e começou a preparar em volta e fez a pergunta que eu queria ouvir “Vc já depilou alguma vez? Prefere que fique com a toalha ou sem?” rs…. Disse que nunca havia depilado, mas que podia ficar sem pois seria mais fácil pra ela. Ela tirou e começou a jogar talco… Pessoal, essa sensação que eu sinto que é inexplicável de tão boa, ela ali me olhando nu, mexendo no meu pênis jogando talco como se fosse a coisa mais normal do mundo e pra ela realmente era! Pra mim que era novidade! Mas o ápice da coisa, foi que durante a depilação eu ficava 50% duro e amolecia, foi assim até que no final, quando foi usar a pinça, fiquei 100% duro, pedi desculpas e ela disse sem problemas, apertando meu pênis contra minha barriga para esticar a pele para puxar com a pinça, mas essa sensação absurda me causou uma ejaculação involuntária, tentei segurar para não sair mas não teve jeito, lambuzei toda minha barriga ali na frente da moça e foi sem querer mesmo… Minha cara foi ao chão, pedi mil desculpas expliquei que foi sem querer, e ela riu, disse que tudo bem que não era a primeira vez que acontecia isso, que é normal e tudo mais… Me deu uma toalha para me limpar e ela rapidamente acabou as pinçadas e fui embora.

Chegando em casa, meu tesão sobre isso foi à lua!! Descobri um “mercado consumidor” que iria consumir todas essas minhas fantasias de me mostrar! E desde então, já troquei de depiladora muitas vezes, sempre para uma sensação nova, pedindo mil desculpas quando acontecia de gozar acidentalmente, tanto de chegar a criar um vínculo com algumas de isso ser normal, delas darem conselho de me masturbar antes de ir depilar pra chegar lá “vazio”,  de criar uma intimidade enorme em falar sobre meu pênis no formato, tamanho, torto ou não, volume de sêmen, marcar massagem relaxante seguida de uma depilação para ter o pretexto de ficar pelado durante a massagem por que a depilação arde com a cueca, assim poderia gozar “sem querer” quando estivesse de barriga pra baixo, tudo pra gerar esses tipos de situações. Já me vi em algumas situações inusitadas, onde uma depiladora gordona rs, onde era a segunda vez que iria nela, pedi desculpas em estar apavorado por estar quase ejaculando e ela de pronto momento me masturbou ali mesmo com 4 ou 5 estocadas para acabar de gozar. Que delícia! Uma desconhecida, não paga para isso, soltando sua vontade ali em mim, e me pedindo desculpas depois por te feito sem pensar e passando um papel em mim, limpando meu sêmen, e eu ali todo envergonhado, com o pênis melecado…

Bom, as histórias são muitas e muitas, mas acontece que eu já estou farto disso. Acabo tendo uma vida dupla, onde meu relacionamento de namoro é sério, normal, e muito amoroso, amo muito minha namorada! Mas ao mesmo tempo, também me depilo por higiene mas não consigo me desligar desses pensamentos e vontades. Tento me segurar e não provocar nada, mas me vejo em situações que não consigo me segurar, como após uma massagem nu (minha depil já acostumou que eu disse que prefiro) mesmo sem ejaculação ou masturbação nem nada, uma massagem relaxante simples, vou tomar banho após e o faço de porta aberta, fico ereto para quando ela passar no corredor ou for levar-me a toalha, ver meu pênis ali, para cima, pelo simples prazer dela ver e na minha cabeça, me desejar.

Não consigo me desligar disso, e também não sei se alguma psicóloga, enfim, quem poderia me dar alguma luz do que fazer a moldar minha mente… Sou todo ouvidos a qualquer tipo de comentário! Por favor, deem suas opiniões! Também respondo perguntas se quiserem, obrigado!!

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

24 Comentários

  • Olá. Tudo bem? Gostaria de compartilhar meu relato também.
    Há poucos dias passei por uma situação constrangedora também, semelhante a sua, não exatamente tão forçada mas, meio que fico envergonhado em pensar sobre o que aconteceu.
    Será que alguém poderia me ajudar? Eu acho que talvez este seja um bom site para poder compartilhar situações constrangedoras aquais normalmente não conversamos entre amigos.
    Alguém se dispõem a me ajudar?

  • Caro, Ivo. Compartilho do seu dilema e de suas experiências. No entanto nunca gozei para minha mãe ver, aliás ela me viu de pau duro uma única vez. Também tive que fazer uma cirurgia e aproveitei para mostrar o andamento da cicratização.

  • Queria conversar com você.

  • Olá! Olha… Faz dias que li sua confissão e me pergunto se comento ou não, pois quero confessar também mas não tive coragem ainda. Sou mãe também e passei á pouco por situação não semelhante, mas que envolvia eu e ele em assuntos sexuais… Quando eu criar coragem, detalho mais, mas dentro de casa todo mundo sempre é mais liberal, dentro da minha casa é assim, e se sua mãe ainda não lhe deu brocas, brigou ou simplesmente recuou no corredor ao te ver nesse estado, por de ter certeza de duas coisas, ou ela não liga mesmo então fique tranquilo com sua exibição, ou ela gosta do que vê… Vc não disse se ela é casada, tem vida sexual, enfim, mas a não ser que vc seja um ogro horrível, mulher nenhuma, ainda mesmo sendo sua mãe, acharia uma vista “ruim” um homem nu, pênis ereto e ainda mais todo gozado! Ah! Uma mulher normal, mesmo mãe, ou te xingaria muito/saísse correndo ou ficar muito curiosa e interessada em ver aquilo, igual homem vendo mulher pelada!. E ninguém saiu correndo rs… Bom te oriento que nunca force nada com ninguém, menino, nem menores de idade ÓBVIO, Só pense bem nas consequências do reflexo que isso pode causar, não que vc esteja interessado em sua mãe, mas pênis e vagina se encaixam de qualquer jeito e não tem discernimento se é mãe com filho, etc.

    Ai, se eu conseguir criar coragem, posto minha confissão hoje e vc entenderá como sei disso… Bjos e juízo com esse pipi!! É curioso para uma mãe ver um coisa que ela lavou tanto quando era pequeno, ficar grande e diferente assim… Relaxe

    • Com certeza sua confissão será bem vinda!

    • Obrigado por comentar, Ana!! Meu envolvimento com minha mãe, por mais que existam muitos filmes/histórias de incesto, nunca passou dessas situações de surpresa ou na ocasião da minha cirurgia. Penso eu que neste episódio, ela pode até ter sim se excitado e tudo mais, até colocou a mão como eu disse, mas tenho certeza de que ela sabe que sou filho dela, e ela me vê pelado desde que nasci! Coincidentemente ou não, eu tive realmente problemas no pênis que realmente precisava da ajuda dela pra resolver, iria pedir mais a quem? Então simplesmente acho que sou o filho que anda pelado, pra ela, uma coisa normal… E eu agora raramente me aproveito dessa situação só pra sentir aquela pequena adrenalina de segundos e nada mais. Mas depois que passa um tempo eu me sinto mal e penso, “nossa, pra que eu TENHO que sentir isso?” … É complicado hehe

    • Ana, seu comentário me excitou de uma forma…
      Tenho 24 anos, namoro e sempre peço na oportunidade de uma mãe encarar isso de uma forma mais aberta.
      Gostaria de conversar cm você sobre isso rs

    • Excitante…gostaria de ver seu relato..

    • Nossa, sinceramente incontrolavel seu depoimento, Gostaria de conversar com vc Ana.
      Abraços

    • ana, fiquei muito excitado com essa mensagem, e como eu faço pra ver o seu relato??

  • Eu também sou meio exibicionista, já me exibi uma vez entrando em um banheiro unissex d um consultório, e deixei a porta destrancada já esperando que alguma mulher entrasse e me visse mijando, e quando entrou ela só parou por 1 segundo, viu meu pênis e saiu, fiquei super excitado, tmbm já liguei pra depiladoras com vontade d fazer o msm q vc, só q nunca tive coragem d ir, gosto de tomar banho pelado em chuveiros coletivos, só q isso d ficar pelado na frente da sua mãe é bem doentio.

  • Meu amigo, que texto dificil de comentar. Bom, voce já deve estar ciente de que tem um desvio sexual chamado de exibicionismo,
    Me parece que está feliz com a situação e tudo indica que não está fazendo mal a ninguem visto que seu exibicionismo está sob o controle e praticamente pagando para se exibir.
    O problema meu amigo é se esse comportamento sair de controle, em busca de mais “adrenalina” como diz , e se exibir para alguem quem se ofenda, ou uma menor de idade e voce sabe das consequencias.
    Acho que o ideal é que buscasse uma psicologa para falar do seu problema, quem sabe não se exibe pra ela tambem ? rsrs…

    • Obrigado por comentar, Maria Clara! Pois é, isso de forçar algo que ofenda ou menores de idade, etc, nunca o faria. Meu negócio é estar sempre como “vítima” na situação. Mas o que me incomoda é esse desejo que me toma conta! Um dia percebi que uma vizinha na sacada do prédio ao lado me viu pelado pela porta da sacada do meu quarto

    • (Sem querer dei enter; Continuando…) ela me viu pelado e então eu deixei tudo que tinha de fazer de lado pra ficar fingindo ela me pegando no flagra, limpei o chão, fiz varia coisas de pretexto só pra ficar ali, passei horas e ela me observando meio escondida, eu ficava duro, mole, enfim… Perdi toda a tarde por pura impulsão… Mss eu não entendo isso, de onde vem esse tesão. Inclusive alguns dias depois que postei a confissão, me masturbei no quarto, ejaculei na barriga e peito pra dar de cara com a minha mãe naquele estado, indo ao banheiro, pelado, todo melecado e ereto. Mas me arrependo depois =/ … Converse mais comigo Maria! Obrigado

      • Amigo, fico imaginando a tristeza que passa pela cabeça da sua mãe. Faz isso não ! Se exibe pra quem voce quiser, mas deixa tua mãe em paz.

        Ela deve ficar maluca com seu comportamento e não entender o que se passa. Melhor conversar com sua mãe e explicar tudo isso como voce fez aqui.

        Mas repito, procure ajuda profissional URGENTE. Não há condições de alguem te dar opinião em poucas palavras por aqui.

        • Só complementando,

          a exibicao para sua mãe pelo que eu entendi, tem por consequencia o oposto do seu objetivo:

          enquanto voce espera que outras te admirem pelo inusitado, pela situação onde você é “vitima” de olhos curiosos, sua mãe ao te flagrar nessas condições, deve estar te encarando como um doente mental digno de pena, alguem que não consegue se controlar, como um bebê que enche as fraldas descontroladamente. Tenha certeza, ela sofre muito.

          Se sua fantasia fosse o incesto, não parece ser, tenha certeza que sua mãe não o veria como homem, nessas condiçoes de insanidade.

          Certamente ela sabe o que é um homem, e seu comportamento está longe disso.

          Volto a repetir, procure ajuda. Se não tiver coragem de falar com sua mãe, posta o link dessa pagina e mande a ela por email.

          E pra finalizar, não quero ser objeto do seu exibicionismo, então, encerro minha participacao nesse tópico.

          • Dona! com todo o respeito que você merece, acabei de assistir agora um vídeo de um aconselhamento no youtube de as pessoas dormirem pelados, nu, sem roupas. e o que vc acha disto??? e nos comentários li uma menina linda da qual postou sua foto dizendo que dormia sempre de calcinhas mas que está agora dormindo sem por conselhos da sua ginecologista! e o que você acha disto?? concorda?? apoia?? na verdade vc está preocupada com a situação do Ivo, mas não tem nada para oferecer pra ele que solucione seu problema, e você também se ainda está viva precisa de Jesus na sua vida. só ele pode salvar a alma purificar o coração e tirar todo o mal e pensamentos perversos que o diabo coloca na mente humana. mas o mais importante disto tudo é aceitar ele em uma igreja e ter a certesa da salvação e da libertação que só ele pode dar.

        • Tristeza em ter um filho tão doente, certamente ela leva na boa sem intenção sexual por dó! Mãe é assim, vai se tratar cara. Se exiba pras vadias massagistas, ela ganham bem pra aguentar doentes como tu, e deixa tua mãe em paz seu perturbado.

          • é você que tem que se tratar desta ira sem paciência com as pessoas! certamente se fosse o seu filho que estivesse com este problema, com esta sua ira aí teria matado ele!! vai aceitar Jesus na sua vida seu iracundo.