Odeio minha vida!

Tenho 11 anos. Minha família não liga pra mim!! Minha mãe sempre sai com os amigos, nem tem tempo pra mim. Ela sempre chega com compras, tudo pra ela e finge que gosta de mim. Meu pai não mora comigo, meus pais são separados. Ele já tá casado e minha mãe não. Meu pai é casado com uma mulher muito má comigo, ela não gosta de mim. Além de que ele mora em outra cidade, na verdade, outro estado. Eu tenho muita saudade dele, quando ele veio me visitar fiquei muito feliz, ele sempre ficava comigo e tal, mas ficou só por 3 dias, e a cada 5 minutos ficava ligando pra esposa dele. Minha vó ( Mãe da minha mãe ) está em depressão, então sempre fica brigando comigo. Fala que sou um demônio, que não gosto de nada, que não ajudo na casa… Mas quando eu arrumo ela sempre acha algo pra criticar. Ela até que cuida de mim, mas todos os dias ela briga. TODOS!!!! Meu vô ( Pai da minha mãe ) é muito bravo e chato. Sempre briga comigo, fala que não cuido dos meus animais, fala que sou irresponsável, fala tudo. Ele é igual minha vó, sempre vê algo pra criticar. Minha vó e meu vô estão pra se separar, e aposto que daqui a pouco a família vai se desmanchar. Tenho gatos e 1 cachorro, e minha vó sempre reclama dos dois, o cachorro meu vô vai levar, porque ele vai sair dessa casa. Minha vó toda hora reclama do cachorro, fica insistindo pra dar ele. Os gatos ela também insiste, ela fala que eles só incomodam, que são chatos e tal. Ah, tem mais algo que tenho que falar… Minha mãe… Sempre que ela arranja um namorado, já quer ir pra cama com eles. Eles só ficam por 1 semana com ela, e todos os finais de semana ela trás eles pra dormir na NOSSA casa. Eu não acredito em deus mais, ficam dizendo que ele quer nossa felicidade, que ele ajuda e coisa assim, mas até hoje nada muda. Minha vó é muito dedicada a igreja, e até hoje não ganhou NADA. Ela não tem amigos, não tem muito dinheiro, não tem nada pra fazer. Não temos carro e não tem como ir passear, quando tínhamos meu vô não queria nos levar pra lugar nenhum. ( Ele é o único que tem carteira de motorista ). Eu não tenho amigos, só na escola, claro. Mas quando peço pra alguma amiga vir aqui na minha casa, elas nunca aceitam. E pior, eu me mudei. Antes eu ficava com 2 amigas que moravam lá, mas agora só tenho uma. Meus primo(as) não moram aqui. Todos moram na cidade do meu pai. Nos mudamos porque lá não tinha emprego. Todas as minhas amigas são falsas, sempre falam mal pelas costas, fingem que são amigas, mas na verdade são tudo um bando de falsas. Eu só fico em casa, encerrada no meu quarto e ainda minha vó reclama. As vezes ela tem uns piripaques e começa a reclamar de tudo, até a vizinhança escuta. Se eu pudesse eu desejaria nunca ter existido.   Todos da minha família reclamam de mim. Falam que sou uma peste, e coisas assim. Eu queria morrer. Só não me mato porque não tenho coragem. Nunca disse essas coisas pra ninguém, porque não confio nem na minha família pra isso. ODEIO MINHA VIDA. ODEIO TUDO. Eu não sou aquelas que mostram minha tristeza, eu finjo que sou feliz. E ninguém percebe o quão sou solitária.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

6 Comentários

  • Não li, mas também não gosto nem um pouco da minha vida!

  • O erro são seus pais colocarem pessoas novas na vida deles sem entenderem que têm este tesourinho que você é para cuidar e formar a personalidade. Esse negócio de casar de novo, namorar, etc, depois de divórcio, por mais que programa de tv queira mostrar que dá certo, que o outro parceiro “adota”, isto é um caso, existem os que não são assim, no fundo os filhos precisam que a atenção seja dirigida a eles para eles se formarem como pessoas seguras.

  • Me sinto igual. Sem amigos, familiares não tão nem aí, sorrisos falsos, mas por trás muito tristeza. Você é muito jovem ainda, há tempo pra muitas mudanças em sua vida, espero que melhores. Tente encontra hobbys que você goste, esqueça um pouco essa negatividade.

  • Minha amiguinha, tão nova e tantos problemas para suportar !

    Fiquei muito comovida com a sua carta, mas olha, tenha força, viu. Tira da sua cabeça essa história de querer se matar pq são pensamentos bobos que não levam na nada. Vou te contar uma coisa, eu também sou ateia, nunca acreditei em deuses e essas conversas, são bobagens mas há uma coisa, esses relgiosos na verdade eles creem na fantasia da imaginação deles, e quanto mais religiosos mais estão dispostos a criticar, a ter preconceito contra ateu, a te xingar por não crer na verdades deles, a maltratar os mais fracos, então amiguinha, enquanto estiver nessa situação de fragilidade não comenta com ninguem da sua descrença pois acredite, religiosos são capazes de matar em nome do deus deles, como já mataram sem nenhuma dor na consciência.
    .
    Olha, li e reli e vejo que não há nada que possa fazer para mudar essa situacao. Não está em suas mãos. Talvez conversar com sua mãe, principalmente porque ela não está te respeitando ao levar namorados para casa só pra transar.
    .
    Amiga, não tenho muito a te dizer, me desculpa. Procure alguma atividade fora da sua casa, voce escreve bem, com certeza encontrará alguma coisa que lhe chame a atenção como um grupo de teatro, talvez não goste de representar, mas pode escrever ou um grupo de dança… não sei , busque dentro de si e encontrará seu caminho mas evite ficar em casa o dia inteiro.
    .
    Qualquer coisa, poste aqui o que achou do meu comentario e vamos nos falando.
    .
    bjs