Agredi minha esposa (hoje ex-esposa)

Olá,
Eu sempre fui um cara com um pavio curto, sem muita paciência. Porém, nunca tinha agredido minha esposa. Fazem 2 anos que eu passei no mestrado em outra cidade e só retornava pra casa aos finais de semana, a partir disso, começamos a ter várias discussões e desentendimentos, temos uma filha de 1 ano e meio, e antes do primeiro aninho dela, eu e minha esposa já não estávamos bem. Eu estava sendo muito cobrado pelo meu orientador e pela coordenação do programa de pós-graduação e estava com um estresse mental muito grande, fora as cobranças da minha esposa, cobranças essas que realmente devem existir dentro de um casamento. Até que então o dia do Primeiro Aninho da nossa Princesa estava por chegar, e eu sendo muito cobrado no mestrado e ela resolvendo a organização da festa e cuidado de nossa filha enquanto eu estava “fora”. Ambos estávamos muito estressados e no dia do aniversário de 1 ano, ela muito estressada e me tratando muito mal, passando na minha cara que eu não tinha sido tão presente esse tempo e mal tinha ajudado na festa (na questão de organização, pois financeiramente foi por minha conta), e ela estava surtando com isso, e chorando, e desesperada, até que eu perdi a minha cabeça e dei um tapa no rosto dela, pra mim tinha sido um tapa pra ela parar de surtar, mas enfim, foi uma agressão. Desde então não ficamos bem, continuamos juntos por um tempo, mas percebíamos que nada mais ia ser como antes, nunca mais ela esqueceria o que eu fiz e dificilmente confiaria em mim novamente. Conversamos muito e decidimos nos separar, eu amo essa mulher, mas eu sei que o que fiz foi uma coisa grave e por isso respeito nossa decisão de não estarmos mais juntos, apesar de que a coisa que eu mais quero é estar com ela e com nossa filha, mas eu respeito a dignidade da Mulher que ela é, hoje temos uma relação de amizade, até porque temos uma filha juntos e ela não tem culpa do ocorrido. Até fazemos programas juntos, pois ambos concordamos que nossa filha tem que ter a presença dos pais. Mas eu sei que ela não me aceitaria de volta como marido dela, e por isso me pego muitas vezes frustrado por não ter sido homem o suficiente pra ela. Me envergonho muito por isso.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

5 Comentários

  • Cara, espere à poeira abaixar. O tempo cura tudo, continue próximo dela e de sua filha, seja um pai presente. Você diz que é pavio curto, mas tente se controlar, procure um psicólogo. Você tem que fazer
    diferente, pra que ela veja que você mudou pra melhor o seu comportamento. Ela tem que ver, que você está mais tranquilo, se não ela vai imaginar que se um dia voltar com você, vai ser espancada. Quando à poeira abaixar, peça perdão à ela, diga que à ama. Boa sorte aí!

  • Pela maneira como relata os fatos, vc parece ser um homem de bem…não estou aqui para julga-lo…só vcs sabem o que se passava na vida conjugal de vcs dentro de casa…mas por pior que seja a situação de estress, a conversa é sempre o melhor caminho e jamais a agressão…seja ela para calar um “ataque de fúria” ou não. É compreensível que ela não queira reatar o casamento, uma vez que levou um tapa na cara e isso, na cabeça dela e diante de muitas histórias que vemos todos os dias nos jornais, geralmente se repete…ela então, prefere não arriscar e com razão. Talvez. vcs se entendam melhor como amigos e não marido e mulher…quando o respeito acaba, o relacionamento acaba. Siga em frente com essa relaçao de amizade pela filha de vcs e siga sua vida…é o melhor que tem a fazer, já que dificilmente ela irá esquecer a agressão que sofreu, ainda que vc esteja verdadeiramente arrependido. E isso, servirá de lição para que vc nunca mais tome esse tipo de atitude ! Boa sorte…

  • Sugiro que vc peça perdão pra ela e nunca mais faça isso com nenhuma mulher. Pede perdão e deixa ela decidir se quer voltar ou não. Não força a barra.

    Parabéns pelo mestrado.

  • Vc está fazendo mestrado, pagado tudo e a mulher enchendo o saco.?! Arruma um servente de pedreiro pra ela.

  • Amigo,
    .
    não tem do que se envergonhar. As vezes , no calor das discussões as pessoas perdem a cabeça. Dê tempo ao tempo.
    .
    Só acho melhor voce resolver essa questão sentimental sua porque logo ela vai encontrar outro homem e não vale a pena sofrer por conta de relacionamentos que já não fazem mais sentido.
    .
    Bjs.