Perdi minha mãe pro crack

Já não sei mais o que fazer, carrego em meu coração uma dor que esta me sufocando aos poucos, eu cresci com esse sofrimento mais de uns tempos pra cá vejo que estou perdendo literalmente minhas forças !!!

Minha mãe me deixou qd eu tinha  2 anos, ela entrou no mundo do vicio, o vicio do crack, nisso eu fui criada pelo meus avos, mas sempre tive contato com minha mãe, as vezes ela aparecia outras ficava anos sem aparecer, nisso ela foi presa, levou muitas facadas, ficou um horror, mas depois ela deu uma boa levantada, hj ela já não fuma mais na lata, usa apenas mesclado (crack com maconha), se passaram 21 anos desde quando ela me deixou, não sinto magoa, não sinto ódio. Mas me sinto triste, pois ela mente, faz de tudo pelo vicio, ela pega roupas p/ vender, vende tudo a troco do crack, ela não paga luz, não paga agua, nunca tem nada, ela sai com homens, ela faz coisas absurdas. Isso está me matando, pois tenho 23 anos sou casada, mas não consigo deixar de pensar nela, vejo que ela esta afundando a cada dia que passa, ela rouba e mente d+++++, faz barraco, estou numa situação complicada!

 

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

4 Comentários

  • Nos todos temos o livre árbitro. Essas foram as escolhas da sua mãe, vc não pode se sentir triste. Pois, é a vida dela e não sua. Busque a sua felicidade, escolha caminhos diferentes, pode parecer meio egoista. Só que a nossa felicidade depende de nós mesmos. Se ela não muda e não procura o bem para ela. Vc não deve se sentir culpada por isso, que Deus esteja com você te confortando e ajudando sua mãe.

  • Atitude extrema: Internação para se tratar.

  • O seu caso NATHALIA infelismente não e o unico, muitas vidas estão sendo ceifadas pelo esse maldito vicio de crack, tenha fe em DEUS , e tudo dara certo.

  • Amiga, cada um faz as suas escolhas.
    .
    Não há o que voce possa fazer. Não está em suas mãos. O melhor é se afastar porque esse problema só termina com a morte.
    .
    Se ela quiser tratamento, é outra conversa. Mas ela precisa querer muito e vejo que não é o caso.

    bjs