Minha tara secreta por empregadas

Tenho 31 anos e sempre fui tarado por empregadas, sejam elas lindas, feias, bonitas ou normais. Desde novinho sempre tentei um algo a mais com alguma empregada (seja da casa da minha avó ou da minha casa). Comecei passando de toalha e com o amigo duro por perto e reparava que elas olhavam. Tomei coragem (acho que tinha 15 anos) e falei com a “Marcia”(era empregada da minha avó) sobre isso, ela só riu e me mandou ir a um puteiro rsss, com o passar do tempo eu dava umas encochadas na “Marcia” e ela ficava rindo, acabou que “Marcia” se mudou e meus planos foram por água abaixo. Passando um tempo contrataram outra mulher (uma mais velha, devia ter seus 65 anos), nessa época eu já tinha meus 22 anos. Por várias vezes deixei a “Claudia” me ver de cueca e eu sempre fingia que era “sem querer”, até que um dia tomei coragem e fui experimentar umas bermudas (estava sem cueca) e ia pedindo pra ela avaliar. Como acontece com a “Marcia” a “Claudia” fez o mesmo e ela só ria rsss. Não cheguei a fazer nada a mais com a “Claudia” que não sei o porque do motivo foi embora. Quando eu tinha meus 25 anos a “Larissa” foi contratada lá na casa da minha avó, baixinha e esquisita rssss. Tudo que fiz com a “Claudia” eu repeti com a “Larissa”, a reação era sempre a mesma. Com o passar do tempo fui pegando intimidade com ela e ia tentando convencer a transar comigo. Nunca aceitou, ela só ria, desconversava e me chamava de safado. Até que um dia (recentemente) pedi pra ela me ajudar a tirar umas fotos sensuais (de cueca e peladão). Ela aceitou e tirou várias fotos minhas, confesso que fiquei muito excitado e acabei tocando uma na frente dela (enquanto ela fotografava). Sempre tentando um algo a mais com ela e a mesma se esquivando e escorregando igual a um peixe ensaboado rsssss. Até que na semana passada tomei coragem, esperei a casa ficar vazia e fui tomar um banho. Sai só de cueca e “Larissa” que no primeiro instante não queria, acabou me dando um beijo maravilhoso, fiz isso numa sexta e na segunda eu repeti a dose e a mesma me beijou novamente. Agora eu não consigo pensar em outra coisa a não ser ficar agarrando ela toda hora, fico doido de tesão aqui em casa quando ela tá, quando consigo uma brecha eu já corro lá. Confesso que era um “sonho” de criança que to conseguindo realizar agora kkkkkkk

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

3 Comentários

  • kkkk Eu era Babá e o patrão acabou me seduzindo, transamos diversas vezes até que a patroa veio junto, não esperava isso, mas aceitei e mantivemos transa durante os quatro anos que trabalhei com eles ora só com ele ora, só com ela, mas muito mais com os dois juntos e teve até amigos deles. .. Conto isso no meu blog. ..

  • Eu morava sozinho e tinha uma cachorra pastor alemão em minha casa. Como preciso viajar a trabalho, contratei uma vizinha minha, que já tinha até amizade com minha cachorra, para tratar dela, dar banho, etc. Essa vizinha já era de casa. Quando eu chegava, ela já vinha contar as coisas que acontecia. Ela era uma gracinha, sempre teve intimidade comigo. Eu sempre fui sistemático em relação a empregada, apesar das brincadeiras. Um dia achei um CD pornográfico que ela havia assistido em minha casa. Comecei a brincar com ela. Ela disse que foi sua amiga que havia trazido o CD e que ela acabou assistindo também com um arzinho de sem vergonha. Quando eu estou em casa eu fico de calção tipo praia e deitado em um colchão para assistir televisão. Eu estava deitado e ela em pé bem ao meu lado de vestido curto, dava pra ver a calcinha com um mínimo esforço. Como ela ficou parada na minha frente estática, olhando para mim, sem dizer nada e não ia embora eu disse: Deita aqui comigo. Ela caiu por cima de mim se esfregando, tirando a roupa e foi uma foda maravilhosa. Depois disso aconteceu varias vezes. Um dia ela me disse que sua amiga que havia assistido o filme com ela queria transar comigo também. Essa amiga era baixinha moreninha e linda demais, eram amigas inseparáveis. Quando foi a noite, quem aparece em casa? Era a amiga que já foi entrando sem cerimonia e metemos a noite inteira. Pra não magoar nenhuma das duas eu comia uma e depois, logicamente em dias diferentes a outra, nunca comendo varias vezes uma e depois a outra. Foi uma boa época e só tenho a agradecer a esta minha empregada.

  • Tive um caso com minha ex empregada por 2 anos, quase 1/3 do tempo em que ela trabalhou conosco, minha esposa nunca/jamais desconfiou, até hoje ela me procura mas desde que ela saiu eu desencanei, meu fetiche era mesmo só pelo fato de fantasiar, ela empregada/eu patrão. Quando adolescente tivemos em casa uma empregada linda, novinha, que tinha vindo da bahia p/ trab conosco. eu era apaixonado mas nunca consegui nada =/ acho foi daí que nasceu essa “tara”.