Angústia e desejo em ser mãe

Estou casada há 4 anos e no início, logo no primeiro ano, meu marido e eu sentimos o desejo de ter um filho. Tentamos durante muito tempo mas não obtivemos sucesso então decidi ir à ginecologista, que para engravidar somente com um tratamento, mas não temos condições financeiras de pagar um tratamento, por isso resolvi deixar para lá essa vontade e meu marido e eu deixamos esse sonho mais para frente. Agora depois de 3 anos vejo um monte de mulheres engravidando, as mulheres da minha família, do meu trabalho, da faculdade…. e me sinto mal… Não de inveja, jamais, mas sim por não poder gerar um filho.

Meu marido tem uma vontade grande de ser pai, quando discutimos ele confessou para minha irmã que eu não era a mulher que ele gostaria de ter, pois não sou capaz de formar uma família com ele. Isso até hoje dói… ele não sabe que eu sei… mas isso vem me matando por dentro.

Ultimamente tenho sonhado bastante que estou grávida, aí acordo e perco o sono… Eu começo a falar comigo mesmo que eu devo parar com essas coisas. Até a minha fé tem se abalado bastante, acredito em Deus, mas não creio que ele irá me abençoar.

Sinto-me muito triste, angustiada e inútil…

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

6 Comentários

  • Uma arvore so da frutos quando for o momento, ame seu marido e se em caso nao conseguir engravidar, tente adoptar !
    cultivar desgosto, inveja , indiferença a si proprio so vai dificultar as coisas. seu corpo necessita de uma semente do amor e nao de minhocas da cabeça !

  • Fia, garanto. Se nem dinheiro para o tratamento tem, quanto mais criar um filho que é coisa que demanda no minino 18 aninhos!!! A saber, até a maioridade legal do pimpolho.

  • Estou orando por você! jamais perca as esperanças, quanto ao seu marido eu sugiro se valorizar um pouco mais, ele está te subjugando!

  • Não perca esperança linda… Peça a Deus, ore bastante!

  • OI tudo bem? Não tem como você ir na Defensoria Pública pedir que entre com uma ação ao juiz pedindo que você receba esse tratamento? Pois isso é um direito de saúde! Se estiver comprovado que a saúde pública não pode te amparar não custa tentar não é mesmo? Também, meu bem, não custa nada você pensar na adoção, não é mesmo? Filho adotivo é filho também. Pense nisso. Seu marido foi um monstro de ter dito isso, deve ter doído muito, meu pai sempre apoiou minha mãe. Ela ficou quase 10 anos em tratamento pra engravidar e conseguiu… teve eu e meu irmão. Não desista dos seus sonhos.