Azar no amor, mas sorte no azar

Desde sempre nunca consegui ter relacionamentos duradouros, nunca namorei de verdade e aqueles que enfrentei foram mais “fachada” para dar um escape da solidão, mas nada deu certo.

Tenho 22 anos, sou bissexual, porém tenho preferência por mulheres (no passado já me senti atraída por um rapaz). Desde criança eu já sabia que era meio diferente, sempre fui uma menina tímida porém carinhosa, e tempo depois levei um beijo de outra menina no jardim de infância e acabei gostando, foi aí que tudo começou. Hoje me considero uma garota arrumada, jeitosa e notável. Mas o maior problema da minha vida é que não consigo de jeito nenhum me apresentar para outra pessoa. Principalmente com meninas, e pessoalmente. Eu simplesmente não consigo manter uma conversa, começo a ficar muito nervosa, com medo do que ela possa achar se eu falar algo errado porque às vezes acabo gaguejando sem querer e meu pescoço fica coçando. Tem vez que até suo debaixo do seio. Enfim, fico toda enrolada. Há alguns anos atrás, me senti atraída por uma colega de classe, na época ela mexeu bastante comigo e até me mandou uma cantada. Morri de vergonha e como sempre, dito e feito não consegui me expressar direito para ela. Acabou num fiasco. Eu decidi contar para os meus pais, mas eles não reagiram muito bem e minha mãe me chamou de safada devido à minha condição. Eu não liguei muito mas esperava que eles pudessem me apoiar, pelo menos. Então, dias atrás comecei a conversar com uma mulher muito mais velha do que eu por internet, mas ela só queria saber de sexo e nada mais. Trocamos umas fotos eróticas quando estava no clima mas foi aí que me arrependi amargamente, porque depois ela sumiu sem deixar rastro nenhum. Fiquei frustrada com tal coisa e estou me sentindo culpada, até porque não sou muito de ficar mandando nudez por aplicativo. Acontece que isso me deixa desconsolada, não é a primeira vez que alguém se afasta do nada assim. Não estou tendo mais tanta vontade de sair de casa para passear, fico na sala ou no quarto assistindo filmes e de vez em quando dormindo. Cheguei ao ponto de viver na minha imaginação uma vida completamente diferente da real, até porque eu não estou gostando de nada do que está acontecendo. Na minha fantasia, eu já possuo alguém para me relacionar amorosamente, a garota que sempre busquei… E sou feliz, faço ela feliz. Sempre me imagino saindo com ela, viajando, beijando, abraçando, rindo, etc. Às vezes acho que estou ficando louca, já criei de tudo na minha cabeça, desde uma casa onde moramos, uns amigos, até a condição financeira minha é melhor e mais estável. Eu até gosto disso, prefiro mil vezes essa vida paralela, mas infelizmente a realidade sempre volta me buscar e acabo ficando triste por isso ser apenas um sonho distante e nada mais.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

4 Comentários

  • Na verdade você é lésbica msm. Querida, você não está louca, apenas carente. Sei como é difícil pra uma lésbica arrumar um relacionamento sério. Já é difícil encontrar uma garota que gosta de garotas, ainda tem o outro filtro…encontrar uma garota séria. Aonde encontrar? Boate gay? kkkk É fo.da! Nesses sites de “relacionamento” só tem essas pu.tas ninfomaníacas mesmo que não querem nada sério, só sacanagem. Teve uma que ficava me instigando a passar nudes, fazer sexo virtual ou narrar como seria o sexo com ela… Nada mais nada menos do que mandei ela pra pu.ta que a pariu! Sou séria e não gosto dessa pu.taria, não gosto de que tratem meu corpo como objeto, nem trato corpo de mulher nenhuma dessa maneira. Sou romântica e só me envolvo se tiver sentimento! Você precisa trabalhar essa carência toda, assim nenhum relacionamento que vc tiver com qualquer mulher dará certo, pois você a sufocará, fora que também terá expectativas irreais, ninguém é perfeito, sempre temos falhas, e relacionamentos sempre envolveram decepções, essa esposa perfeita não existe, pense nisso e se resolva primeiro. Seria legal você ir pra points gays, socializar em grupos de facebook. Não vá pra bate papo, é nojento, lá só tem pu.ta!

  • Passo por coisas parecidas, sou homem, mas nunca tive nenhum relacionamento fachada, aliás, nem nunca namorei na vida. Mas tenho a mesma dificuldade, de interagir e conversar com alguém. Não sei exatamente o que te dizer, até hoje não encontrei a pessoa certa para mim.

  • Primeiramente, pare de se enganar, você não é bissexual, é homossexual. Segundo: procure ajuda de um psicólogo. Terceiro: ocupe seu tempo (trabalho, estudo, esporte, hobby) que quando menos esperar aparecerá uma pessoa.

  • Olá, eu realmente não sei muito bem o que dizer pra que vc se sinta melhor. Acho que, de certa forma, eu entendo como se sente, nunca passei por nada muito parecido, mas eu entendo de solidão, da tristeza que envolve esses relacionamentos sem nenhuma profundidade. do desejo por algo intenso e verdadeiro, da tentação que é se fechar no próprio mundo e viver ago perfeito que criamos na própria cabeça. As coisas estão meio complicadas, mas se mantenha firme, não existe nada eterno. Eu não sou uma pessoa muito otimista, provavelmente, essa angústia não vai passar, não por muito tempo, mas tem muita coisa boa na vida, muitas pessoas que podem trazer bons momentos e força pra continuar, mantenha o foco nisso. Sei que deve ser um porre ler isso, mas vc é muito nova, vai conhecer muita gente ainda, não se isole, não se feche pro mundo, não exija demais de ninguém, todo mundo está meio confuso e solitário demais. Ninguém está exigindo demais de você tb, não mais que vc mesma, está todo mundo assustado, inseguro e querendo um pouco de atenção, mesmo os que parecem super bem resolvidos. Timidez é fogo, eu bem sei disso, o segredo é ter metas de não levar tudo muito a sério e pensar que ninguém está julgando, foco na ideia que as pessoas estão todas assustadas e solitárias rs. Provavelmente vão censurar meu email, mas vale a tentativa, caso queira conversar: