Eu não amo a minha mãe

Ela se separou do meu pai eu tinha 6 anos, desde então arrumou um ”namorado” que virou muito meu amigo (padrasto) hoje (ex padrasto), quando ela começo a namorar esse homem ela não me deixava mais dormir em casa, eu tinha que ir todas as noites pra casa da minha avó dormir lá, eu ia sozinha, era um caminho longo. Eu nunca questionei do por que e assim fui crescendo, ela mandava eu limpar toda a bagunça deles, se eu não limpava não tinha roupa pra usar,  me fazia mentir muito pra ele, tirou toda minha inocência. Nunca demonstrou amor por mim, só pelos meus irmãos que ela tinha tido com esse homem. Eu era só mais uma empregada em casa. Quando eles se separaram eu tinha 12 anos, e ele veio conversar comigo, meu pai nunca foi presente e mesmo minha mãe sendo um monstro ele era um amor comigo, me ajudando em tudo. Ele veio me dizer que quando me conheceu não sabia que eu era filha dela, pois ela tinha dito que eu era filha de uma irmã dela que havia morrido e me pegou para criar com dó. Aquilo foi de apertar meu coração senti um amargo na boca que nunca vou esquecer, ela mentia tanto pra ele… Mas mesmo assim, não deixei nenhuma lágrima cair. Virei a pior inimiga dela. A que observa. Não sinto por ela ódio, nem pena. Não sinto amor, não sinto nada. Olho pra ela e vejo que nem todas as maçãs são podres.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

1 Comentário

  • Eu tenho um amigo que também foi abandonado pelos pais e criado pela avó. Ele sempre foi grilado com este fato. Ele diz que eu sou o irmão dele, o irmão que nunca teve. Hoje ele é casado, tem uma filha. Por mais que ele diz que superou esta situação, de vez em quando ele chora ao se lembrar vagamente de sua mãe. Já fez buscas pela internet, tentou de tudo e nada encontrou. Na verdade ele acha que sua mãe não deve estar bem e como filho ele deveria ajudar, apesar de tudo. Sua avó diz que ela, sua mãe,mudou-se para um lugar desconhecido prometendo fornecer o endereço, assim que tivesse condições , porem nunca houve esse contato. Acho muito triste esta situação. Prefiro ter um pai ou mãe ruim do que ser abandonado sem a menor explicação. Fran torço pra vc superar essa situação e com certeza vc é vitima nesta historia toda. Não é vc que deve estar com a consciência pesada e um saldo de contas a pagar. Torço por você.