Meu sentimento de culpa, dúvidas sobre minha sexualidade

Olá, tenho quinze anos. Bom, eu tinha uma melhor amiga que sempre teve duvidas sobre a sua sexualidade e assim me fazendo ter duvidas da minha também. Mas eu sempre fui uma garota muito ciente de todos os meus atos e sabia que envolver-se com outra mulher seria um caos na minha família. Eu e essa amiga quase ficamos, mas por medo ou vergonha não aconteceu nada. Porém eu continuei com duvidas sobre a minha sexualidade e conforme fui crescendo me descobrir ser bissexual, apesar de ainda não ter envolvido-me com uma mulher. Recentemente eu mudei de colégio, estou finalmente cursando o primeiro ano. O colégio é muito grande e tem pessoas de diversos gêneros, mas em especial, muitas lésbicas, bi, e gays. No inicio do ano uma garota me chamou atenção, eu não sabia o seu nome, nem sua idade, só podia perceber o quão linda era ela. O seu jeito era bem masculino, mas sua face era bem infantil e feminino, cabelos cacheados, branca como um papel, alta, e com um ótimo porte físico, ela realmente havia chamado minha atenção. E sendo assim eu comecei a procurar a saber mais da vida dela. Acabei descobrindo sua idade, seu nome, sua rede social, o ano que cursava, seus amigos e sua namorada… Sim, ela namorava! Mas isso me deixou um tanto que curiosa, porquê ela tinha fama de “galinha” no colégio. Eu ignorei todas as possíveis ameaças que iria ter, as possíveis brigas e comecei a encará-la. Sim, eu a encarava. Em todos os lugares em que a via, em todos os momentos, eu estava sempre observando-a, até que um dia ela me olhou… Sim, me olhou! e começou a retribuir as trocas de olhares, começamos a sorrir uma para outra e até fazer gestos com a boca, eu estava extasiada! Em um ótimo dia, no final da aula, uma amiga que é da mesma turma que eu, veio me dizer que ela havia perguntado o meu nome, como eu fiquei? louca! completamente louca de felicidade! Quando eu chego em casa, era sexta-feira a noite, vou a minha rede social do Facebook e vejo uma solicitação de amizade, meu caro, eu fui a pessoa mais feliz da face da terra! Eu mandei vários áudios para os meus amigos gritando e chorando, enfim… fazendo aquela coisa. Um amigo dela logo me adiciona e me diz que ela estava pedindo meu número de telefone, eu, óbvio que dei, e óbvio que pirei né? E foi assim que começamos a conversa, ela tinha um papo excepcional! muito convencida, atrevida, safada mas muito gente boa, eu literalmente estava nas nuvens, mas não poderia esquecer que ela namorava né? Até que ela começou a me chamar de amor, mandava textos imensos e áudios longos dizendo o quão importante eu era para ela, até que ficamos… Minha primeira mulher, a primeira mulher que eu toquei os meus lábios, o melhor beijo da minha vida, meu caro, não é exagero. Eu poderia contar as coisas que mentir para ela, como dizer que uma garota que era afim de mim era minha ex, poderia falar das três meninas que eram afim dela também, e que por ventura, ela no passado também sentia atração. Eu poderia contar dos ciúmes, das brigas, da namorada dela, mas pularei isso tudo e falar de quando eu decidir falar a minha mãe minha bissexualidade. Meu caro, foi a semana mais conturbada da minha vida! A minha mãe sempre foi uma mulher muito liberal, muito mente aberta pra certas coisas, mas quando eu contei parece que o mundo dela desabou. Ela ficou uma semana chorando, cabisbaixa, quase foi ao hospital, fazia de tudo para me agradar, mas sempre com aquela autoestima lá em baixo, eu não aguentava mais vê-la daquele jeito e neguei. Neguei tudo! Disse que era hétero, e que ela não precisava se preocupar, meu coração suspirou quando eu vi um sorriso nos lábios dela, quando eu recebi aquele abraço. Ela continuou muito carinhosa, me da tudo que peço, faz minhas vontades, esta sempre arrumando algum garoto para mim enfim, nossa relação tá mil maravilhas. Mas e a garota? Eu me sinto tão confusa em relação a ela. Ela namora, as vezes eu já vejo no maior carinho com a namorada dela, nos beijos e abraços. Uma vez eu perguntei a ela o que levava ela a namorar com a outra garota, ela me responde: “Ela me faz bem”. Isso doeu profundamente em mim. Só que eu não consigo terminar! Eu amo ela, e eu me sinto culpada por mentir para a minha mãe, me sinto triste por ser a outra, eu me sinto horrível! Tem horas que quero chorar, tem horas que tudo parece se complicar ainda mais, parece que meu mundo vai desabar, eu não entendo, eu não consigo resolver os meus sentimentos, eu não consigo terminar com ela e também não to aguentando mais viver assim! Eu tô aqui me confessando, por quê não aguentava mais guarda essa aflição dentro de mim.

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

4 Comentários

  • Calma, vc é mt nova ainda… Sua mãe não precisa saber de tudo q vc faz na vida, se vc acha q tá mt dificil de contar q é bi e q não quer encarar a barra agr então espera, vc não tem a menor obrigação de contar isso agora… Acho que vc devia largar essa menina escrotinha que trai a namorada, ela realmente n vale a pena, vc só tá perdendo tempo com ela… Tenta ficar com outras garotas, conhecer mais pessoas com a mesma orientação sexual que vc, eu sei que parece difícil mas com o tempo as amizades e garotas vão surgindo e vc vai se entendendo melhor. O mais importante é lembrar que não é o fim do mundo, vc não vai morrer por passar por isso… milhares de pessoas lidam com isso e está ok, se vc n está preparada pra se assumir agora espere o tempo certo e seja paciente.

  • Querida, larga dessa outra. Sei que deve doer em vc, mas ela só está te usando. Já cai nesse conto do vigário. Ela não vai largar a outra de jeito nenhum, a gente sempre sobra. Ela está tão preocupada com os seus sentimentos que falou que a outra lhe fazia bem. Meu Deus, ela não está nem aí. Desapega dela. A melhor coisa a se fazer é largar de mão, isto é, CAIR FORA. Para de falar com ela, se afasta, e se ela chegar em vc ou não, fique firme, isso só vai te trazer amarguras, vc vai se sentir uma prostituta com o tempo. Deixa isso de lado, se ame e mande ela pra pqp.

  • Sabe, sua confissão me lembrou muito aqueles filmes de colegial, mas ok. kkkk Vc começou a ter suas primeiras experiências agora, pegou uma garota pela primeira vez agora, é normal vc pensar que é amor pq está se sentindo nas nuvens com essa nova experiência. Mas um grande erro das pessoas é confundir a paixão com o amor. Amor vc só sente quando é correspondido, amor só é amor quando é vivido pelas duas partes, quando é dado o devido valor. Vc deve estar extasiada por esse novo acontecimento, enfeitiçada pelos belos cachos da famosa garota translúcida pegadora da escola. Sinceramente, ela deve realmente gostar da corna lá.. ops, da namorada lá dela. Abre os olhos, colega. Esse papinho de amor, textão, áudio de n sei quantos minutos para depois ficar no pescoço da corna… ela deve ser um Diego Bustamante versão com ppk (Sorry, n resisti) . Sobre a sua mãe, por mais que ela fique mal ela vai ter que te aceitar, ou pelo menos te respeitar. Sabe, a maioria dos pais que tem uma cabeça “aberta” é só assim pq n imagina que o filho é lgbt. Eu tinha uma tia que super apoiava os meus amigos homossexuais, mas quando meu primo se assumiu gay ela quase infartou. Ela vai entender, mostra a ela que é normal, mostra q sua orientação sexual n vai mudar em nada seus pensamentos, suas atitudes, quem vc é. Faça ela entender que pode acontecer com qualquer um e que n é uma escolha sua, pq ninguém escolheria correr o risco de ser a vergonha da família ou de ser agredido no meio da rua. Se ela deixar o amor falar mais alto e ver que vc continua sendo a bebezinha dela, ela vai deixar desse drama todo…
    Por favor, seja mais forte do que essa tempestade que está dentro de vc!
    Ei, gostaria de saber duas coisa: onde vc estuda e se sua mãe é do signo de Leão. Eu quero muito me matricular na sua escola…. pelo amor de Inês, Gretchen e Carol, eu preciso de uma escola colorida assim. Obrigada, de nada ;)

  • Primeiro é sempre uma loucura kkk mas enfim mudar de colégio conhecer novas pessoas novas formas de pensar e pra muitos ter uma ideia de quem a gente é, essa é uma época de aprender errar tentar de novo é nesse tempo que a gente se joga sem saber aproveita esse tempo. Vc pode me levar a mal mas a sua mãe é como posso dizer a mãe marge Simpson e tbm como muitas pessoas liberais mente aberta e como todo mundo pensa ser aquela pessoa que mais vai saber entender so que não o problema é que a gente nunca pensa que vai acontecer com a gente é a realidade e como toda mãe so pensa no melhor para os filhos mesmo na sendo oque ela sempre quis mas a vida é assim quer saber? So pergunta