Sou Bonita, inteligente, guerreira e infeliz!

Sou casada há 6 anos com um cara que morava aprox. 500 km de distância de mim… consequentemente, namoramos a distância, depois noivamos e ele veio morar comigo e minha família, desde então moramos juntos.

Casamos, tivemos um filho, e o problema mesmo começou na gravidez quando descobri com 3 meses de gravidez que ele mantinha relacionamentos virtuais com outras mulheres pela internet há meses e talvez até pessoalmente pelo que li nas mensagens.

Não me separei pela minha filha, nasci dentro de uma família destruída, e não queria que ela não tivesse uma família feliz.

Tentei por vezes esquecer o que passou. Mas não esqueci!

Minha filha nasceu e com ela o ódio que eu senti de tudo que ele me fez passar… até que um dia me revoltei e comecei a sair com uma pessoa do meu trabalho.

Ele sabia pq eu falava na cara dele que só estava fazendo isso pra dar o troco nele, pra ele sentir na pele o que senti um dia e ainda sentia.

Me envolvi com essa pessoa, que queria a qualquer custo me assumir! Mas eu não quis.

Terminamos, tentei voltar, esquecer a magoa seguir com a minha família, mas ele não me procura, não me beija, só dorme… como amar alguém assim??

Eu to cansada, carente, me sentindo desvalorizada.

Pois tenho uma empresa que da emprego pra mim e pra ele, que paga nossas contas, sou aparentemente bonita, recebo várias cantadas.

Mas não sei o que fazer! … ele não sai de casa pq diz que nunca mais volta pro interior e não tem onde cair morto aqui em minha cidade, pois nem emprego tem, já que a empresa é minha.

Estou desabafando pois faço 23 anos logo logo.. e sinto minha vida passar como areia caindo ao vento rapidamente.. e eu continuarei infeliz!

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

5 Comentários

  • Meus pais me separam qdo eu tinha 5 anos. Hoje minha mãe é casada, ela e meu padastro são bem sucedidos e relativamente felizes.
    Meu pai casou-se outras vezes, desenvolveu esquisofrenia, voltou para o interior e vive com meus avós. A minha infância foi um pouco complicada pela separação. Mas felizmente eles se separam e minha mãe ficou bem. Se ela não tivesse separado. Se não se tivesse se casado de novo hoje ela estaria infeliz e talvez muito sozinha, porque eu mesmo a visito muito pouco.

  • Se você fosse inteligente já teria se separado, essa sua ideia de lar pra sua filha é ilusão, relação afundada e fadada ao pior.

  • Putz, ficou complicado isso ai hein, bem vc ainda está nova, 23 anos não viveu nada ainda, e pode dar a volta por cima. Pode ter certeza que vc consegue, não sei o q vc vai fazer com o seu relacionamento, mas tenta fazer o que achar certo p conseguir seguir sua vida em paz. Eu me casei com 23 anos depois de 3 anos de namoro complicado e ainda me casei, lógico q deu tudo errado tbm. Mas hj com + de 30 anos consegui pular minha fase ruim e hoje tento levar com mais tranquilidade minha vida com uma outra pessoa, e com certeza ela tbm me transmite isso. Faça o que tem q ser feito, e não deixe que o medo te afete nas suas decisões. Auto estima e coragem, é tudo que vc precisa.