Minha história que só meu companheiro sabe

Fui abusado sexualmente aos 6 ou 7 anos, hoje tenho 50 e poucos (por anos ficou adormecido em minha memória) porem há 2 ou 3 anos durante uma crise emocional (após noticia falecimento minha avó) estourou aquilo  que mais temia: síndrome de pânico, vontade de sair rua a fora sem vontade voltar p/ casa, vontade de tirar a própria vida mas covarde em não faze-lo.

Pelo que me disseram na época de infância, fui abandonado pelos meus pais que se separaram, vivi na casa de minha avo, que era uma pessoa sem estudos e pelos costumes da época, muitas coisas eram mantidas em segredo dentro das famílias, sofri abuso por parte de um conhecido da família que ficava comigo quando minha avó saia, baixava minhas roupas e me tocava, usava o seu aparelho para penetrar-me e as vezes tentava usa-lo oralmente, não me lembro por quanto tempo isto aconteceu nunca tive real sensação de que era menino, as únicas orientações eram para não deixar ninguém mexer no meu bumbum, porem pelo que me lembre isto já acontecia e sempre tinha a ameaça que se eu deixasse isto acontecer iria ser mandado embora para o juizado.

 No meu mundo, eu era quieto, sempre preso dentro de casa, meus brinquedos eram caixas de fósforo, caixas remédios, brinquedos que achava no lixo, e nunca ninguém me disse que meninos não engravidavam… sempre trancado dentro de casa, e tinha além de estudar, fazer as tarefas casa, lavar roupa, cozinhar, isto mesmo comecei a cozinhar com 8 anos idade e sofria por ser de descendência negra dentro de minha própria família.

Afora nunca conseguir chegar perto de uma mulher ou de um  homem, sempre tinha fobias a tentar me relacionar emocionalmente com alguém.

Tive meu primeiro relacionamento afetivo aos 30 e poucos anos com outro homem, ficamos juntos durante alguns anos, mas nunca me senti amado ou respeitado.

Hoje estou casado, em união homoafetiva, meu companheiro sabe minha historia e me respeita e cuida de mim, sofro de depressão, síndrome pânico, tenho crises de choro e de  não querer sair casa, às vezes mesmo amando ele tenho crises de repulsa durante  sexo, mas por ama-lo tento suportar a repulsa , faço tratamento psiquiátrico medicamentoso, e pior que sempre tenho pesadelos com o que ocorreu na  minha infância, mas nunca consigo lembrar rosto de quem me abusou e  acordo sobressaltado e inclusive quase urinando na cama.

Meu Deus, só peço não enlouquecer, tenho crises de choro simplesmente do nada, as vezes tomo banho com sabão em barra, e me esfrego muito me sentindo sujo. Sei que o que sinto pelo meu companheiro é amor, apesar dele ser sempre esta atento a mim me liga de hora em hora para saber com estou (quando ele está trabalhando) e se eu não atendo o celular ele já liga pro fixo, tem medo que eu cometa loucura, mas tem coisas que parecem que não está em mim.

 

Reportar Sexo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

6 Comentários

  • Sorte sua que tem esse diamante com você, esse te ama mesmo, no dia em que alguem cuidar de mim assim, se eu ganhar na mega sena dou os 600 milhoes todos pra ele e nao guardo nem um centavinho para mim. Alguem que gosta de cuidar dos outros nesta era é raridade.

  • Infelizmente muitas crianças sofrem abusos na infância, eu sei o quanto é difícil, porém com o tempo eu aprendi que certas feridas nunca vão cicatrizar, porém não podemos nos entregar. Você tem que viver o agora e não deixar que esse passado te assombre, você já encontrou uma pessoa que te ama e te respeita, agora encontre algo que te motive, algo que você gosta de fazer (eu amo desenhar e me dedico a isso), o primeiro passo voce ja deu compartilhando esse peso, pense positivo e seja feliz! Beijos

  • Paz amigo, pense sempre positivo que as coisas melhoram.

  • Tenha fé e não se desespere assim, as vezes nossos pesadelos quase sempre são nossos passados. ainda mais o seu como foi. Não fica triste com essa repulsa sobre seu relacionamento não, continue fazendo seus tratamentos e tenta ao máximo distrair sua cabeça, força vc com certeza é mais forte que isso e pode superar. Espero que fique bem.

  • Dê graças a Deus por ter alguém assim! Não sei o que dizer sobre o que aconteceu apenas digo sinto muito… Mas é muito difícil encontrar pessoas que nos apoiem e entendam. Tenha fé em Deus tudo vai melhorar. Ele nos ama!

  • Sua história é muito triste e, infelizmente, até que comum. Não tenho palavras que possam minimizar isso, mas eu espero, de coração, que você fique bem, que se sinta acolhido e amado. Que bom que você buscou ajuda pra lidar com isso, não desista, você já passou por tanta coisa, é realmente um vencedor, uma pessoa forte. Parabéns pro seu companheiro, isso sim é amor. É muito bonito de se ver. Um beijo e fique bem.