Confissões marcadas com a Tag: cleptomaniaco

Roubo mas nego até a morte

Faz três anos que eu roubo dinheiro da bolsa da mãe da minha melhor amiga. Ontem fui na casa dela e fiz de novo, só que desta vez mexi em outra bolsa que eu não conhecia, a bolsa era da tia dela. Eu não me orgulho disso. Todos da família dela já sabiam que eu faço isso, todos acham que eu sou doente por ter condições boas e não precisar roubar, mas sempre foi compulsivo, eu nem mesmo gastava o…

Derrota na vida

Já fiz muita coisa de errado nesta vida, desde novo roubava meus pais e tios mexendo em suas carteiras e retirando dinheiro para comprar besteiras, fui crescendo e o mal habito tbem… comecei a roubar roupas em lojas já que não tinha condições de compra-las, arranjei um filho com 20 anos sem trabalhar, foi quando o meu pai muito chateado me arranjou um emprego em uma importadora de seu amigo, comecei a trabalhar como entregador, ganhava bem era muito bem…

Furto de doces

desde ano passado eu roubo, comecei com 2 tridents, depois fui aumentando e já matei aula 2 vezes para roubar com meu colega, além das outras vezes que eu ia na rua e robava, eu já robei muitas coisas, como caixas de bombom, caixa de mentos nutella etc. eu já tentei parar, fiquei um tempo sem roubar, mas eu comecei de novo… eu vou tentar parar de vez, eu quero que deus me perdoe porque eu o amo e ele…

Confesso que sinto prazer eu roubar

Eu estudo em um excelente colégio, nunca me faltou nada, mas não sei porque eu não resisto… se tem uma oportunidade eu roubo, é tão fácil ninguém percebe eu roubo muito dos meu colegas, na maioria dinheiro 100 200 e até 300 R$ e não sinto culpa me sinto é bem em estar roubando, é irresistível, qualquer oportunidade eu aproveito para furtar… sei que é errado mas mas não roubo dos meus melhores amigos, só dos burros que vão pro…

Sou uma ladra

quando eu era criança, via meus primos roubarem pequenos objetos em supermercados e outros lugares… e eles se vangloriavam disso… então um dia roubei uma presilha de cabelo… incentivada por um primo… eu tinha uns 8 anos… logo depois roubei um brinco de minha avó e vendi… roubei algumas joias de minha mãe também… eu pegava dinheiro na carteira de minha mãe… me tornei adolescente… fui morar fora para estudar… com 18 anos fui presa em um supermercado roubando coisas,…