Serei pai de um bebê de alguém que não amo

Não posso ser pai aos 17, não posso aceitar um filho com uma garota cujo eu não amo. Isso é errado, tão errado. Mas não posso deixar o garoto(a) sozinho no mundo, mesmo se o dinheiro ou as pessoas não estejam do meu lado. Não posso ser um monstro. Mas esse nem é o problema.
Eu amo minha ex, sexta faríamos 3 anos. Ela terminou comigo via face, ela também já ficou grávida, diferente da situação atual, eu disse que queria assumir (15 anos eu tinha). Eu assumiria, eu amava ela, não importava. Mas ela abortou.
Eu fiquei mal….Eu estou mal…Sinto falta dela todos os dias, amo ela.
Essa atual, que possivelmente está gravida de mim (não foi confirmado que está gravida ainda). Não merece ter um filho meu dentro dela. Sou totalmente a favor do aborto para ela.
Eu estou quase cometendo suicídio todos os dias, fico horas dormindo, pensando e desejando, não posso desistir de mim sabendo que posso ser pai….Tudo parece que se colidiu… Já não sei mais o que fazer. Como pedir apoio aos meus pais. Como ser pai aos 17 anos de um bebê cujo sei que não vou amar… Como posso viver com isso? Conviver com esses meus pecados. Se houver um Deus, Por favor, Me perdoe por ser fraco.

 

Reportar

Deixe um comentário

7 Comentários em "Serei pai de um bebê de alguém que não amo"

Notificar-me sobre
avatar
4000
alguém ai!
Visitante

acho que nada justifica sua atitude em relaçao ao aborto… até por que se existir essa criança mesmo, ela nao tem culpa de toda essa situaçao pelo contrario é vitima,e o fato de vc ser o pai não quer dizer que vc deva ficar com a mãe da criança para assumir , por isso que existe guarda compartilhada.Já sua ex- procure ser sincero tente conversar com ela e reatar!

Pro Vida
Visitante
Uma vez eu estava desesperada, me sentindo no fundo do poço, e como sempre gostei de escrever desabafando, escrevi para aliviar. Vivia um momento muito conturbado no meu trabalho, sofria assedio Moral, perseguição e pra ajudar estava em pé de guerra em um divorcio na justiça. Pra ajudar, uma filha revoltada com a situação do divórcio e com o pai e a família dele todos contra mim, conseguiram coloca-la contra mim e ela até chegou a escrever uma carta e dizer que eu tinha morrido. Tinha perdido minha mãe no ano de 2005 e era com ela que eu dividia minhas alegrias e tristeza, meu pai também já era falecido desde 1998. Meu irmão morando longe e eu resolvi desabafar com ele, tinha que colocar pra fora, ao contrario ia explodir. Mas também tinha o lado positivo, pois tinha encontrado um novo amor, que era o que me dava um alento, mas não queria despejar essas coisas de filho, ex marido etc. Pra dizer a verdade tinha até medo que ele se assustasse com tantos problemas, ele solteiro, sem filhos, eu já estava com mais de 40 anos, mas já tínhamos conversado que se ficássemos juntos eu tentaria engravidar. Era essa minha situação quando eu liguei para o meu irmão que é ministro da Eucaristia, e ele querendo me ajudar, foi muito honesto, franco e direto comigo, disse-me que eu tinha me afastado da igreja Católica, ao qual nossa Santa mãe nos encaminhou, nossa infância e adolescência tinha sido muito bem encaminhada. Então ele me fez refletir e me orientou que eu fosse até o sacra rio e se caso não conseguisse rezar, que eu somente ficasse diante de Jesus e que ele tomaria conta de tudo, Na saída um dia do trabalho pedi carona a um colega de trabalho que me deixou em frente a igreja do meu bairro. Entrei na igreja onde faziam anos que não colocava meus pés, inclusive mesmo afastada em um época que minha mãe era viva, pois ela nunca se afastou, foi catequista por 27 anos, Legionário por 25 anos, e pastoral carcerária por 5anos. Eu a ajudei a fazer uma maquete daquela igreja, minha mãe fez a igreja toda de isopor e eu fiz os vitrais das portas feitos com acetato colorido, Fui direto ao sacra rio conforme o que meu irmão me orientou. Isso deve ter acontecido no anos de 2010 onde encontro o meu desabafo a pouco tempo escrito onde relato tudo isso que estou mencionando aqui. Na hora que eu fiquei diante do sacrario , em meu pensamento eu não conseguia pedir nada, apesar de todo o sofrimento aqui relatado, porque com tudo isso, acabei atingindo o meu físico e com toda essa tribulação nasceu um odulo na minha tiroide e pra evitar que virasse um câncer maligno, foi necessário tirar toda a toroide e hoje eu faço uso de medicamento para o resta da vida. Mas como apesar de tudo eu me mantinha em pé, eu comecei a somente agradecer a Jesus por estar suportando tudo e que sabia que só podia ser por causa dele, ao contrario, tinha desabado. Mesmo estando distante eu sabia que a intercessão de Nossa Senhora e minha mãe era constante. Sai da igreja já diferente, como se tivesse recarregado as baterias, mas só ficou nisso, não voltei a participar das Santas Missas. Por isso digo que Deus é extremamente misericordioso, porque na realidade esta carta que eu escrevo em desabafo não tem remetente, ou melhor tinha, era Deus. Porque no final eu escrevo com essas palavras: Ser honesto saiu de moda? Te alguém aqui nesta terra de meu Deus, que possa me ouvir e me ajudar? Helpppp, socorroooo, não quero me afundar! Por favor me ajudem! (O.B.S.:faço um desenho de um bonequinho se afundando, como se fosse um lago e as mãos pra cima) Por favor me ajudem! A quem possa se interessar , simplesmente, eu, assino meu nome. Depois desse desabafo, olha o que eu somente este ano de 2015 me dei conta. No mesmo ano de 2010, fui mandada embora, depois da cirurgia meu namorado veio cuidar de mim e começamos morar juntos já estávamos namorando a 3 anos, engravidei no meu aviso prévio indenizado, fui pesquisar meus direitos e dei entrada com um processo contra a empresa, ganhei desde a primeira instância, recebi uma boa indenização, fora seguro maternidade que também tem direito. Detalhe, com o problema da tireoide e depois também um cisto dermoide que acusou, eu teria que fazer uma cirurgia para a retirada do cisto e que tinha grande chance de perder um ovário, fora a minha idade, pois já estava com 42 anos. Onde tudo parecia não ter uma luz no fim do túnel, surge a misericórdia de Deus que é pura luz que ilumina as trevas com a sua Glória, A cirurgia já estava praticamente encaminhada, pela segunda vez ia ter que entrar na faca e dessa vez perdendo todas as esperanças de uma gravidez. Mas Deus veio ao meu socorro, leu a minha suplica, Help, socorro, tem alguém aqui nessa terra de meu Deus, e ele próprio veio ao meu auxilio. Tudo isso aconteceu no mesmo ano, o cisto sumiu antes de fazer a cirurgia, eu ovulei, senti minha ovulação como nunca tinha sentido em toda minha vida,hiper fértil, e ainda com 42 anos e devido ao cisto , quase um ano sem perceber o muco. Neste dia nunca vou me esquecer, porque eu gritei do banhei, Amor eu estou ovuandooooo, é hoje. E neste mesmo dia eu engravidei! Depois tive um sonho com meu pai, ele vinha me mostrar o quarto rosa que ele tinha pintado, mas pintou até o teto e o sonho termina eu dizendo pra ele: Mas pai , porque pintou até o teto rsrsr. Acordei, neste dia que era praticamente somente um dia de atraso da menstruação, mas com a confiança naquele dia da ovulação de Deus, porque não tem outro nome, e mais esse sonho, não tive dúvidas que estava gravida e que seria uma menina e que honra Deus ter me dado de presente um sonho com meu pai anunciando a chegada da neta. Fui mãe aos meus 43 anos, já estou com meu marido a 8 anos desde que nos conhecemos, tenho uma filha ao qual coloquei o nome da minha mãe lhe fazendo uma grande homenagem por tudo que representou como esposa, mãe, esposa, avó, tia, madrinha, e uma verdadeira filha de Deus pois não mediu esforços para honrar os seus mandamentos. Seu primeiro filho nasceu excepcional, meu irmão viveu 10 anos de puro amor dos meus pais, pois se dependesse dos médicos teria vivido um tempo minimo, pois meu irmão a 51 anos atrás não tinha as tecnologias que existem hoje, ele não mastigação, somente sucção , viveu de liquido por 10 anos, minha mãe era capacitada por Deus e batia sopa no liquidificador e dava na mamadeira, caldo de feijão e foi assim o que alimentou por 10 anos. No ano de 1974 meu irmão faleceu em casa, muito doentinho, fraquinho, porque se alimentou sua vida toda com liquido, mas de mãos dados com o meu pai , minha mãe já vendo a sua agonia, simplesmente olhando para ele e meu pai disse: Vai filho, vi com Deus! E meu irmão partiu! Depois minha mãe cuidou juntamente com ajuda fundamental do meu pai, cuidaram da minha avó materna por 6 anos, os dois dividiram o seu quarto com ela por todo esse tempo, meu pai sem nunca reclamar ao contrario ajudava virar minha avó na cama durante a noite para que ela não tivesse escaras, minha avó nunca teve escaras, tal tamanho era o cuidado que meus pais tinham para com ela. Quando foi esse começo de ano, como de costume , começamos o ano com expectativas, querendo atingir metas, Eu fiz minha listinha, melhorar alimentação, organizar casa, e uma delas foi organizar as coisinhas da minha mãe que estava jogada no soton de casa todo empoeirado, afinal 10 anos se fez em Agosto de 2015, mas isso ocorreu no inicio do ano, seria quase 10 anos. Foi quando me dei conta desse amor misericordioso de Deus, de que ele não nos abandona nunca, nos que o abandonamos seguintes diferentes caminhos e ficamos como ovelhas perdidas. Eu sinceramente achava que ser honesta, ser uma pessoa de bem com a vida, paciente, bem humorada, boa mãe, boa esposa, bastava. Não, Deus quer quer assumamos que somos seus filhos, ele nos encontra , e foi neste momento que coloco minhas mãos neste tesouro deixado por minha mãe, quando começo a ler as cartas que ela recebia dos amigos, afilhados, ex catequisandos, até de um amigo padre, amiga de infância que ela sempre conservou nos longos de seus anos. E hoje com tanto tecnologia onde se perde esses valores de escrever carta então ler essas cartas me trouxeram uma alegria imensa. Depois ia lendo os títulos dos livros que ela leu, quando sabedoria em uma mulher que somente estudou até segunda serie do primário. Mexendo neste tesouro as respostas que eu queria ter para tanta disposição e animo para trabalhar em prol do próximo, fui naturalmente entendendo tudo. Muitas vezes a pegava debruçada ao telefone ligando para as famílias dos detentos que ela visitava na cadeia para dar curso de artesanato e de uma certa forma evangelizar, EU perguntava , o que a senhora ensinou hoje, porque eu sabia que sempre ela levava alguma coisa pra ensinar, mas ela humildemente respondia: Eu que aprendi! Depois ainda anotava o que essas pessoas que cumpriam pena pediam e chegava na casa dela e ligava pra família, muitas vezes eu cheguei na casa dela e ela estava fazendo isso. Ela conseguia ser justa com quem cometeu injustiça, por isso sei que ela cumpriu brilhantemente as leis dos homens e principalmente as leis de Deus. Essa foi minha maior herança deixada pelos meus pais. E foi nessa hora que me perguntei: Que herança vou deixar para minha filhas? Que história vou deixar para a humanidade? Vivo bem com minha família, dou honesta, trato bem meus vizinhos, e o resto: Cadê o tempo que eu me doou para agradecer a Deus? Só na hora da dor de barriga? Porque estou nesse mundo? Acaba aqui? O que na realidade eu acredito? Foi uma mistura de amor, alegria, questionamento, arrependimento, e necessidade de voltar para a casa do Pai, a Igreja Católica Apostólica Romana. A necessidade de encaminhar minha filhinha que agora esta com 4 anos. Minhas duas filhas mais velhas do meu primeiro casamento, hoje estão uma com25 anos e outra com 23 anos, moram com o pai, trabalham estudam, não sou isenta de problemas, ainda tenho conflitos com minhas filhas mais velhas, porque envolve ciúmes, não aceitação de algumas coisas, mas depois de tudo isso que estava presenciando, fez-me lutar para que eu merecesse recuperar o amor das minhas filhas. Mas eu faço tudo e mais um pouco, sim fazia, mas esquecia de em primeiro lugar , entregar minhas misérias no colo de Deus, de confiar, de pedir ajuda de verdade, de suplicar, de estar em constante oração pela conversão de minhas filhas, em silêncio, não no barulho, não na insistência, não achando que tem razão em tudo. EU precisava caminhar passo a passo, dia a dia, para deixar no amor misericordioso de Deus que ele me capacite, porque precisamos admitir que somos miseráveis, falhos, teimosos, egoístas, invejosos, preconceituosos e achamos que vamos resolver por si próprio e quando nos damos conta que sem Deus no centro de nossas vidas, não somos nada,nada, e quando me dei conta das maravilhas e dos milagres que foram recheados minha vida , senti a necessidade de voltar a participar e encaminhar minha filhinha na doutrina da Igreja Católica, eu tinha a sementinha que tinha sido lançada lá atrás pela minha mãe. Na minha adolescência fui legionária, então Deus que já tinha batido, batido e batido na minha porta, somente agora fui capaz de deixa-lo… Leia mais »
Membro
Marcia GraçasMonteiro

Transar com alguém que não ama! pode né! Da primeira até achei bom de sua parte assumir, mas também relaxou e deixou ela abortar! Deveria estar ao lado dela sempre!
Agora transa, não ama; engravida e dai quer que ele aborte!
Deveriam ter se cuidado, não conhecem camisinha, Pílulas,e um monte de treco anti gravidez! Agora se vira, vai trabalhar, principalmente estudar para ter um emprego melhor e poder dar aos seus filhos (claro, que serão filhos, ou vai parar por ai?) Ser jovem não é a desculpa. A desculpa é serem ignorantes! Boa sorte…

L
Visitante

Não sou a favor do aborto e nem de você está pensando em acabar com sua vida por causa disso … fica calmo ,pare e pensa ! Ela pode está grávida e se estiver ,vou assumir e vc vai ver que o sentimento vai crescer tanto que vc vai se arrepender muito só de ter pensado em abortar essa criança … Já sobre a mãe ,termine com ela o mais rápido possível mas deixe claro que vc vai assumir … vá atrás da sua ex ,não perca tempo … pq pode acontecer de vc tá com sua ex novamente e com seu filho nos braços … quanto amor hem ?! Não precisa de desespero … pensa !

TOTO
Visitante

Um filho é sempre bem vindo!!! Você não é obrigado a ficar com alguém q não ama!!!

Maçã do Amor
Membro

Bom, converse com ela a respeito do aborto. Se ela não aceitar, terá que ser homem e assumir a criança. O fato de você não amar ela não te livra da responsabilidade e não significa que você terá que ficar com ela. Se ela abortat a criança, não fique mais com ela, mas com quem você ama!

DG
Visitante

O bebê não é ela! Então relaxa, ter um filho é uma coisa muito boa sendo planejado ou não, ele é parte de você quando você o tiver em mão, será um presente que vai derreter seu coração. Existe sim um Deus e este nunca abandona ou se esquece dos filhos mesmo que pareça distante Ele está perto. Ore e fica com Deus!

wpDiscuz