De todos os meus amigos sou o mais mal sucedido

Normalmente eu tenho crises. Fico um tempo bem, e do nada algo acontece e, como um gatilho, isso dispara vários sentimentos ruins dentro de mim, um atrás do outro, e de repente, eu que acordei bem, vou dormir mal e imerso em uma tristeza impregnante. Fico assim por dias, às vezes semanas, e então passa. Passa, e então eu esqueço que não sentia vontade de sair de casa porque minha autoestima estava baixa demais e eu me achava a pessoa mais feia do mundo e pensava que ninguém nunca poderia se atrair por mim ou me amar, pois afinal, quando eu estava nessas crises, o mundo era formado apenas de pessoas que se importam unicamente com a aparência, com os traços perfeitos e os corpos sarados, e que o resto é um mero detalhe. Me esqueço que eu me sentia o ser humano mais burro e inútil, mesmo sabendo que sou inteligente e faço diversas coisas, e que a sensação era de que qualquer um ao meu redor era mais capaz que eu em todos os sentidos, e que de todos os meus amigos eu sou o mais mal sucedido, o sem futuro e o sem esperança. Também não me recordo de que tive noites de insônia, mergulhado num desespero angustiante, enquanto pensava e repensava em tudo aquilo, e firmava mais ainda na minha mente, no meu cérebro, a sensação de que eu sou o pior humano e de que nada em mim tem salvação.  Esqueço dos momentos em que eu conseguia pensar na pior pessoa do mundo e, ao me comparar com ela, eu me sentiria inferior, como se o meu maior castigo fosse ter nascido eu.

Mas, como eu disse, quando essa crise passa eu me sinto o melhor. Me acho até bonito, pegável, e com certeza minha personalidade é a mais refinada que eu conheço. Posso não estar no melhor caminho acadêmico, mas com certeza eu vou ser o mais bem sucedido da minha área e meu sucesso profissional será inevitável. Nesses momentos, eu sou o melhor ser humano que já pisou na Terra, um protótipo de perfeição, e o meu maior deleite e dom é ter nascido eu.

Vivo assim, como se nas mãos da Fortuna, e não há momento de descanso: eu nunca tenho uma visão nítida sobre mim mesmo, ou me sinto o pior possível ou me sinto o melhor existente. As mãos da deusa me enlouquecem, às vezes, e tudo que eu queria era ter um pouco de estabilidade, me sentir como sou e não como acho que sou. Queria que minha autoestima não sumisse ao ver uma foto de uma pessoa bonita, e que não ficasse tão alta repentinamente. Queria não me comparar tanto. Queria ter um pouco de paz e equilíbrio, mas aparentemente isso é impossível.

Eu estava bem há algumas horas. Eu era o melhor, é sério. Mas, agora, eu sinto tudo se inverter, e posso perceber meu amor próprio diminuir e enxergar a insônia se aproximar de mim para me ninar em seus braços úmidos, gelados e afiados. E eu sei que uma nova crise virá, e sei que depois dela tudo vai ficar perfeitamente bem, exageradamente bem.

E sei que isso tudo se repetirá até a minha morte.

E isso é infernal.

 

Reportar

Deixe um comentário

8 Comentários em "De todos os meus amigos sou o mais mal sucedido"

Notificar-me sobre
avatar
2048
Carlos
Visitante

Me identifiquei com vc e com as pessoas dos comentários. Graças à sua postagem percebo que tenho transtorno bipolar. Acrescido a grandes problemas em minha vida que tem acontecido (descobrir ser hiv +, por exemplo) isso se agravou.

Eu só nunca tentei tirar a minha vida pq tenho uma formação cristã, pois se não fosse isso já estaria nos ossos debaixo da terra. Vou pesquisar mais sobre o assunto mas tomar mais remédios (além do retroviral que já tomo) não acho uma boa alternativa.

Se nada der certo… =/

Alguém que passa a mesma coisa
Visitante
Alguém que passa a mesma coisa

Sinto a mesma coisa meu amigo. Mas só que eu sei que com certeza isso é algo meu e também da minha doença. Fui diagnosticada com transtorno bipolar em 2009 e o que você descreveu é exatamente como eu me sinto nesse momento e eu tenho consciência que estou em um momento de desequilíbrio. Há muito tempo eu não me sentia como eu tenho me sentido. Sei que a ultima coisa que você quer ouvir no momento é “procure um profissional”, porque intimamente já sabemos que tem algo errado, mas eu acho que realmente você precisa ver isso. E outra… Não sei o que é pior. Há muito tempo não tinha essas crises, mas tive um gatilho que me deixou na fase depressiva da doença. E pude sentir uma tristeza muito grande. Os remedios pra bipolaridade anestesiam a gente. A gente já não sente a verdadeira alegria ou tristeza. Ficamos entorpecidos em relação aos sentimentos. Sinceramente? Não sei o que é pior.

Membro

Sei como é. Situação parecida com a minha. Eu também sou o único malsucedido da antiga classe estudantil. Mas uma hora a sorte tem que virar. Se nada nessa vida é para sempre, ela tem que mudar.

Lari Bennet
Visitante

Isso parece muito bipolaridade, você já tentou ir em um psiquiatra? Meu pai tem problemas assim, isso é quase comum. Vai ficar tudo bem. Você poderia tentar seguir alguma religião, qualquer coisa, budista, zen budista, espírita, ou frequentar alguma instituição de caridade talvez. Eu tinha crises de depressão, me sentia um lixo, a pior pessoa ever, mas aí comecei a fazer trabalho voluntário com animais, ler mais, meditar e tomar anti depressivos, agora to suave (: se precisar de alguém pra conversar, estou aqui <3 adoro ajudar

Visitante

Olhar só pra dentro é o maior desperdício. Olhe pra fora. Pense de onde veio e pra onde quer ir.

wpDiscuz