Não sei o que fazer! Estou grávida!

Fui mãe aos 16 anos e não me casei, criei meu filho com a ajuda da minha familia. Hoje tenho 31 anos, e me relaciono com um homem a quase 2 anos. Nosso relacionamento sempre foi muito intenso e ele sempre me dizia da vontade de ser pai! Até que um dia conversamos, fomos ao médico e decidimos engravidar. Quando veio o positivo, ele simplesmente surtou, disse que a vida dele tinha acabado e me abandonou. Uma semana depois tive um aborto espontaneo, ele me acompanhou no hospital, pediu perdão, disse que estava arrependido. Retomamos o relacionamento e estava tudo bem, achamos que não seria fácil, pois foram muitas ofensas, mas com muito dialogo as coisas se ajeitaram novamente. Dois meses depois, engravidei, aconteceu, e eu logo me desesperei, pois ainda nem tinha me curado do trauma, estava tomando antidepressivos, e desde então só consigo chorar. Ele pediu um tempo para colocar a cabeça no lugar e se reencontrar, diz que gosta muito de mim, mas que precisa de um tempo. Fala que vai me ajudar em tudo, mas me sinto completamente sozinha. Já tive um filho sozinha e sei o quanto é dificil. Não sei o que faço! Sei que o aborto é criar um novo problema, não sei se consigo caminhar o resto da vida com essa culpa, tbm tenho medo de ter complicações e não poder ter mais filhos. Mas sei tbm que criar um filho sozinha é muito complicado, sei que não vai ser fácil. Eu imaginava um segundo filho de uma forma totalmente diferente do primeiro, idealizei com muito carinho e companheirismo, mas infelizmente não foi assim. Não sei se faço um aborto ou encaro isso sozinha! Preciso de ajuda….

 

Reportar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anti-Spam *

9 Comentários

  • Eu imaginava um segundo filho de uma forma totalmente diferente do primeiro, idealizei com muito carinho e companheirismo, mas infelizmente não foi assim.

    Filho é vida!
    Sou homem e admiro uma vida no ultero em uma mulher!

    Minha amiga! Voce é culpada de tudo isso! Sinto muito em lhe dizer!
    Ele voltou bem quando voce perdeu o bb! Jesus ,sera que voce nao pensou em voce mesma nao? Nao entendo o porque da desvalorizaçao propria das pessoas consigo mesmo! Como se a pessoa “amada”seria o centro das atençoes e so existiria essa pessoa nesse mundo pra dar tal felicidade!
    Hoje voce arca com uma responsabilidade de ser mae e sozinha!
    Melhor que criar com um homem desse!
    Crie teu filho,Deus é pai! Ele lhe orientara o que voce fara daqui pra frente!
    Aborto é crime e teu bb nao tem culpa das cagadas tua e teu macho nao!
    Tenha um fim de semana abençoado!

  • Sabem o que eu acho engraçado? Como a nossa cultura é ultrapassada, essa mãe, toda traumatizada, pode não ter a minima condição de criar essa criança que virá, podendo ter todo um futuro comprometido..mas não aborte, tenha essa criança que nem direito de escolher ela tem. Ninguém pensa na saúde da mãe, que já teve um aborto espontâneo e já sofre de depressão. Gente, aborto é mais que uma questão religiosa, mas sim uma questão social, olhem os países desenvolvidos lá fora como estas questões são discutidas…estamos atrasados culturalmente.

    • Não sou contra o aborto mas que cada um arque com os custos do aborto que querem fazer. Aí virão com o argumento de: Ah mas as pobres da favela vão tudo morrer… Quem tem dinheiro pra comprar smartphone e sair todo final de semana tem condições de bancar o aborto na clínica das ricas.

      Agora o Estado tem que financiar o aborto de quem fode hoje e daqui há um mês não quer? Poupe-me.

  • Não aborta não por favor. Seu companheiro parece meio inseguro com a vida, uma hora quer uma coisa, quando ela vem ele quer dar para trás, e você confiou em estar segura com ele, um inseguro. Tenha o bebê, por favor, mesmo que ele não queira, acredito que este bebê no início será um esforço mas depois te trará alegrias, fica com Deus querida, não aborta não!!!

  • Olá, vc agora tem um filho de 15 ou 14, ele está ai para te ajudar, ja parou para pensar isso? Nos temos que lutar com as armas que a vida nos dá, desistir, é perder, sou pai e esposo, e homem (coisa que muitos não são hoje em dia), minha mae tinha sua idade na época que nasci e hoje sou pai. Tenho certeza que vc crê em Deus, e ele usa de quem quiser para nos mostrar um caminho, uma soluçao, basta nos estarmos prontos para ouvir.
    Peça para Deus preparar um homem de verdade para vc, e esqueça a vontade do corpo e raciocine para o bem de vc e de seus filhos. Lute!

  • Agora você deve ter esse filho ne , devia ter se prevenido pois, você como mesma falou ja teve experiência com seu namorado ,porque pelo jeito ,ao que tudo indica ele irà te deixar na mão, mas a escolha e sua , boa sorte pra você e seu nenem.

  • não soube escolher seus parceiros, acho que também é um pouco de falta de sorte. É difícil criar um filho sozinha, mas abortar é muito complicado. Além do filho, a mãe muitas vezes não supera o trauma. Pense bem….

  • Por que um inocente tem q ser sacrificado? Se com 16 anos vc foi mulher o suficiente para encarar uma gravidez, agora aos 31…muito mais! Assuma seu filho e esse homem, me desculpe, é um paspalho! Qdo seu filho nascer sua vida irá mudar…Quem sabe o paspalho amadurece…bjssss…Deus te abençoe.

  • Me recuso a acreditar que este ser com quem você se relaciona tem a capacidade de fazer isso.
    A criança não tem culpa, creio que o seu amor será maior que sua dor, mas só você sabe até aonde tem forças e consegue suportar isso.
    Eu creio que aborto é uma injustiça com a criança, pois ela não tem culpa da falta de caratér do pai, Mas também só você sabe se consegue encarar isso ou não.
    Pensa bem direitinho, há infinitos relatos aqui no site de mulheres que abortaram e se arrependeram amargamente
    POR FAVOR! Só não volte para esse crápula.