Um Breve Retrato Mental

Sou um garoto jovem, 18 anos. Estou no ensino superior, em busca de um círculo social estável. Não tenho nem dez amigos. Estou rodeado de gente falsa. É um horror.

Sou apaixonado há quase 4 anos por um garoto que é o meu veterano. Mas ele nem percebe que eu existo. Procura lá no Aurélio Ilustrado o conceito de “iludido” e a minha fotinha vai estar lá estampada. Eu devo ser uma pessoa muito burra.

Ao mesmo tempo, me apaixonei há alguns meses pela minha melhor amiga. E como ela tem namorado, eu tive que matar o sentimento pra não acabar com a amizade. Não acho que ela teria aceitado um namoro comigo, mesmo não estando namorando. Seria estranho namorar o melhor amigo. Não tem como uma loucura dessas dar certo.

Meus pais não sabem que sou bissexual. Eles não aprovariam. Se eu contasse a eles, a minha vida se tornaria muito mais difícil.

Nunca tive a oportunidade de sair da minha cidade natal. Odeio esse lugar. Queria poder recomeçar em um lugar onde eu não conheça ninguém. Onde eu pudesse ter a chance  de pelo o menos ser outra pessoa além de mim mesmo.

Resumindo: vida familiar, social e amorosa… Tá tudo uma merda. E só pra constar: sou virgem, nunca namorei e nunca fui beijado. E sempre tive muito orgulho disso: de ser solteiro, de ser livre, de não ter rabo preso com ninguém. Por outro lado, não dá pra viver sozinho pra sempre.

 

Reportar

Deixe um comentário

2 Comentários em "Um Breve Retrato Mental"

Notificar-me sobre
avatar
4000
Eli
Visitante

Tate, eu te entendo perfeitamente, até pq estou passando pela mesma situação. Vc descreveu toda a minha situação.

Membro

Tate, a sua situação é complexa, mas ao mesmo tempo é bem comum. Eu também estava passando por essas mesmas questões a não muito tempo atrás e eu consegui sair, estou bem melhor hoje em dia. O segredo foi me aceitar como bissexual e levantar a cabeça. E não sei se te conforta, mas eu perdi minha virgindade aos 22 e te garanto que foi até melhor. Não torne isso algo pra se ter vergonha, é uma coisa só sua e ninguém tem nada a ver com isso. Por mais que na adolescência isso vire um problema gigante, por que tem muita pressão, todo mundo é quase obrigado a ter que deixar de ser virgem. Relaxa, curte como você puder teus 18, 19, 20, 21, 22, 23, por que quando você chegar aos 28 você vai sentir saudades dessa época. Esquece esse teu amigo, ele não merece você. Use tua energia de adolescente pra virar um jovem interessante e com certeza alguém vai se interessar por você de verdade, sem falsidade e essas pessoas você vai pode levar pra vida inteira. Se envolve em algum tipo de arte, se expresse de algum jeito, que isso vai trazer pessoas pro teu caminho. Eu também não sou assumido para os meus pais, que são cristãos fervorosos, mas sou assumido pra mim mesmo e é o que importa. As vezes eu fico triste por que tb me apaixono e quebro a cara, mas é a vida. Paixões vão e vem, você é novo ainda e vai encontrar alguém. Eu já tenho 28 e posso te falar que a pressão só vai ficar maior, por isso você precisa ser forte, ser você mesmo e ligar o foda-se as vezes. Sobre a sua cidade natal, com o tempo uma oportunidade pra você sair daí vai aparecer, a vida é um mistério cheia de voltas inesperadas. Fica bem e se precisar de alguém pra desabafar, conte comigo.

wpDiscuz