Dependência Emocional: Me sinto só porém sufocada

Me relaciono com alguém há mais de 3 anos, tenho um filho com essa pessoa e moramos juntos há um ano. Desde que me mudei pra casa dele, por causa do nosso filho, nosso relacionamento esfriou, ele se afastou de mim e não é companheiro. Quando só namorávamos eu quem sempre procurava por ele, fazia planos, marcava encontros. Ele me deixava para ver os amigos, hoje ele sai sem mim o tempo inteiro e, mesmo quando convidam os dois ele vai sozinho. Muitos amigos dele não gostam de mim e eu não sei o porquê, e ele finge que não. Me tratam mal, me ignoram e ele faz absolutamente nada. Nunca me defende!

Eu passo o dia todo em casa, cuidando do bebê, das roupas e da comida… Nós brigamos muito porque ele é muito relaxado. Penso às vezes o porquê ele ficar com ciúmes se nem me valoriza. Eu não trabalho e nem estudo mais. Se eu não tivesse o bebê, penso se ainda estaria com ele. Eu cuidava do meu corpo e era muito bonita, iria ser modelo, mas ele teve um ataque de ciúmes por isso.

Eu não saio de casa, não tenho mais com quem conversar, não consigo me olhar no espelho e não tenho mais tempo nem de malhar (quando tenho uso o tempo para descansar de tanto cansaço). Ele não me apoia e nem se interessa pelo que eu digo. Eu quero me sentir viva de novo, quero ser a mulher de antes, confiante, determinada e com a autoestima elevada.

Estou dependendo emocionalmente dele e não quero mais isso, mas eu não sei por onde começar e tenho medo de não dar certo. Não quero mais depender emocionalmente de ninguém, quero amizades divertidas, quero me sentir viva, quero fazer a minha existência ter um novo significado. Estou sufocada, perdida e estagnada. Há algo em mim que possa valer para os outros gostarem de mim?

 

Reportar

Deixe um comentário

3 Comentários em "Dependência Emocional: Me sinto só porém sufocada"

Notificar-me sobre
avatar
4000
Jeferson
Visitante

Voce veio a este site em busca de ajuda. Espero poder ajudar.
É facil para as pessoas que leram seu relato julgar voce e seu companheiro, mas elas nao devem ter vivido o que voce viveu. Se voce esta a tanto tempo com esse alguem, ele deve ter alguma qualidade, assim como ele deve ver as qualidades que voce tem. Quando convivemos com outra pessoa é que conhecemos seus defeitos, mas são as qualiades, o amor, os bons momentos, o filho que voces tem que valem mais. Julgar as pessoas pelos defeitos é facil mas também um erro. Dê chance ao amor que voces devem ter um pelo outro, esse amor pode ajudar ele a ver os erros que ele comete com voce. Pessoas amargas devem querer ver voces separados, reflexo da vida que elas tem, mas só voce e seu companheio podem cuidar um do outro novamente, como se ainda fossem os namorados de antes. Ja que ele não tem iniciativa procure outra qualidade que ele deve ter, ninguem fica junto tanto tempo com uma pessoa que tenha só defeitos. E que ele aprenda a valorizar a pessoa dedicada que voce é. Fique em paz.

Viu
Visitante

Bem feito, coracao. Vc mesma diz q desde o inicio VOCÊ corria atras de tudo. E pra piorar a psicopatia colocou uma alminha inocente nesta historia. Vc nunca foi vitima. Sabia o q ele era mas o egoismo do seu sentimento ou carencia a fez ficar dando murro em ponta de faca. Se ele tivesse mudado… va la.. mas foi sempre a mesma coisa. Vc q quis vestir os oculos de purpurina e ver sprite onde era chorume. Que seu filhinho seja protegido e voces dois se lasquem. To cansada de ver gente irresponsavel pondo filho no mundo.

Thiago
Visitante

Ele não valoriza a mulher que tem. Isso acontece muito hoje em dia, onde só um dos cônjuges investe no relacionamento.
Se quiser conversar

wpDiscuz