Menti que perdi a virgindade e fui pega na mentira

Bom, desde a minha infância meus pais nunca se deram bem, meu pai me abandonou quando eu tinha 2 anos, mas a partir daí ele sempre aparecia bêbado na minha casa e ficava fazendo provocações, não muito pesadas. Então minha mãe e eu nos mudamos, para um bairro onde morava minha tia (irmã da minha mãe), meu tio (marido dela), e seus filhos (meus primos(a)). Mas meu pai sabia onde era e voltou a perturbar, só que ele só vinha quando bebia, ele não bebia cerveja comum, era sempre cachaça, bebida forte. Então começou a confusão, sempre minha mãe e eu nos mudávamos, até um tempo eu fiquei morando com minha tia, pois minha mãe estava sempre atrás de casa e trabalho. Onde minha tia morava tinha um jardim de infância, que inclusive foi o primeiro lugar que estudei na vida, e eu nunca fui boa de fazer amigos pois sempre tive problemas em amizades. Até que um dia, eu estava bebendo água e eu não sabia direito fazer conchinha com a mão pra beber, então um menino da mesma etapa que a minha veio falar comigo e me ensinou como que fazia, a partir daí eu e ele nos tornamos amigos, ele era um garoto de bastante amizades, e eu já não, como ele fazia amizades mais com os garotos, eu tive apenas amigOs até ai. Eu comecei a me apaixonar por esse garoto, vou chamá-lo de (d.j), ele foi o primeiro garoto que me apaixonei! Mas um dia, e em outra etapa, entraram pessoas novas, inclusive tinha feito uma primeira amigA, eu e ela nos falávamos muito, mas o d.j e eu fomos meio que parando de se falar devido às amizades diferentes, mas mesmo assim pelo menos um oi e tals. Até que eu antes de terminar o jardim de infância eu tive que me mudar, no caso minha mãe tinha voltado com meu pai, e nos fomos morar no fundo da casa dos meus avós (pai e mãe dele)… Onde minha mãe ajudou a terminar de construir, mesmo assim, ele continuo bebendo, ás vezes dava uns b.o entre eles mas logo se resolviam, até ai eu estava estudando no bairro que eu estava morando né, pois a outra escola era longe e não tinha como eu continuar morando com minha tia, bem, terminou o ano, me formei na pré, e tive que ir pra primeira série que era numa escola nesse mesmo bairro que vou chamá-lo de (jmf), fiquei apenas dois meses e logo meus pais brigaram, se separaram de novo, e eu voltei pro bairro que eu morava, desta vez numa casa um pouquinho mais longe que a casa da minha tia, como eu já nao estava mais no jardim de infância, eu fui para a escola da minha prima, terminei a primeira serie lá. E tive que voltar morar no (jmf) porque meus avós, pais da minha mãe que moravam la tb, estavam doentes, e até agora moro aqui, mas no mês de junho de 2016, eu reencontrei o garoto, meu primeiro amigo, e primeiro amor da minha vida, após 7 anos, eu o encontrei no face, logo mandei solicitação e ele aceitou, até tinha perguntado se ele lembrava de mim mas ele disse que não, então chegou em outubro no dia da crianças fui passar o fim de semana e feriado na casa da minha tia, lá no bairro, e tava tendo uma festinha de dia da crianças, e eu o vi, meu coração acelerou, mas tão rápido quando ele ficou olhando pra mim… na hora que fui embora pra minha casa, aqui mesmo no jmf, então mandei msg pra ele no face dizendo que tinha visto ele, ele disse que tb me viu e que aí ele lembrou de mim… e aí começou a coisa. Ele tinha pedido no 3° dia que a gente tava conversando pra namorar comigo, e mesmo gostando dele, logo eu disse não, mas mesmo assim continuamos nos falando, praticamente passamos o natal juntos, pois passei lá na casa da minha tia. A gente se conversou ate fevereiro deste ano, e depois não mais pois as aulas começaram, e o tempo foi ficando apertado, pois ele fazia curso de espanhol e jiu-jítsu, e não estudava no período que eu estudava.. mas a pouco tempo, eu inventei uma mentira pra minha “amiga” dizendo que tinha perdido a virgindade com ele, mas não inventei por mal, pensei que ela não ia levar tão longe assim, só que o problema é que ela levou, ela o adicionou no facebook e perguntou pra ele se era verdade, e lógico, como ele sempre odiou mentiras, disse não e que o que ele fez foi só pedir pra namorar comigo.. e então ele disse que se ela precisasse perguntar algo, ele estaria ali. Essa minha “amiga” contou pra uma de nossas amigas isto, e esta garota veio fala pra mim, e agora estou perdida não sei o que faço além de perder o amor da minha vida, que passei 7 anos procurando, e até agora estava fazendo planos pro futuro, e agora minha “amiga” sabe da verdade, to ferrada, pois ela pode falar pra todo mundo da escola, e ele pode me odiar pra sempre, a ponto de não querer mais olhar na minha cara, só sinto que estou me afogando a cada dia que passa. Já tive 5 depressões seguidas, devido à família, e 2 pós disso, me sinto horrível e covarde por não ter admitido antes pra ela que era mentira, antes de chegar até ele. E o pior de tudo é que eu não consigo tira ele da cabeça. Ele deve achar que não gosto dele, mas se ele tivesse noção do quanto amo ele, e de todas as loucuras que já fiz por ele… agora o que faço com essa mentira? #perdida

 

Reportar

Deixe um comentário

3 Comentários em "Menti que perdi a virgindade e fui pega na mentira"

Notificar-me sobre
avatar
4000
anonimasp
Visitante

Transe logo com ele, aí cala a boca de todo mundo!

Troll
Visitante

Converse com o garoto, assuma seu erro e peça desculpa.

Thiagotorresbr
Visitante

Bem, se você o conheceu no jardim de infância e isso foi há sete anos, quer dizer que você tem 12 ou 13 anos.
Menina, se acalme. Você não o ama. Aliás, você nem sabe o que é amor. Vá por mim. Você ainda vai se apaixonar outras vezes nessa vida. E aprenda com seu erro. Mentira nunca é a melhor escolha.

As coisas hoje em dia estão tão malucas e invertidas que ser virgem virou motivo de vergonha.

Para tornar as coisas menos piores, converse com o tal garoto e explique a razão (ainda que infundada) de sua mentira.

Por fim, para de ter esse pensamento exagerado de que está tudo perdido, “minha vida acabou.” Apesar de isso ser comum na adolescência, quanto antes vocês perceberem que a vida segue depois de uma vergonha dessas – e ainda, que vão passar muitas outras vergonhas nessa vida -, mais fácil e leve as coisas serão.

Se acalme.

wpDiscuz