Sou gay e minha família é evangélica

Bom desde criança eu vou a igreja com meus pais, eles sempre foram muito conservadores, para se ter uma ideia eu não saia de casa pra brincar com outras crianças na rua pq meus pais não deixavam, por medo de acontecer algo de mal comigo, já meu primo que tinha a mesma idade que eu, por outro lado era uma criança solta que conhecia tudo no mundo pois seus pais não o prendiam muito, e sempre quando a gente tinha oportunidade de ficar juntos e ‘sozinhos’ no caso na minha avó, ele me falava sobre sexo, essas coisas e eu por ser tão inocente devido ficar tão preso não sabia muito bem sobre isso, e ele me explicava tudo, mas sempre quando ele tinha oportunidade queria fazer coisas comigo e eu percebia, mas eu tinha medo de alguém ver, porém gostava um pouco. Bom sempre desde pequeno gostava de brincar com lençóis se fingindo ser meu cabelo ou vestido, sempre que minha mãe me pegava brincando disso ela brigava dizendo que tinha que ter jeito de homem, eu passava até por um tempo sem fazer isso de novo mas depois não aguentava.

Bom quando comecei minha adolescência aos 14 anos até ‘namorei’ uma menina por 1 mês pra fingir a minha família que gostava de mulher, mas na verdade nunca senti atração nenhuma, tanto que nunca cheguei a fazer sexo com nenhum menina, e o tempo foi se passando eu continuava na igreja sempre falando com Deus pra tirar isso de mim, pq eu nasci assim se isso é errado porque desde pequeno eu era desse jeito. Essas sempre foram minhas perguntas durante todo esse tempo na igreja e nada mudava, absolutamente nada. Na adolescência até me apaixonei por um menino no meu bairro porém ele nunca me deu bola, enfim nunca gostei de nenhuma menina só fingia pra meus pais não pensarem que era gay, que eu eram uma “obra do diabo” como é o que os evangélicos pensam, mas não é assim.

Hoje eu com meus 19 anos vou a igreja mas bem pouco somente porque ainda moro com meus pais e eles querem que eu vá, já me aceitei assim, sou gay e sei que eles não irão aceitar isso, por isso não sei bem a forma de contar a eles nem se é o melhor momento, porque não tenho onde morar, mas faço faculdade de Engenharia e pretendo conseguir um emprego bom que dê para me sustentar e finalmente eu contar de uma vez por todas, porque é muito ruim vc fingir ser uma coisa sendo que vc não é, só me sinto cada vez mais angustiado por isso. Eu finalmente entendi que Deus me fez assim, e não sou uma aberração como muitos cristãos falam.

Estou compartilhando essa confissão pra vcs porque sei que muitos passam por isso e para ver que não estão só.

 

Reportar

Deixe um comentário

8 Comentários em "Sou gay e minha família é evangélica"

Notificar-me sobre
avatar
4000
Destiny
Visitante

Sei como é difícil e passo pela mesma situação. É mt ruim vc viver todos os dias de sua vida com uma máscara, fingindo quem você não é. A casa, que deveria ser nosso lugar de conforto e amor, acaba nos transmitindo repulsa. Assim como você, ainda não tenho condições financeiras suficientes pra sair de casa e me manter completamente, mesmo já trabalhando e fazendo faculdade. Aonde quer que vc esteja, te mando forças, pq não está sozinho nessa!

julia
Visitante

Garoto, imagino o inferno que dever ser conviver com pessoas com mente tão estreita.
Espero que você consiga um emprego e não se deixe abater por essas pessoas.

Andy
Visitante

Quando a gente vive num mundo que ainda custa aceitar as diferenças é complicado. Infelizmente é difícil ser gay, principalmente quando faz parte de uma família tradicional. Eu sou católica, passo pelo mesmo que você, apesar de ter encontrado várias pessoas dentro da igreja que sejam mais abertas a isso. Eu andava muito perdida em mim mesma, me sentindo mal por teoricamente ser uma “aberração” e fui conversar com o padre, e foi quando ele me disse que eu precisava me aceitar que deu um clique na minha cabeça.
O ponto que quero chegar, é que eu te entendo, e não acho que seja o momento certo pra você se assumir, se é que esse momento realmente exista, mas o melhor vai ser quando você ja for dono da sua própria vida com casa propria e emprego. Assim você não vai sofrer tanto com sua família. Sei que pode estar sendo difícil, mas você vai conseguir, boa sorte moço

Lili
Visitante

Na minha opinião acho q deve esperar ter uma certa condição financeira. Deve ser ruim fingir ser quem não é mas (infelizmente) são eles que te sustentam. Boa sorte !

Thiagão
Visitante

Cristãos de verdade não dirão que você é uma aberração. Você deve saber disso, afinal, frequentou uma igreja por anos. E sabe também, que no meio da Igreja, existem pessoas de todo os tipos, inclusive as falsas; o joio no meio do trigo. Essas pessoas terão o julgamento de Deus.

Discordo quando diz que Deus te fez assim. Basta uma palavra ou frase para que uma pessoa amaldiçoe outra. Pior ainda, basta uma frase cheia de ódio para que uma família e sua descendência seja amaldiçoada – até que alguém decida quebrar essa maldição. Palavras têm poder para o bem ou para o mal.
Todos nós temos um “espinho na carne” como o próprio Paulo disse. Cabe a nós dominarmos sobre eles.
Tenho na família pessoas (de 4° grau) que o pai cometeu assassinato, o filho cometeu assassinato, o neto cometeu assassinato. E se o bisneto – se por ventura vier a existir -, não se decidir a acabar com esse efeito dominó, ele também terá grandes chances em cometer o mesmo ato de seus antepassados.

Muitas pessoas usam de desculpa a frase “Deus me fez assim” para justificar suas ações. Um homem mulherengo que trai sua esposa usando essa frase poderia ser “absolvido”?
Um assassino em série, dizendo “Deus me fez assim” pode justificar suas ações?

Todos nós temos falhas. Esse Mundo aqui é um verdadeiro teste de fidelidade; não somente à esposa/ao esposo, à família, aos amigos… Mas principalmente a Deus. A destruição de Sodoma e Gomorra não foi algo feito sem pensar. Eles tiveram chances. Mas assediaram até mesmo os lá enviados por Deus para lhes dizer sobre o arrependimento de seus pecados. Todos temos pecados; cabe a nós vercermos diariamente.

Entendo seu lado; não acredito em “ex gay”. Assim como eu – um eterno dependente químico – não sou e nunca serei um ex dependente. Eu preciso me policiar diariamente. Uma luta constante; um espinho na carne.

Se um dia eu vier a cair (novamente), cabe a mim me reerguer e buscar não mais falhar.
Muitas pessoas hoje em dia zombam daqueles que acreditam na Bíblia e acreditam em Deus. Mas a própria Bíblia já alertou sobre isso. O amor se esfriou. “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará” (Mt. 24,12); MAS OS QUE PERMANECEREM FIRMES ATÉ O FIM SERÃO SALVOS (Mt. 24,13).

Eu já tive minha época de não crer na existência de Deus. E sou de família cristã. Eu pedia pra Ele revelar pra mim, de alguma forma, que Ele existia. A meu ver isso não aconteceu. Porém, o que eu não vi na época, é que eu estava insensível demais a Ele. Muitas vezes a resposta vem e nós não a vemos. Seja por insensibilidade provocada por nossa ignorância, ou causada por um desejo (consciente ou inconsciente) de não sermos atendidos, e assim, podermos dizer “não houve resposta dEle, portanto, eis aí minha carta branca. Estou inocente quanto a esta causa. Ele não vai poder me julgar quanto a isso.”

Essa é a desculpa de muitas pessoas para continuarem suas práticas pecaminosas.
Que Deus tenha misericórdia de você, de mim, e de todos nós.

julia
Visitante

Você comparou o garoto com: assassino, dependente químico… você tem problemas cara…
Ele não tem nenhum problema de caráter. Ele nasceu gay! Deus fez ele assim!
Você falou tanta m….
É por isso não gosto de religião.

jair
Visitante

você esta num mundo a sociedade e falsa, ser ou não ser isso existe deste a era da pre historia, o problema que a sociedade ser um individuo “certinho”, você livre para ser feliz, espero que você consiga seus objetivos, a pior coisa a infelicidade, eu acho que um mundo começa pela pessoa

Membro

Lindíssima, falou tudo!

wpDiscuz