Autor: Audrey Moraes

Amo e nunca sou correspondida

Confesso que tenho carência pelo amor, bem eu tenho carência em ser amada. Sempre amei tanta gente, demonstrei tanto e tão poucas vezes tive isso de volta, e dói tanto, como dói um amor incorrespondido, sempre tive tanto a oferecer afetivamente mas as pessoas por quem eu me apaixonava, nunca sentiam o mesmo, e as que sentiam eu nunca estava afim, a vida é engraçada né, viver sem amor e sem paixão foi me tornando tão infeliz, eu acreditava não…